Funcionários do CDS queixam-se de bullying e impugnam despedimento

Tiago Petinga / Lusa

Funcionários do CDS-PP decidiram impugnar o seu despedimento por extinção do posto de trabalho, acusando o partido de ‘bullying’ por, desde há dois meses, terem sido colocados à margem, sem “nada para fazer”.

Em declarações à Lusa, Alexandra Uva afirmou hoje que é efetiva há uma década e que a extinção do seu posto de trabalho lhe foi comunicada no final de outubro, com a justificação de que o partido atravessa uma fase complicada, mas o seu último dia de trabalho foi na sexta-feira.

Desde que lhe foi comunicado que seria despedida que esta assessora do partido se queixa de ‘bullying’.

“Durante estes dois meses fui completamente posta de parte. Não me dão nada para fazer numa altura em que há trabalho para fazer, por ser um período pré-congresso”, afirmou, considerando tratar-se de “uma questão de ‘bullying’”.

Na ótica de Alexandra Uva, o processo da extinção do posto de trabalho não foi conduzido da melhor forma e apresenta ilegalidades, o que a levou a recorrer à justiça e a apresentar uma impugnação.

“No dia 30 [de dezembro], o meu advogado enviou a impugnação para o Tribunal do Trabalho e deu conhecimento ao jurista do partido”, disse a trabalhadora de 57 anos.

Alexandra Uva, cuja última função foi de secretariado durante a campanha para as eleições legislativas de outubro, adiantou não ter chegado a acordo com o CDS-PP, mas foi-lhe paga uma indemnização. Porém, não aceita o despedimento.

Puseram-me à margem para me afetarem psicologicamente, para ser eu a desistir”, lamentou. Hoje Alexandra Uva voltou à sede do partido, no Largo Adelino Amaro da Costa, em Lisboa, para se apresentar ao serviço.

“Hoje apresentei-me ao trabalho porque com a impugnação o processo fica suspenso, mas o meu advogado recebeu uma resposta a pedir para eu não voltar e a dizer que a minha entrada será barrada amanhã [sexta-feira]”, denunciou, garantindo que voltará à sede dos centristas.

Para segunda-feira, está “marcada uma reunião” entre o seu advogado e o jurista do partido, adiantou à Lusa Alexandra Uva.

De acordo com trabalhadores ouvidos pela Lusa, a fase que o partido atravessa já levou à redução do subsídio de alimentação, bem como à redução da carga horária, e existem mais funcionários na mesma situação.

Um outro trabalhador, que pediu para não ser identificado, queixou-se igualmente de que o CDS-PP “não fez as coisas bem”.

Funcionário do partido há mais de 20 anos, não aceitou a indemnização que lhe foi proposta, por o valor estar, no seu entender, “abaixo do que é suposto”. Queixa-se ainda de não ter recebido resposta à contraproposta que fez. “Eles não estão de boa-fé”, criticou, queixando-se também de discriminação.

“O problema do ‘bullying’ é estarmos ali sem fazer nada, sem nos darem nada para fazer, estamos simplesmente a cumprir horário. Não me deram mais nada para fazer, não nos convocam para as reuniões de trabalho”, assinalou, considerando que essa é uma forma de pressão para fazer com que os trabalhadores desistam do processo.

Dada a forma como a situação está a ser conduzida, também este funcionário ameaça levar o caso a tribunal quando o seu vínculo terminar. A agência Lusa tentou contactar o secretário-geral do CDS-PP, sem sucesso.

// Lusa

PARTILHAR

10 COMENTÁRIOS

  1. A direita no seu melhor…
    Isto é a melhor caracterização que se podia dar de uma direita moribunda!
    ISTO É O CDS E AS DIREITAS!
    Não respeitam as pessoas, acham-se a cima da lei. Que mais se pode dizer?
    Direitalha nojenta a dar o exemplo!

  2. Então afinal, as “PESSOAS” eram tão importantes, havia que dar-lhes o devido respeito… está à vista! O pior cego é sempre aquele que não quer ver! Há muitos anos, diziam aos velhinhos nas aldeias: “não se esqueça, vote no símbolo em que a setinha aponta p/o céu!” – Enfim…

  3. O CDS a fazer isto? A Cristas a mulher das famílias. Sempre com cara de ser a melhor em tudo Agora faz uma destas? Impossível!!!!!!!!! Já ouvi dizer que se vai candidatar à Câmara porque sabe fazer tudo na perfeição.
    Para os do núcleo arranja-se sempre “emprego-tacho”
    São sempre os mesmos a pagar a crise. E os que lá ficam não terão nenhuma ligação familiar com dirigente e afins……………………..

