“Garganta funda” do dossier sobre Trump morreu em circunstâncias misteriosas

Chip Somodevilla / EPA

Trump assinou um decreto que determina a construção de um muro na fronteira com o México

O ex-agente do KGB, os Serviços Secretos da antiga União Soviética, que terá sido a “garganta funda” do polémico dossier com segredos “escabrosos” sobre Donald Trump, foi encontrado morto em circunstâncias misteriosas. Há rumores de que pode ter sido assassinado pelo Kremlin.

Oleg Erovinkin, um antigo general do KGB que também integrou os actuais serviços secretos russos, o FSB, terá ajudado o espião Christopher Steele, do MI6, a agência de inteligência britânica, a compilar o polémico dossier de 35 páginas sobre Donald Trump que revela detalhes “escabrosos” sobre comportamentos sexuais, mas, sobretudo, que o actual presidente dos EUA terá tido a ajuda da Rússia para ser eleito.

O jornal Telegraph nota que Erovinkin foi encontrado morto na parte de trás do carro, em Moscovo, a 26 de Dezembro de 2016, em “circunstâncias misteriosas”. Há mesmo uma teoria de que ele “pode ter sido assassinado pelo Kremlin”, sustenta o jornal britânico.

Erovinkin “foi um assessor-chave de Igor Sechin”, ex-vice-primeiro-ministro da Rússia e actual líder da companhia de petróleo estatal Rosneft que surge citada várias vezes no dossier sobre Trump, conforme refere o Telegraph.

O diário sustenta que o ex-agente do KGB era “uma figura de ligação-chave” entre Sechin e Vladimir Putin, presidente da Rússia.

No famigerado dossier, o espião do MI6 refere que tem “uma fonte próxima de Sechin” que lhe revelou ligações entre apoiantes de Trump e autoridades russas.

O FSB anunciou que está a investigar o caso, mas ainda não foi revelada a causa da morte oficial de Erovinkin.

Entretanto, há também rumores de que Trump anunciou a sua lei anti-imigração nesta altura para abafar as suspeitas em torno da morte de Erovinkin.

O que diz o dossier sobre Trump e a Rússia

Trump classificou este dossier como “notícias falsas”, mas para o antigo correspondente do Los Angeles Times em Moscovo, Robert Gillette, não há dúvidas de que ele é fidedigno e de que as suas informações devem ser consideradas válidas.

Num artigo para o The Concord Monitor, Gillette começa por notar que Steele é “um respeitado antigo perito sobre a Rússia no MI6”, para depois salientar que “partes-chave” do dossier foram “corroboradas”, nomeadamente um memorando, com data de 20 de Junho de 2016, que fala do “controle pessoal de Putin sobre a operação de interferência nas eleições” norte-americanas.

Esta ideia foi escrita pelo espião do MI6 “seis meses antes” de as secretas dos EUA chegarem à mesma conclusão, repara Gillette.

O jornalista também evidencia que o dossier nota que as “autoridades russas vinham a cultivar e a apoiar” Trump há “pelo menos, cinco anos”, mas que “as operações de inteligência” entre a equipa do actual presidente norte-americano e Moscovo terão começado em 2008.

Os responsáveis russos terão facultado a Trump “inteligência valiosa sobre os adversários, incluindo Clinton, durante vários anos”, escreve Steele no documento.

Uma fonte refere ao espião, que a cita no dossier, que a Rússia via Trump como uma “fonte de divisão” capaz de “despedaçar todo o sistema político dos EUA” e que era, além do mais, “um pragmático com quem podiam fazer negócios”.

Do dossier fica também, a ideia de que os russos não tinham a certeza de que ele ganharia as eleições. Mas “continuaria como uma força política de divisão, mesmo perdendo a presidência, e poderia concorrer e ser eleito para outro cargo público”.

SV, ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Na Rússia os velhos vícios comunistas continuam , de vez enquanto lá vai mais um! Se o Salazar tivesse optado pelo mesmo sistema de limpeza imagine-se quantos comunas ferrenhos apoiantes do regime fascista russo teriam lerpado por cá!.

RESPONDER

Humanos podem ter "reciclado" região do cérebro quando aprenderam a ler

Um novo estudo mostra que os seres humanos podem ter "reciclado" uma região-chave do cérebro para os ajudar a dar sentido à palavra escrita. De acordo com o site Science Alert, em testes com macacos-rhesus, os …

Cientistas usam a Lua como espelho gigante para procurar extraterrestres

Os astrónomos ainda não desistiram de procurar vida para lá da Terra e acabam de criar um novo método para encontrar exoplanetas habitáveis, que envolve o uso da Lua como uma espécie de espelho gigante. Especialistas …

Astrónomos descobriram um buraco negro "incapaz" de fazer o seu trabalho

Astrónomos descobriram o que pode acontecer quando um buraco negro gigante não interfere na vida de um enxame de galáxias. Usando o Observatório de raios-X Chandra da NASA e outros telescópios, mostraram que o comportamento passivo …

Homem na casa dos 20 anos morre de peste no Novo México

Um homem na casa dos 20 anos morreu de peste septicémica no estado norte-americano do Novo México, anunciaram as autoridades de saúde deste estado. A vítima, cuja identidade não foi revelada publicamente, viva em Rio …

Cara do pintor italiano Rafael reconstruida para resolver mistério do seu túmulo

Uma equipa de especialistas fez uma reconstrução em 3D da cara do pintor italiano renascentista Rafael. Assim, confirmaram o seu aspeto físico e resolveram o mistério relativamente ao seu túmulo. O rosto do pintor italiano Rafael …

Novo método não-invasivo permite diagnosticar cancro cerebral sem fazer incisões

Diagnosticar tumores cerebrais pode ser difícil e muito invasivo. Agora, uma equipa de investigadores desenvolveu um método para detetar cancro no cérebro sem ser necessária qualquer incisão. Os tumores cerebrais são normalmente diagnosticados através de imagens …

A última plataforma de gelo intacta do Canadá colapsou. Criou um icebergue maior do que o Porto

A plataforma de gelo Milne, no Canadá, fragmentou-se no final do mês de julho, formando vários icebergues, dois dos quais de grandes dimensões. Cientistas ouvidos pela agência noticiosa AP referem que esta era uma plataforma especial, …

Ícones da moda de luto: a indústria fashion nunca mais será a mesma

Muitas são as áreas da economia a ser gravemente afetadas pela pandemia de covid-19. A indústria da moda não foge à tendência e já são muitos os líderes de grandes marcas a "declarar morte" à …

Covid-19: Cigarros eletrónicos aumentam riscos de infeção em cinco a sete vezes para jovens

O risco de contrair covid-19 entre adolescentes e jovens adultos que fumam cigarros eletrónicos é cinco a sete vezes superior, segundo um estudo liderado pela faculdade de Medicina da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos. O …

Apenas 10% da população escreve com a mão esquerda. Cientistas lutam para explicar porquê

Em praticamente qualquer lugar do globo, apenas 10% das pessoas são canhotas, isto é, têm maior habilidade com o lado esquerdo do corpo, especialmente com a mão, comparativamente com o lado direito. Os cientistas tentam há …