Afinal os funcionários públicos só vão ter três horas para levar os filhos à escola

O Governo esclareceu esta sexta-feira que os funcionários públicos vão ter apenas três horas de dispensa de funções para levar os filhos à escola no primeiro dia de aulas.

Segundo uma actualização do comunicado publicado a 13 de junho pelo Conselho de Ministros, emitida esta sexta-feira, os funcionários públicos vão ter apenas três horas de dispensa de funções para levar os filhos menores de 12 anos à escola no seu primeiro dia de aulas.

No ponto 2 do comunicado agora actualizado lê-se que “este diploma determina que os trabalhadores da AP responsáveis pela educação de menores de 12 anos têm direito a faltar justificadamente com vista ao seu acompanhamento no primeiro dia do ano letivo, até três horas por cada menor“.

A redacção inicial do comunicado do Governo referia apenas que o decreto-lei permitia aos trabalhadores da Administração Pública faltarem justificadamente para acompanhamento de menor de 12 anos no primeiro dia do ano letivo.

A formulação levantou críticas de diversos sectores, entre as quais as do líder do PSD, Rui Rio. “À medida que nos aproximamos das eleições, o Governo vai-nos contando e dando medidas populares com as quais tenta ganhar votos”, dizia então Rio num vídeo publicado no seu Twitter, onde pedia “a mesma medida para todos” e apenas por 2 horas.

O presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, que promulgou e louvou a medida do Governo, defende um regime idêntico para trabalhadores do setor privado e social, “por forma a evitar uma divisão no setor do trabalho em Portugal”.

A medida, integrada no “Programa 3 em Linha”, foi então justificada pela ministra da Presidência e da Modernização Administrativa, Mariana Vieira da Silva, como uma forma de “melhor equilíbrio entre a vida pessoal e profissional” e de “melhorar o índice de bem-estar dos trabalhadores”.

A falta é considerada justificada e a medida aplica-se apenas aos trabalhadores da administração pública central, regional e local, com vínculo de emprego público.

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. As pessoas deviam ter a liberdade de faltar independente se é justificada ou não …se falta nao recebe o dia de trabalho e está o problema resolvido …

    • Infelizmente não é assim tão simples, porque o empregador tem prazos para respeitar e não se pode deixar ao simples “não-trabalha-não-recebe” a responbsabilidade dos trabalhadores, porque em caso de falta, a empresa pode incorrer em penalidades contratuais de centenas de milhares de euros ou mesmo milhões, só depende do projecto/encomenda/contrato.

  2. Sou funcionária pública já 15 anos e nunca tive direito a essa folga para levar filho a escola nem conheço quem tenha usufruído dela

  3. Todos terem direito de levar os filhos no primeiro dia à escola??? Isso não! Nivela por baixo …assim todos ficam contentes e não existe inveja! Pobreza de espíritos…pobreza de políticos.

  4. São as mesmas dispensas que têm todos os restantes trabalhadores (do privado) só que a estes ninguém paga salário e ainda lhes marcam falta.
    Vamos fazer uma manifestação dos privados, queremos que o estado pague o mesmo a todos os trabalhadores, seja público ou privado, se há dinheiro para uns também tem que haver dinheiro para os outros, afinal somos todos portugueses, ou não?

  5. Medidas popularistas de campanha eleitoral. Só para conquistar votos.
    Vai haver mais nos próxioms tempos, estejam atentos.

RESPONDER

Fã descobriu morada de estrela pop nos reflexos nos olhos de uma selfie e atacou-a

A influencer japonesa Ena Matsouk que integra uma banda pop do país foi atacada sexualmente por um fã, depois de este ter descoberto onde é que morava através de uma selfie que ela publicou nas …

Comer bem melhora ativamente os sintomas de depressão

Uma nova investigação, levada a cabo por cientistas da Universidade Macquarie, na Austrália, sugere uma conexão casual entre a dieta e a depressão. Uma equipa de cientistas da Universidade Macquarie, na Austrália, realizou um estudo controlado …

Presidente da China promete esmagar o corpo e quebrar os ossos aos separatistas

O Presidente da China, Xi Jinping, afirmou que "quem tentar atividades separatistas em qualquer lugar da China acabará com o corpo esmagado e os ossos quebrados", de acordo com a edição digital desta segunda-feora do …

Ucrânia 2 vs 1 Portugal | Adeus ao primeiro em dia de CR700

O primeiro lugar do Grupo B já não foge à Ucrânia. Portugal foi a Kiev dominar e atacar muito, com 24 remates e diversas oportunidades, mas esbarrou no guarda-redes Andriy Pyatov – tal como no …

Primeira protagonista feminina de Astérix é parecida com a ativista Greta Thunberg

Como sempre, a saída de um novo álbum de Astérix, o grande herói da banda desenhada franco-belga, está rodeado de um grande segredo. Aliás, não poderia ser de outro modo pois é também um irredutível …

O Fortnite, um dos jogos mais populares do mundo, foi "engolido" por um buraco negro e desapareceu

O Fortnite, que já é considerado um dos jogos mais populares da atualidade, desapareceu durante o fim-de-semana. Agora, o que surge no ecrã dos jogadores, depois do fim da temporada X, é apenas um buraco …

Kais Saied eleito Presidente da Tunísia com 72,71% dos votos

O professor universitário Kais Saied, um estreante no mundo da política, foi eleito Presidente da Tunísia com 72,71% dos votos na segunda volta das presidenciais antecipadas de domingo, anunciou esta segunda-feira a instância eleitoral (Isie). De …

Série SpongeBob acusada de "violência", "racismo" e de perpetuar o "colonialismo"

A série infantil SpongeBob foi acusada de perpetuar o "racismo" e o "colonialismo" junto dos mais novos. A crítica é feita por uma professora da Universidade de Washington. No fundo do mar, a vida parece feliz. …

Neymar pára quatro semanas devido a lesão na coxa

O futebolista do Paris Saint-Germain Neymar (PSG) vai ficar afastado da competição nas próximas quatro semanas, após ter contraído uma lesão na coxa ao serviço da seleção brasileira, informou esta segunda-feira o clube francês no …

Vitor Baía e Villas-Boas voltam a abordar o futuro como potenciais sucessores de Pinto da Costa no FC Porto

André Villas-Boas foi entrevistado pela rádio France 3 e voltou a falar do sonho de ser presidente do FC Porto. Já Vitor Baía diz estar em paz em relação ao que poderá acontecer quando Pinto …