Gaza fica sem testes de diagnóstico em plena vaga de contágios

Mohammed Saber / EPA

A Faixa de Gaza deixou este domingo de fazer rastreamento de novos casos de infeção pelo novo coronavírus por falta de kits de testes, alertaram as autoridades locais, numa altura em que o enclave enfrenta um forte ressurgimento de contágios.

“Apelamos a todos os organismos relevantes que intervenham de forma urgente” e forneçam “apoio às necessidades de emergência”, afirmou o Ministério da Saúde do enclave num comunicado, precisando que o laboratório central — órgão responsável pela coordenação do rastreio dos casos de covid-19 — ficou sem kits de testes de diagnóstico.

Até à data, as autoridades locais estavam a fazer em média entre dois mil e três mil testes diários. Segundo os dados mais recentes, divulgados este domingo, os últimos testes realizados deram conta de 36% de casos positivos nas últimas 24 horas, percentagem que está a preocupar as autoridades locais e que indica uma forte propagação do vírus.

A Faixa de Gaza, 365 quilómetros quadrados de área onde vivem dois milhões de palestinianos, está sob bloqueio israelita desde junho de 2007, após o movimento islâmico Hamas ter assumido o controlo do enclave. Até 2018, o Hamas disputou três guerras com Israel.

Com um sistema de saúde precário e de fracos recursos, o enclave tem vindo a verificar um aumento de infeções há várias semanas. Em novembro passado, o território registou sucessivos recordes diários de casos de covid-19 e na semana passada contabilizou mil casos num único dia. As autoridades locais já tinham alertado em agosto passado para a escassez, e para uma eventual rutura, do stock de testes de diagnóstico.

Perante o aumento de novos casos, as autoridades de Gaza decidiram endurecer as restrições e decretaram, por exemplo, o encerramento de mesquitas, escolas e universidades desde sábado. A partir da próxima sexta-feira também será imposto um recolher obrigatório total aos fins de semana (no caso específico de sexta a sábado), medida que se junta ao recolher noturno diário que está em vigor há meses.

Desde o início da crise pandémica, em março, a Faixa de Gaza contabiliza mais de 25 mil casos positivos de covid-19 e 139 mortes. Atualmente, o território tem mais de 10.500 casos ativos, dos quais 375 doentes estão internados, incluindo 157 em estado crítico.

A situação na Cisjordânia ocupada, território com cerca de 2,9 milhões de habitantes, também é complicada. Apesar de ter decretado várias medidas restritivas, nomeadamente um recolher noturno obrigatório diário e um recolher obrigatório aos fins de semana, o território não conseguiu ainda reduzir a incidência de novos casos.

Nas últimas 24 horas, foram diagnosticados mais de 1.200 casos positivos na Cisjordânia. Mais de 450 mil israelitas vivem na Cisjordânia, ocupada pelo exército israelita desde 1967, ao lado de 2,8 milhões de palestinianos.

  // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Rorhwerk, o maior instrumento musical do mundo

Rohrwerk, uma obra de arte efémera, é a maior "fábrica do som" do mundo

Uma espécie de "pavilhão do som". Alunos da Escola Politécnica de Lausanne (EPFL), na Suíça, criaram um novo instrumento musical, o maior alguma vez construído. Com 45 metros de altura, a obra de arte imponente …

Costa já pediu desculpas às confederações patronais. "Houve um lapso"

O primeiro-ministro afirmou, esta sexta-feira, que já apresentou um pedido de desculpas às confederações patronais por o Governo ter aprovado duas medidas na área do trabalho sem antes as ter apresentado em Concertação Social. À chegada …

Luxemburgo torna-se o primeiro país da Europa a legalizar o cultivo e consumo de canábis

O Governo luxemburguês anunciou, esta sexta-feira, que o país será a primeira nação do Velho Continente a legalizar o cultivo e o consumo de canábis. De acordo com a nova legislação, explica o jornal The …

Prisão preventiva para suspeitos da morte de jovem no metro das Laranjeiras

Os quatro suspeitos da morte de um jovem, na quarta-feira, na estação de metro das Laranjeiras, em Lisboa, ficaram em prisão preventiva, depois de presentes a primeiro interrogatório judicial. Os quatro arguidos, com idades entre os …

Cristiano vs. Salah: Klopp não queria comparar mas comparou

Treinador do Liverpool não acredita que vai encontrar um adversário debilitado: "Eles são capazes de fazer coisas incríveis". É o grande jogo de futebol no Reino Unido e um dos mais aguardados em todos os países: …

Bastonário dos Médicos considera direção executiva do SNS "um disparate"

O bastonário da Ordem dos Médicos considera que a criação da direção executiva do Serviço Nacional de Saúde, proposta no Estatuto do SNS aprovado esta quinta-feira, é "um disparate" e que há estruturas que podem …

João Leão no Parlamento: "A alternativa é um Orçamento apresentado pelo PSD"

O ministro das Finanças afirmou, esta sexta-feira, na Assembleia da República, que a alternativa à viabilização à esquerda da proposta de Orçamento do Estado para 2022 (OE2022) é um Orçamento feito pelo PSD. "A alternativa que …

Mais de 30 mil mulheres polacas recorreram a métodos de aborto ilegais ou no estrangeiro desde a alteração na lei

Proibição à interrupção voluntária da gravidez entrou em vigor no início deste ano e as  exceções só se aplicam a casos de violações, incestos ou quando a saúde da mãe está em risco. Pelo menos 34 …

Fenprof anuncia nova greve no dia 12 e concentração em frente ao Parlamento

A Federação Nacional dos Professores (Fenprof) anunciou, esta sexta-feira, a realização de uma concentração em frente à Assembleia da República no dia 5 de novembro e a adesão à greve nacional da Administração Pública marcada …

Luis Díaz será a prioridade do Newcastle

Valor de mercado será agora inacessível para os clubes italianos, escreve-se... em Itália. O novo Newcastle deverá atacar o mercado do futebol com estrondo, possivelmente já daqui a pouco mais de dois meses, e a prioridade …