Cientistas criaram gin de ervilhas ecológico (mas pode embriagá-lo na mesma)

Ervilhas são provavelmente a última coisa que esperaria encontra no seu gin tónico. Porém, foi isso que mesmo que cientistas da Abertay University e o James Hutton Institute, na Escócia, fizeram.

O gin chama-se Nàdar – que significa “natureza” em gaélico – e os cientistas afirmam ter uma pegada ambiental mais pequena do que os gins tradicionalmente destilados feitos com trigo.

Cada garrafa de 700 milímetros de Nàdar tem uma pegada de carbono de -1,54 quilogramas de dióxido de carbono, “o que significa que evita mais emissões de dióxido de carbono do que cria”, de acordo com um comunicado da Abertay University.

Embora seja sabido que o gin é feito a partir de bagas de zimbro, na verdade, requer uma base neutra – geralmente feita de trigo – ao qual as bagas são adicionadas.

“Bebidas tradicionais como cerveja e whisky são produzidas a partir de cereais que exigem bastante fertilizante artificial”, disse Graeme Walker, professor de zimologia da Abertay University, que supervisionou o projeto. “Isso afeta as emissões de gases de efeito estufa e as mudanças climáticas”.

Foram necessários cinco anos de estudo em colaboração com a Arbikie Distillery, uma quinta na costa leste de Angus, na Escócia, para desenvolver o gin.

Em declarações ao Mashable, Kirsty Black, principal autora do estudo, disse que ervilhas e legumes em geral são uma “ótima opção de cultivo por razões ambientais e de biodiversidade”. A Arbikie Distillery não importa nenhum produto para fazer o seu gin.

“A maioria das culturas que cultivamos hoje em dia exige o uso de fertilizantes para fornecer o nitrogénio necessário para produzir a qualidade e quantidade desejadas de colheita”, explicou Black. “Infelizmente, o uso de fertilizantes é conhecido por ter um impacto ambiental negativo“.

“Apesar de quase 80% da nossa atmosfera ser nitrogénio, está na sua forma não reativa, tão inutilizável pelas plantas”, disse Black. É aqui que entram legumes como ervilhas, feijões e lentilhas.

O desempenho ambiental da ervilha prende-se ao facto de que todas as partes úteis das ervilhas – desde o descasque até à destilação – são usadas para criar alimentos para animais domésticos.

As ervilhas têm uma capacidade natural de obter o nitrogénio necessário para o crescimento usando um processo chamado fixação biológica de nitrogénio, o que significa que não é necessário usar fertilizantes sintéticos prejudiciais ao meio ambiente. As leguminosas diferem da maioria das plantas porque são capazes de fixar nitrogénio do ar com uma relação simbiótica com bactérias nos nódulos radiculares, convertendo nitrogénio não reativo em nitrogénio reativo.

O processo de destilação também cria um produto residual – feito a partir da proteína restante da ervilha e do fermento usado – que pode ser usado como alimento animal altamente nutritivo.

Apesar de tudo, o gin não sabe a ervilha. “O uso de ervilhas não afeta o sabor final do gin”, disse Black. “Para fazer qualquer gin, o método mais comum é destilar os seus vegetais com uma base neutra. Aqui criamos essa base neutra com ervilhas, mas os sabores do gin são dos vegetais que escolhemos usar”.

A receita do gin inclui zimbro, coentro, capim-limão e folhas de limão. “O gin é basicamente um espírito neutro aromatizado com vegetais, incluindo zimbro”.

Este gin de ervilha tem a mesma quantidade de zimbro que os gins normais.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

R abaixo de 1 em Portugal. Um milhão de pessoas pode já ter tido contacto com o vírus

Um doente covid-19 em Portugal está a infetar, em média, menos de uma pessoa, segundo dados do Instituto Ricardo Jorge revelados esta quinta-feira, que mostram que o Rt voltou a estar abaixo do 1. “Atualmente, o …

EUA aprovam legislação que pode excluir firmas chinesas do seu mercado de capitais

O Congresso norte-americano aprovou esta quinta-feira legislação que força as empresas chinesas a saírem dos índices bolsistas norte-americanos a menos que cumpram as regras de contabilidade nos Estados Unidos. A legislação, que pode afetar dezenas de …

Polícia Judiciária faz buscas na Câmara de Vila Verde

A Polícia Judiciária está a fazer buscas na Câmara de Vila Verde, no distrito de Braga, relacionadas com "adjudicações a juntas de freguesia", confirmou esta quarta-feira à Lusa fonte daquela força policial. Segundo a mesma fonte, …

Reino Unido começa a vacinar já na próxima semana

O Reino Unido vai começar a vacinar a sua população contra a covid-19 na próxima semana. Depois da aprovação do uso da vacina da Pfizer, os primeiros a receber a vacina serão os trabalhadores e …

Governo já garantiu 370 camas no setor privado

O Governo já garantiu 370 camas no setor privado, sendo que quase metade, 164, são para doentes covid. Há atualmente 3.338 pacientes infetados com o novo coronavírus internados em hospitais. A informação foi confirmada por fonte …

Covid-19 pode ter chegado aos EUA em dezembro de 2019. País prepara-se para o pior inverno da história

Depois de ter sido confirmado que o novo coronavírus já circulava em Itália desde setembro de 2019, agora surge um relatório que refere que a covid-19 pode ter infetado um pequeno número de pessoas nos …

Maior parte dos médicos aposentados que voltam ao SNS prefere trabalhar em tempo reduzido

A maior parte dos médicos aposentados que regressa ao Serviço Nacional de Saúde (SNS) opta por trabalhar em tempo reduzido, adianta o Jornal de Notícias. De acordo com o Jornal de Notícias, do total de 216 …

Bruxelas ameaça avançar com Fundo de Recuperação sem Hungria e Polónia

A Comissão Europeia (CE) está a perder a paciência e, caso não haja progressos nas negociações, ameaça avançar com o Fundo de Recuperação europeu sem a 'luz verde' da Hungria e da Polónia. O ultimato foi …

Empresas que reforcem lay-off não podem fechar portas, mas podem reduzir horários a 100%

O chamado “apoio à retoma progressiva” vai permitir que em dezembro as empresas saltem para o escalão seguinte, que garante mais financiamento, mas o Governo exige que mantenham atividade. Contudo, garante que tal não condiciona …

Reunião no Infarmed. Pico foi atingido em 25 de novembro, peritos pedem que não haja medo das vacinas

Especialistas, dirigentes dos partidos políticos e parceiros sociais voltaram esta quinta-feira a reunir-se para analisar a situação epidemiológica da covid-19, em vésperas de nova renovação do estado de emergência e da decisão sobre as medidas …