Galp avisa Governo que transição energética tem de ser “socialmente justa”

(dr) GALP

Carlos Gomes da Silva, CEO da Galp

A Galp alerta para os efeitos económicos e sociais de eletrificar a economia para cumprir as metas de descarbonização assumidas pelo Governo.

Numa altura em que vários países declararam o estado de emergência climática, a Galp deixou um alerta ao Governo sobre os efeitos económicos de eletrificar a economia para cumprir as metas de descarbonização.

Segundo o jornal Público, a petrolífera liderada por Carlos Gomes da Silva considera que esta estratégia poderá afetar “a viabilidade” da indústria de refinação, a maior exportadora do país e que é “uma parte fundamental da economia”.

O Roteiro para a Neutralidade Carbónica 2050 (RNC 2050), aprovado em Conselho de Ministros, em julho, quer chegar até 2050 com menos 98% de emissões poluentes no setor dos transportes (que hoje representam 25% do total) e que passa essencialmente pela eletrificação de frotas e pela introdução de tecnologias como o hidrogénio no transporte rodoviário pesado de mercadorias.

Na indústria (responsável por 19%), espera-se também que a eletrificação e o uso crescente da biomassa permita substituir os produtos petrolíferos.

Em declarações ao diário, a petrolífera apela para que este processo de transição seja gradual, chamando ainda a atenção para os efeitos sociais desta mudança.

A empresa defende, por isso, que “uma transição das fontes de energia primária” que seja “economicamente viável e socialmente justa” e que “garanta a segurança de abastecimento sem disrupções “terá sempre de “ser gradual”.

Neste momento, 40% da energia primária consumida em Portugal depende do petróleo e, em 2018, o gasóleo e a gasolina produzidos pela Galp representaram mais de 5% das exportações do país.

Também o expectável crescimento de consumo, nos próximos 20 anos, de combustível de aeronaves e embarcações internacionais iria sofrer o impacto direto destas medidas. A diminuição da produção de refinados, “sem alteração dos perfis de consumo”, resultaria na “necessidade de importação” destes produtos, aumentando também a taxa de dependência energética do país.

A Galp defende que “existem diversas alternativas” que não se limitam “à quase completa eletrificação dos consumos” e nota que a indústria refinadora deveria “poder assumir um papel central na produção de combustíveis líquidos de carbono baixo ou mesmo neutral”, para os quais já está criada toda a rede de abastecimento.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Imperador japonês paga 25 milhões de dólares por ritual secreto para dormir com deusa

Este ritual de sucessão do Imperador Naruhito aconteceu na quinta-feira e envolve dormir com uma deusa do Sol. O templo é construído para o efeito e é destruído depois. O ritual japonês altamente secreto conhecido como …

Para entrar nesta praia italiana, vai ser preciso pagar (e nem todos podem entrar)

Aos pés de uma antiga aldeia de pescadores, La Pelosa é uma atração turística muito célebre. Por isso, a autarquia decidiu tomar medidas para a proteger. A famosa praia tem sido uma vítima da erosão natural …

Laurent Simons será o mais novo licenciado do mundo. Tem 9 anos

O belga Laurent Simons tem apenas 9 anos e estás prestes a bater um recorde: em dezembro, deverá tornar-se o mais novo licenciado do mundo. O "menino prodígio", tal como é apontado pelos média internacionais, ingressou …

Preços dos passes Navegante ficam iguais em 2020

Os preços dos passes Navegante vão manter-se iguais em 2020, no âmbito da estratégia de “promoção da utilização dos transportes públicos coletivos”, anunciou esta sexta-feira a Área Metropolitana de Lisboa (AML). “A Área Metropolitana de Lisboa …

Os burros-táxi de Espanha vão ter horários de trabalho, estábulos novos e deixar de carregar turistas de 80 quilos

Os burros táxis são uma atração turística de Mijas, província de Málaga, no sul de Espanha. Agora foram definidas novas regras que têm em conta os direitos e o bem-estar dos animais. O serviço funciona como …

Vai ser preciso "ser-se rico" para visitar a famosa Ilha de Komodo

Em breve, os turistas que queiram visitar a Ilha de Komodo, o famoso lar de mais de 5.000 dragões de Komodo, terão de ser ricos. O aviso é do Governo local indonésio, que chegou mesmo …

Sócrates saúda saída da prisão de Lula. "Sei que estás em festa, pá"

O antigo primeiro-ministro José Sócrates, acusado de corrupção, considerou que a saída da prisão de Lula da Silva representou uma "reentrada no mundo" do ex-chefe de Estado brasileiro, acontecimento em relação ao qual o PS, …

Ministra da Justiça visitou mãe que abandonou bebé no lixo

A mãe que abandonou o bebé no caixote do lixo em Lisboa está bem de saúde e a receber apoio psicológico, constatou a ministra da Justiça, que esta sexta-feira visitou a jovem na cadeia de …

Ex-embaixadora dos EUA na Ucrânia acusa Trump de intimidação

Marie Yovanovitch, antiga embaixadora dos Estados Unidos na Ucrânia, denunciou esta sexta-feira a existência de uma campanha para a descredibilizar levada a cabo por Donald Trump com ajuda de ucranianos, no inquérito para a destituição …

Subida do Salário Mínimo Nacional vai aumentar as propinas

A subida do Salário Mínimo Nacional para os 635 euros em 2020, vai ter influência em valores a pagar ou a receber, nomeadamente nas propinas mínimas do Ensino Superior público e nos tectos do Fundo …