Gaza fica sem testes de diagnóstico em plena vaga de contágios

Mohammed Saber / EPA

A Faixa de Gaza deixou este domingo de fazer rastreamento de novos casos de infeção pelo novo coronavírus por falta de kits de testes, alertaram as autoridades locais, numa altura em que o enclave enfrenta um forte ressurgimento de contágios.

“Apelamos a todos os organismos relevantes que intervenham de forma urgente” e forneçam “apoio às necessidades de emergência”, afirmou o Ministério da Saúde do enclave num comunicado, precisando que o laboratório central — órgão responsável pela coordenação do rastreio dos casos de covid-19 — ficou sem kits de testes de diagnóstico.

Até à data, as autoridades locais estavam a fazer em média entre dois mil e três mil testes diários. Segundo os dados mais recentes, divulgados este domingo, os últimos testes realizados deram conta de 36% de casos positivos nas últimas 24 horas, percentagem que está a preocupar as autoridades locais e que indica uma forte propagação do vírus.

A Faixa de Gaza, 365 quilómetros quadrados de área onde vivem dois milhões de palestinianos, está sob bloqueio israelita desde junho de 2007, após o movimento islâmico Hamas ter assumido o controlo do enclave. Até 2018, o Hamas disputou três guerras com Israel.

Com um sistema de saúde precário e de fracos recursos, o enclave tem vindo a verificar um aumento de infeções há várias semanas. Em novembro passado, o território registou sucessivos recordes diários de casos de covid-19 e na semana passada contabilizou mil casos num único dia. As autoridades locais já tinham alertado em agosto passado para a escassez, e para uma eventual rutura, do stock de testes de diagnóstico.

Perante o aumento de novos casos, as autoridades de Gaza decidiram endurecer as restrições e decretaram, por exemplo, o encerramento de mesquitas, escolas e universidades desde sábado. A partir da próxima sexta-feira também será imposto um recolher obrigatório total aos fins de semana (no caso específico de sexta a sábado), medida que se junta ao recolher noturno diário que está em vigor há meses.

Desde o início da crise pandémica, em março, a Faixa de Gaza contabiliza mais de 25 mil casos positivos de covid-19 e 139 mortes. Atualmente, o território tem mais de 10.500 casos ativos, dos quais 375 doentes estão internados, incluindo 157 em estado crítico.

A situação na Cisjordânia ocupada, território com cerca de 2,9 milhões de habitantes, também é complicada. Apesar de ter decretado várias medidas restritivas, nomeadamente um recolher noturno obrigatório diário e um recolher obrigatório aos fins de semana, o território não conseguiu ainda reduzir a incidência de novos casos.

Nas últimas 24 horas, foram diagnosticados mais de 1.200 casos positivos na Cisjordânia. Mais de 450 mil israelitas vivem na Cisjordânia, ocupada pelo exército israelita desde 1967, ao lado de 2,8 milhões de palestinianos.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Entre críticas a Rio e Marcelo, Ventura teve um drive-in com música de baile (e comparou-se a Sá Carneiro)

Ventura demarcou-se dos insultos de apoiantes à comunicação social, mas não admitiu que o seu mandatário os incentivou, chamando “inimigos” aos jornalistas. Terminou o dia num comício na praia de Leça da Palmeira mas em …

Governo Regional da Madeira garante que aumento de casos se deve às celebrações de fim de ano

O presidente do Governo da Madeira afirmou que o aumento de casos de covid-19 registado nos últimos dias na região é resultado das celebrações do fim do ano, assegurando fiscalização mais apertada nos bares aos …

Novo máximo diário com 218 mortes. Morre uma pessoa com covid-19 a cada 7 minutos

Portugal contabilizou esta terça-feira 218 mortes, um novo máximo de óbitos em 24 horas, relacionados com a covid-19, e 10.455 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). Quase metade das …

Ana Gomes teme que processos BES e Operação Marquês acabem como o dos submarinos

A candidata presidencial Ana Gomes disse ontem temer que processos como os do BES e da Operação Marquês terminem como o dos submarinos, em que considerou que se "trabalhou para a prescrição". Na conversa online que …

Recuperação só em 2022, disse Vestager. Leão quer aprovação rápida dos planos para a UE

A vice-presidente executiva da Comissão Europeia, Margrethe Vestager, afirmou que a recuperação europeia só será "sentida como tal" em 2022, mas que no outono já poderão ser visíveis alguns sinais, caso a vacinação contra a …

Marcelo aprova novas medidas e anuncia reunião com especialistas para discutir situação das escolas

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, assinou esta terça-feira o decreto do Governo que altera a regulamentação do estado de emergência devido à pandemia de covid-19 e anunciou uma reunião com especialistas na …

Jerónimo na campanha de João Ferreira para homenagear os que "se levantaram contra o fascismo"

O candidato presidencial comunista contou com a presença do secretário-geral do PCP, esta segunda-feira, na Marinha Grande, que destacou a importância de lutar contra os atuais "traços de regressão democrática". Durante uma ação na Escola Secundária …

Gilberto, Vertonghen, Grimaldo, Diogo Gonçalves e Waldschmidt infetados

Os futebolistas do Benfica Gilberto, Vertonghen, Grimaldo, Diogo Gonçalves e Luca Waldschmidt são os mais recentes casos positivos ao novo coronavírus no plantel do Benfica, informou esta terça-feira o clube da Luz. “O Sport Lisboa e …

Hospital de Portalegre abre inquérito a morte de doente que esteve 3 horas em ambulância

O hospital de Portalegre vai abrir um inquérito para apurar as circunstâncias da morte de um octogenário, na noite de segunda-feira, na área dedicada aos doentes respiratórios, depois de estar quase três horas numa ambulância, …

"Não somos heróis". Há quartéis que podem fechar se não houver vacinas para os bombeiros

O presidente da Associação Nacional de Bombeiros Profissionais (ANBP), Fernando Curto, disse que se o número de bombeiros infetados com covid-19 continuar a este ritmo muitos quartéis podem ter de encerrar. "As carrinhas de transporte de …