GES já estava falido cinco anos antes de colapsar. Salgado acusado de 65 crimes

Mário Cruz / Lusa

Ricardo Salgado, ex-presidente do BES

O Ministério Público acusa o ex-banqueiro Ricardo Salgado de 65 crimes no âmbito do caso BES. O Grupo Espírito Santo já estava falido cinco anos antes de colapsar.

O Ministério Público proferiu, esta terça-feira, o despacho da acusação no âmbito do caso BES. O ex-banqueiro Ricardo Salgado foi acusado de 65 crimes, incluindo associação criminosa, 30 crimes de burla qualificada e 12 crimes de corrupção ativa. Salgado é um dos 25 arguidos acusados pelo Departamento de Investigação e Ação Penal (DCIAP).

Além disso, o Ministério Público escreve que o Grupo Espírito Santo (GES) já estava falido cinco antes do seu colapso, em 2014. Na acusação, lê-se que em 2009, a Espírito Santo Internacional, a principal holding do grupo, já se encontrava em bancarrota com capitais negativos de, pelo menos, 962 milhões de euros.

“A impotência económica do GES, e dos seus acionistas, para resolver, por si, esta situação, era em 2009 incontornável”, lê-se na acusação citada pelo jornal Público.

“Ricardo Salgado foi o responsável por uma estrutura de governo da parte financeira do GES assente em conflito de interesses, em que o seu prevaleceu, e com organismos de controlo inoperantes, quer externos quer internos, a quem sonegou informação elementar sobre o modo como organizou o negócio bancário, e nele recrutou, a soldo, um conjunto de funcionários que foram posicionados para os seus desígnios criminosos”, lê-se ainda na acusação que conta com mais de 4 mil páginas.

A situação do BES na altura foi mantida em segredo, sendo apenas conhecida por um “núcleo restrito” integrado por, entre outros, José Manuel Espírito Santo e Manuel Fernando Espírito Santo. Estes são os dois únicos membros da família que integram o rol de acusados.

Para camuflar o problema, Salgado conseguiu a “produção sistemática e sucessiva de demonstrações financeiras falsas, que foram divulgadas a acionistas, credores, auditores de empresas do GES, supervisores, nacionais e estrangeiros”.

“Conjuntamente com Amílcar Pires, com o departamento financeiro do BES e com funcionários que posicionou na Eurofin, Ricardo Salgado criou sob a administração da Eurofin um conjunto de veículos cuja existência e atividade foi ocultada ao mercado, auditores e supervisores, que foram responsáveis por desviar dinheiro do negócio do BES – numa operativa ruinosa para o banco, na venda de dívida própria aos seus clientes – e destiná-lo aos fins por si pretendidos: cobertura de perdas irrecuperáveis; manutenção de negócios inviáveis; e distribuição de dinheiro pelos que o coadjuvavam nos atos criminosos que eram praticados no seio do GES financeiro”, escrevem os procuradores.

Cavaco e presidente da TAP pagos por saco azul

Confirma-se agora também que o saco azul do GES financiou a campanha eleitoral de Cavaco Silva em 2011, servindo também para pagar os serviços do então deputado do PSD Miguel Frasquilho, atual presidente da TAP.

“Entre 2008 e 2011, Miguel Frasquilho recebeu 68.950 euros, em contas de que é cotitular com irmão e pais”, lê-se na acusação. Ao Expresso, Frasquilho justificou que tinha dívidas para com estes familiares, razão pela qual preferiu que o dinheiro fosse depositado nesta conta conjunta. O presidente da TAP disse ainda não ter conhecimento da origem do dinheiro.

O ex-vice-presidente do Banco do Brasil, Allan Simões Toledo, terá sido também um dos beneficiários do saco azul a troco de uma linha de crédito de 200 milhões de euros que abriu ao BES.

Em reação à acusação, os dois advogados de Ricardo Salgado defendem que o cliente “não praticou qualquer crime e esta acusação ‘falsifica’ a história do Banco Espírito Santo“. Além disso, são feitas críticas ao governador do Banco de Portugal, Carlos Costa, “que, depois de apagar das fachadas uma marca com mais de 140 anos de existência, interveio neste inquérito-crime, em claro e manifesto conflito de interesses”.

O antigo administrador do Banco Espírito Santo, José Maria Ricciardi, diz que se tivesse sido ouvido o banco poderia ainda existir. “Propus o afastamento do dr. Ricardo Salgado e tinha toda a razão de ser, ao contrário dos comentários que ouvi na altura. Diziam que era incompreensível, etc. Tinha toda a razão. Se me tivessem dado ouvidos em 2013 se calhar o BES ainda existia”, disse à Rádio Observador.