  4. Esta gente andou durante décadas a destruir os direitos laborais e a dignidade dos cidadãos trabalhadores, e agora exigem que respeitem os seus direitos laborais?

    A hipocrisia e a mediocridade ao mais alto-nível.

    • O amigo não percebe o essencial da coisa. Sou de direita e até já votei no CDS. Mas como ditam as regras da economia de mercado uns negócios vão-se e outros vêm. E se o CDS já teve melhores dias e precisa de despedir há outros que aparentemente precisam de contratar (IL, CHEGA,…). É o mercado a funcionar. E o mercado de trabalho deveria permitir acompanhar a realidade dos factos: não há empregos para a vida assim como não há organizações eternas.

  5. Para quem diiz que o mais importante são as pessoas com esta acção mostra o que é mais importante para o CDS, como diz o ditado Frei Tomaz faz o que ele diz não faças o que ele faz. O melhor que o CDS tema fazer é pôr a tasca à venda

  6. Vergonhosa e lamentável conduta do CDS!!!

    Não são os despedimentos em si que me indignam [Recordo que o partido vivia da subvenção pública que perdeu em boa parte por perder a maioria dos deputados que tinha].

    É a política de assédio moral aos trabalhadores que é expressiva da miséria moral do CDS. É essa a recompensa que têm aqueles que mantinham o aparelho a funcionar!?

    A essas pessoas, declaro a minha mais profunda solidariedade.

    Quanto aos dirigentes do partido, é vê-los todos bem colocados a tratar da vidinha.

    TRABALHADORES DE TODAS AS FÉS, SINDICALIZEM-SE!!!

RESPONDER

Homem pede "julgamento por combate" com espadas japonesas para resolver disputa legal com a ex-mulher

Para resolver uma disputa legal com a sua ex-mulher, David Ostrom sugere que seja feito um "julgamento por combate" com espadas japonesas. Há precedentes legais que o podem favorecer em tribunal. O insólito aconteceu no Iowa, …

Crimes violentos podem aumentar drasticamente nos EUA devido ao aquecimento global

O número de crimes violentos nos Estados Unidos pode aumentar drasticamente nos próximos anos devido ao aquecimento global, concluiu uma nova investigação levada a cabo por cientistas da Universidade do Colorado, em Boulder. "Dependendo da rapidez …

Twitter pede desculpa por permitir anúncios direcionados a neonazis

O Twitter emitiu esta quinta-feira um pedido de desculpa público depois de a BBC denunciar que a rede social estava a permitir anúncios direcionados a neonazis, islamofóbicos e outros grupos de ódio. A emisorra britânica …

Carlos Silva alega falta de apoio do PS e anuncia saída da liderança da UGT

O secretário-geral da UGT não é candidato a um novo mandato na central sindical, alegando que o “desgaste tem sido tremendo” e que é visto como força de bloqueio. “Não quero continuar”, “já está decidido e …

A maior aeronave do mundo vai ficar ainda maior. Medirá quase 100 metros

A maior aeronave do mundo vai ficar ainda maior: o dirigível híbrido Airlander 10, que media 92 metros de comprimento, vai bater o seu próprio recorde. De acordo com a emissora britânica BBC, a aeronave passará a …

Mortes nos Comandos. Governo só indemniza famílias se for condenado

O Governo deu ordem para parar as negociações com as famílias dos recrutas que morreram durante o 127.º Curso de Comandos, que decorreu na região de Alcochete, em 2016. Segundo o Jornal de Notícias, o Governo …

Eduardo Cabrita diz que polícias compram equipamento "porque querem"

O ministro da Administração Interna afirmou que os agentes policiais que compram equipamento de proteção do seu próprio bolso fazem-no porque o querem. Numa entrevista ao Diário de Notícias e à TSF, divulgada este fim-de-semana, o …

Chuva deixa Austrália entre incêndios e cheias. Número de mortos sobe para 29

A chuva trouxe algum alívio aos bombeiros e habitantes do leste da Austrália, mas também causou cheias e novos problemas. As equipas ainda combatem cerca 100 focos de incêndio na região e o número de …

Sem Joacine, nova direção do Livre foi eleita com 95 votos a favor e 15 brancos

Este domingo, no segundo dia do IX congresso do Livre, a nova direção do partido foi eleita com 95 votos a favor e 15 brancos (e não conta com a deputada Joacine Katar Moreira). No final …

Juiz pede escusa do caso dos emails por ser adepto do Benfica

O juiz desembargador apresenta vários motivos para pedir escusa do processo, nomeadamente por ser "sócio do Benfica desde 1968". De acordo com o jornal Público, Eduardo Pires, juiz desembargador do Tribunal da Relação do Porto (TRP), …