Futebol português contra Campeonato do Mundo de dois em dois anos

O presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Fernando Gomes

O futebol português está contra a intenção da FIFA de aumentar a periodicidade do Campeonato do Mundo, passando de quatro para de dois em dois anos, refere um comunicado conjunto divulgado hoje.

O documento, assinado pela Federação Portuguesa de Futebol, Liga Portuguesa de Futebol Profissional, Sindicato dos Jogadores Profissionais de Futebol, Associação Nacional de Treinadores de Futebol e Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol, salienta que “reprova” a intenção de “aumentar a periodicidade da maior prova do mundo de seleções”.

Entre as razões que motivam esta tomada de posição estão a “sobrecarga dos calendários e a saúde física dos atletas, o impacto sobre a saúde mental dos jogadores, obrigados, neste formato, a fazerem duas concentrações anuais de várias semanas e a sobreposição de Jogos Olímpicos e Mundiais de futebol”.

Os diferentes organismos do futebol português apontam ainda para a “sobreposição de provas continentais e intercontinentais masculinas e femininas nos mesmos anos, o que retira impacto ao futebol feminino”, bem como a paragem competitiva de todos os campeonatos para um formato de qualificação concentrado, obrigando os clubes a ficarem sem competição durante mais de um mês seguido.

Outros dos motivados apresentados são o aumento do risco de lesão em torneios concentrados de apuramento e fases finais, o impacto nas competições jovens de seleções, a “saturação do mercado de direitos televisivos e comercias”, bem como as consequências ao nível do emprego global de atletas de futebol, com “concentração nas provas mais mediáticas e consequente redução de clubes e calendários nacionais”.

No comunicado conjunto é também realçada a “inoportunidade”, lembrando que ainda não se disputou o primeiro Mundial alargado e com o novo formato de 48 seleções, que deverá acontecer pela primeira vez em 2026.

“Por todos estes fatores e muitos outros, resulta claro que não podemos ser favoráveis a que uma medida destas seja implementada e ainda menos como resultado de um processo de consulta inexistente, no que aos clubes, ligas, federações, sindicatos de jogadores, treinadores e árbitros diz respeito”, concluiu o documento.

O organismo de cúpula do futebol mundial tem estado a analisar a possibilidade de tornar o Mundial bianual, em vez de quatro em quatro anos, uma iniciativa já rejeitada, entre outras instituições de monta, pela UEFA e pela CONMEBOL.

  LUSA //

PARTILHAR

RESPONDER

Parlamento quer estender direito ao esquecimento a doentes com diabetes, VIH e hepatite C

As propostas de alteração do PS e do PAN pretendem incluir outras doenças crónicas, para além do cancro, no chamado direito ao esquecimento. O projeto-lei do PS, aprovado na Assembleia da República em maio deste ano, …

Filipa Roseta foi chamada para a equipa de vereadores de Moedas (mas pode não renunciar ao lugar de deputada)

Carlos Moedas chamou Filipa Roseta para a sua equipa de vereadores na Câmara Municipal de Lisboa. A deputada do PSD não está a pensar renunciar ao seu lugar no Parlamento. À luz da lei, e de …

Carta de trabalhadores denuncia produtos Google e Amazon. "Negam direitos a palestinianos".

Centenas de trabalhadores das duas empresas tecnológicas assinaram uma carta em conjunto onde condenam a decisão de fornecer serviços ao governo de Israel e apelam ao apoio da comunidade internacional. Numa carta anónima publicada no jornal …

Salários entre 3500 e 6500 euros são os mais beneficiados com novos escalões do IRS

As alterações nos escalões de IRS vão beneficiar mais de um milhão e meio de famílias, segundo estimativas do Governo. Mas quem mais vai poupar são as classes média e média-alta, em especial quem ganhar …

O "toma lá, dá cá" à Esquerda promete continuar. Mas até onde está o Governo disposto a ceder para aprovar o OE?

Bloco de Esquerda e Partido Comunista anunciaram ontem, após a entrega e apresentação do Orçamento do Estado para 2022, que votarão contra a aprovação do documento caso, nas próximas semanas, não lhe sejam incorporadas alterações …

Mundial 2022: violência nas bancadas (e não só) em Inglaterra e na Albânia

Em jogos do mesmo grupo, o empate entre Inglaterra e Ucrânia e a vitória da Polónia na Albânia não tiveram acção apenas no relvado. Nove anos depois, a Inglaterra não ganhou em casa, num jogo de …

Leão diz que OE prevê uma redução de impostos (e garante que Pedro Nuno não é uma "pedra no sapato")

O ministro das Finanças esteve na TVI, esta terça-feira, tendo abordado várias questões sobre a proposta do Orçamento do Estado para 2022 (OE2022), apresentado no mesmo dia aos portugueses. Inicialmente questionado sobre os impostos atualizados à …

Não foi só Cristiano: 12 números interessantes do Portugal-Luxemburgo

Goleada portuguesa contra uma selecção que tem dado trabalho aos adversários. Cristiano, Rui Patrício e João Palhinha são três dos nomes em destaque na análise ao jogo. Portugal transformou um jogo que poderia ser complicado numa …

"O luto de uma vida não cabe em 5 dias". PS quer aumentar faltas justificadas de pais que perdem filho

O PS entregou esta terça-feira no parlamento um projeto para estender o período de luto parental dos atuais cinco para 20 dias, considerando esta mudança da legislação laboral essencial perante casos em que há perda …

Há cinco jogos sem vencer, Palmeiras cai do pódio. Abel culpa calendário "desumano"

O Palmeiras volta a não conseguir vencer para o Brasileirão e caiu do pódio. Com quatro jogos nos últimos dez dias, Abel Ferreira criticou o calendário "desumano". Na passada madrugada, o Palmeiras visitou o terreno do …