“Ele obviamente não se demitia porque tinha que esconder aquilo que estamos a ver. Na altura fui muito criticado e tentou-se vender a ideia que queria o lugar dele, não era nada disso. Na altura, nem nos piores cenários alguma vez imaginei a extensão e gravidade das fraudes e crimes praticados e dos prejuízos causados a terceiros, nomeadamente aos lesados do Banco Espírito Santo. Se soubesse, ainda teria tentado ser mais incisivo e atuante naquilo que tentei fazer para evitar o colapso”, acrescentou.

ZAP //

PARTILHAR

19 COMENTÁRIOS

    • O que fazia o Constâncio foi o mesmo que fazia o Carlos Costa e toda a pandilha do Banco de Portugal, ou é dos que acredita que os restantes responsáveis do Banco de Portugal não sabiam o que se passava?Andaram foi todos a comer da mesma gamela.

  1. Devo relembrar que o Sagado caiu porque o governo Passos / Portas não lhe deram a mão que ele, de resto, pediu por todas as formas. Tentou que a CGD fosse a correr pôr a mão por baixo. Mas enganou-se. Se fosse um governo socialista, gostaria de saber como tudo isto terminaria.

    • “gostaria de saber como tudo isto terminaria.”
      Oh sim, claro… porque assim correu tão bem!…
      E quem não se lembra das palavras do “salvador”?:
      “Passos sobre BES: «Não é dinheiro dos contribuintes»”
      tvi24.iol.pt/economia/passos-coelho/passos-sobre-bes-nao-e-dinheiro-dos-contribuintes
      Lindo….

      • O que é certo e bem claro é que o Salgado era o patrão do 44 e do Pinho, entre muitos outros. E o que também é certo é que fosse o PS o Salgado nunca seria acusado de nada. E ainda é claro, mas isso já era antes mesmo deste teu comentário, é que o teu neurónio de facto não dá para mais.

        • “E o que também é certo é que fosse o PS o Salgado nunca seria acusado de nada.”
          Provavelmente será um choque para ti, mas o governo actual é do PS!… e, o Salgado acaba de ser acusado!…
          Lá se foi mais uma “brilhante” teoria saída dessa cabecinha limitada…
          .
          Além do “salvador” Passos, também convém recordar o Cavaco a dizer: “os portugueses podem confiar no BES” – o mesmo Cavaco cuja campanha foi financiada pela máfia do BES!!
          Outro “santo” que brindou os portugueses com pérolas como: ”os portugueses tem que nascer duas vezes, para serem mais sérios do que eu”!
          Lindo!…

      • Cá está o capanga (Eu) do PS. Passos Coelho não ajudou o corrupto Salgado, mas o saca-milhões 44 quanto terá levado ?

  2. Gente não se coloquem do lado de nenhum politico, banqueiro, administradores grandes empresas, presidente clubes de futebol- são todos MAFIOSOS- enganam e ROUBAM escandalosamente o povo.
    São todos iguais, lamentavelmente p/ nós quem trabalha e paga impostos. A MAFIA não quer saber do povo p/ NADA. Somos tão somente peões nas mãos deles…

    • Ora nem mais, mas as claques vem os seus partidos como vêm a equipa de futebol da sua terra, é por isso que Portugal nunca irá sair do chiqueiro em que os políticos e os colarinhos brancos nos meteram.

  3. Se já estava falido é porque já estava mal gerido, o senhor Salgado pôs as amizades acima da boa ética e certamente passou a imaginar-se dono disto tudo, o resultado está à vista, mais um falido na gerência de uma fortuna que os seus familiares souberam criar, surpreende-me no entanto tal fracasso pela idade que tem e pelo profissionalismo que afinal não soube ter.

  4. Este criminoso é uma afronta e uma vergonha aos portugueses íntegros e dignos, este senhor é uma desonra total, sinto-me envergonhado só de pensar que este senhor partilha da mesma nacionalidade de portugueses honestos, trabalhadores e humildes , temos de acabar com esta corrupção que assola , desgraça e destrói o nosso país.Estes maçónicos juntamente com políticos corruptos tipo Sócrates ou Cavaco Silva têm de ser severamente punidos, para que mais ninguém volte a fazer o que estes sujeitos fizeram.BASTA DE CORRUPÇÃO!

  5. Dizia nessa altura um certo Sr. chamado Cavaco Silva na C.S, que era seguro efectuar depósitos no BES. Mas hoje não basta dar um ponta-pé no formigueiro para ver uma serie de insectos aparecerem, se é para termos mais um daqueles Mega-Processos sem fim a vista. Entre tanto, essa bicharada anda toda a solta, e o Salgado será chamado a Julgamento se calhar quando já estiver na salgadeira.

  6. Este banco já estava falido quando teve de ser devolvido aos primitivos accionistas, logo a seguir à novela da “banca nacionalizada, nossa” que seguiu ao 25/04. A “família” decidiu manter a propriedade e tentou o que de facto seria muito dificil. A recuperação económica do banco. No “tempo de corrupção e vale tudo” fez o que tinha de fazer. Corrompeu o poder político porque o dito poder político era e ainda é corrupto, suportado por uma constituição anacrónica sob diversos aspectos e cujo mecanismo do controlo do cumprimento é também anacrónico e de funcionamento condicionado aos próprios interesses pessoais dos políticos. O DDT corrompeu os politicos que são corruptos. Não corrompeu ninguém que à partida não tivesse já essa vocação!

