Gaza fica sem testes de diagnóstico em plena vaga de contágios

Mohammed Saber / EPA

A Faixa de Gaza deixou este domingo de fazer rastreamento de novos casos de infeção pelo novo coronavírus por falta de kits de testes, alertaram as autoridades locais, numa altura em que o enclave enfrenta um forte ressurgimento de contágios.

“Apelamos a todos os organismos relevantes que intervenham de forma urgente” e forneçam “apoio às necessidades de emergência”, afirmou o Ministério da Saúde do enclave num comunicado, precisando que o laboratório central — órgão responsável pela coordenação do rastreio dos casos de covid-19 — ficou sem kits de testes de diagnóstico.

Até à data, as autoridades locais estavam a fazer em média entre dois mil e três mil testes diários. Segundo os dados mais recentes, divulgados este domingo, os últimos testes realizados deram conta de 36% de casos positivos nas últimas 24 horas, percentagem que está a preocupar as autoridades locais e que indica uma forte propagação do vírus.

A Faixa de Gaza, 365 quilómetros quadrados de área onde vivem dois milhões de palestinianos, está sob bloqueio israelita desde junho de 2007, após o movimento islâmico Hamas ter assumido o controlo do enclave. Até 2018, o Hamas disputou três guerras com Israel.

Com um sistema de saúde precário e de fracos recursos, o enclave tem vindo a verificar um aumento de infeções há várias semanas. Em novembro passado, o território registou sucessivos recordes diários de casos de covid-19 e na semana passada contabilizou mil casos num único dia. As autoridades locais já tinham alertado em agosto passado para a escassez, e para uma eventual rutura, do stock de testes de diagnóstico.

Perante o aumento de novos casos, as autoridades de Gaza decidiram endurecer as restrições e decretaram, por exemplo, o encerramento de mesquitas, escolas e universidades desde sábado. A partir da próxima sexta-feira também será imposto um recolher obrigatório total aos fins de semana (no caso específico de sexta a sábado), medida que se junta ao recolher noturno diário que está em vigor há meses.

Desde o início da crise pandémica, em março, a Faixa de Gaza contabiliza mais de 25 mil casos positivos de covid-19 e 139 mortes. Atualmente, o território tem mais de 10.500 casos ativos, dos quais 375 doentes estão internados, incluindo 157 em estado crítico.

A situação na Cisjordânia ocupada, território com cerca de 2,9 milhões de habitantes, também é complicada. Apesar de ter decretado várias medidas restritivas, nomeadamente um recolher noturno obrigatório diário e um recolher obrigatório aos fins de semana, o território não conseguiu ainda reduzir a incidência de novos casos.

Nas últimas 24 horas, foram diagnosticados mais de 1.200 casos positivos na Cisjordânia. Mais de 450 mil israelitas vivem na Cisjordânia, ocupada pelo exército israelita desde 1967, ao lado de 2,8 milhões de palestinianos.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Marcelo pede ao TC fiscalização do artigo 6.º da Carta de Direitos na Era Digital

O Presidente da República pediu, esta quinta-feira, ao Tribunal Constitucional a fiscalização sucessiva do artigo 6.º da Carta Portuguesa de Direitos Humanos na Era Digital em vigor, tendo em conta o "importante debate público" sobre …

Portugal regista mais 10 mortes e 3009 casos de covid-19

Portugal registou, esta quinta-feira, mais 10 mortes e 3009 casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 3009 novos …

Ministra da Coesão diz que Portugal vai precisar de imigrantes

A ministra da Coesão Territorial disse hoje que a perda de população é preocupante e que Portugal vai ter de trabalhar numa política de imigração muito ativa e acolhedora para fazer face aos investimentos previstos. "Estando …

Testes rápidos serão gratuitos até ao final de agosto

A comparticipação a 100% dos testes rápidos de antigénio (TRAg), que vigorava até final do mês, foi alargada até 31 de agosto, segundo uma portaria esta quinta-feira publicada em Diário da República. "Perante a atual situação …

Tiago Antunes acusa Rui Rio de usar Constituição como "moeda de troca" para agradar ao Chega

No podcast Política com Palavra do PS, o secretário de Estado adjunto do primeiro-ministro, Tiago Antunes, acusou Rui Rio de propor a revisão da Constituição e do sistema eleitoral como "moeda de troca" para o …

Pedro Nuno Santos quer receitas da rodovia a ajudar a financiar a ferrovia

Há dois anos, o ministro defendia a possível separação da REFER das Estradas de Portugal. Agora, volta atrás e quer que as receitas de rodovia ajudem a financiar a ferrovia. O Ministro das Infraestruturas e da …

A China está a construir 110 novos silos nucleares. Estados Unidos estão preocupados

Na segunda-feira, a Federação de Cientistas Americanos (FAS) publicou um relatório no qual denuncia a existência de um campo de instalações nucleares perto da cidade de Hami, na província chinesa de Xinjiang. Estarão a ser …

Inglaterra desconfinou totalmente. Então, porque estão os novos casos a descer?

O fim das restrições a 19 de Julho fez soar alarmes por toda a Europa sobre o possível aumento exponencial de casos. Na verdade, o número de novos casos tem vindo a descer e a …

Siza Vieira admite possibilidade de "alargar" funcionamento das atividades económicas

O ministro de Estado e da Economia disse que o Conselho de Ministros desta quinta-feira vai analisar "todas as medidas restritivas" atualmente em vigor e terá a possibilidade de "alargar" o funcionamento das atividades económicas. "Eu …

Relatório do Novo Banco. Centeno, Costa e Ramalho ficam mal na fotografia

A versão final do relatório do Novo Banco apontou mais responsabilidades a Mário Centeno e António Costa, visto estarem ambos no governo durante a venda. A tese do Banco de Portugal sobre as injecções de …