    • Considero este comentário relevante. A nacionalização e a posterior privatização foi um processo pouco claro porque os bancos continuaram a alimentar e a alimentarem-se das obras e atividades publicas. A coisa acabou por ser mais evidente nas ditas parcerias publico-privadas que se revelam um instrumento onde um grupo fechado de gestores que circulam entre si nas empresas mais relevantes gere as verbas que a economia no seu todo produz. O sr. Ricardo Salgado foi um dos homens que melhor serviu e se serviu deste sistema. Se um dia publicar as suas memórias vai haver muita gente incomodada. O problema é que este modo de governancia dos nossos destinos se tem mantido e não vejo como pode ser alterado.

  7. Em outro País que não Portugal ele e muitos outros dirigentes bancários já estavam na prisão, cá andam todos a rir da nossa cara, bem podem as claques partidárias gritarem que o seu clube é melhor, mas andaram todos a comer e continuam a comer tanto do BES como até de empresas privadas, não é por acaso que quando saem do governo vão directamente parar às empresas privadas e muitas delas com quem eles fizeram negócios, até o actual P.R. ia passar férias a Comporta, tanto da Direita como da Esquerda e do centro mamaram e continuam a mamar por isso não alteram a lei para penas mais pesadas e os bens que tenham serem penhorados assim como legislar para só poderem fazer um x de recursos, como está vão de recurso em recurso até que seja arquivado ou as provas “desaparecerem por um milagre divino.

RESPONDER

Uma só teoria da conspiração sobre a covid-19 matou 800 pessoas. 60 ficaram totalmente cegas

Pelo menos 800 pessoas morreram e 60 ficaram cegas na sequência de uma teoria da conspiração sobre a covid-19, concluiu um novo estudo. A investigação, cujos resultados foram esta semana publicados na revista científica American Journal …

Apple e Google removem das suas lojas de aplicações um dos jogos mais populares do mundo

As gigantes tecnológicas Apple e Google removeram esta semana das suas lojas de aplicações, a App Store e a Google Play Store, respetivamente, o Fortnite, um dos jogos mais populares de todo o mundo. As …

Encontrado tesouro de artefactos nazis no "Covil do Lobo", o quartel-general ultrassecreto de Hitler

Quando os nazis se prepararam para invadir a União Soviética, em 1941, construíram um quartel-general militar secreto na floresta Masúria, na Polónia, ao qual chamaram "Wolfsschanze" ou "Covil do Lobo". Desde a sua descoberta após a …

Itália vai construir um túnel submarino para unir Sicília ao continente

Itália está a planear construir um túnel para ligar a região insular da Sicília ao continente italiano. O projeto de cinco mil milhões de euros vai ser pago com a parte do Fundo de Recuperação …

Point Roberts tinha um pé nos EUA e outro no Canadá (mas agora não "pertence" a nenhum)

Point Roberts, em Washington, está numa posição única. Localizada na ponta da Península de Tsawwassen, a cidade fica totalmente abaixo do paralelo 49, a linha que separa o Canadá dos Estados Unidos. Agora, a cidade …

Milhares de processadores quebraram um trilião de chaves para resgatar um Zip com bitcoins

Um misterioso homem perdeu o acesso a um ficheiro Zip onde estavam encriptadas as suas chaves privadas de bitcoins. Os 300 mil dólares foram resgatados por dois especialistas em criptografia — e por muitos milhares …

Reino Unido com mais de mil novas infeções pelo quarto dia consecutivo

O Reino Unido registou mais 11 mortos e 1.441 infeções de covid-19 nas últimas 24 horas, anunciou o Ministério da Saúde britânico, que manteve restrições sobre a área metropolitana de Manchester e parte do norte …

Governo não pondera (para já) proibição de fumar ao ar livre

O Governo não está a ponderar, neste momento, proibir fumar ao ar livre como foi decretado em Espanha, mas há “muitos aspetos em aberto” que serão acompanhados, disse esta sexta-feira a ministra da Saúde, Marta …

Lotação do Avante reduzida a um terço. Visitantes terão uma "área superior à que está estabelecida para as praias"

O PCP anunciou que vai limitar a entrada na sua anual Festa do "Avante!" a um terço da capacidade total, em virtude do contexto de pandemia de covid-19. O espaço de 30 hectares das Quinta da …

Governo da Guiné Equatorial demitiu-se em bloco

O Governo da Guiné Equatorial, liderado pelo primeiro-ministro Francisco Pascual Obama Asue, apresentou a sua demissão em bloco. Em declarações aos jornalistas, o ministro da Comunicação e porta-voz do Governo em funções, Eugenio Nze Obiang, explicou …