Funcionário do Parlamento infetado e 6 em quarentena. Partidos só foram avisados após caso ser público

António Cotrim / Lusa

Um funcionário da Assembleia da República foi diagnosticado com covid-19 na semana passada, disse esta terça-feira à agência Lusa fonte parlamentar. Os partidos e deputados só foram avisados depois de o assunto ter vindo a público.

Um caso de covid-19 na Assembleia da República foi diagnosticado na semana passada. De acordo com o semanário Expresso, trata-se de um assistente operacional parlamentar que tinha sido testado e que foi notificado, na passada sexta-feira, dando nota de que o resultado do seu teste fora positivo.

O funcionário circula normalmente no segundo piso da Assembleia da República, onde estão concentrados os gabinetes parlamentares de quase todos os partidos e onde há maior circulação de pessoas, desde membros do Governo a deputados e jornalistas.

O funcionário digiriu-se ao gabinete médico e de enfermagem do Parlamento, de onde foi enviado para casa.

Outros seis funcionários que tiveram contacto com ele foram identificados, estão em quarentena e vão também ser testados, acrescentou a mesma fonte.

“Por mera medida de precaução, foram igualmente colocados em quarentena seis outros funcionários com os quais o doente tinha contactado”, de acordo com uma nota enviada ao semnário.

Esses funcionários serão “aconselhados” a fazer o teste, entre o sétimo e oitavo dia desde que foram postos em isolamento.

O Expresso relata ainda que os partidos e os deputados da Assembleia da República só foram informados deste caso de covid-19 depois de o assunto ter vindo a público na comnicação social.

Fontes de quatro partidos disseram que, inicialmente, não sabiam de nada nem tinham recebido indicações sobre precauções a tomar. Só ao fim da tarde, quando o caso já era público, chegou a todos os grupos parlamentares um e-mail sobre o assunto.

Nesse e-mail, lê-se que “foram tomadas todas as medidas preventivas necessárias nos termos do plano de contingência da AR” e que “todos os espaços onde o funcionário parlamentar permaneceu e por onde se deslocou foram devida e imediatamente desinfetados“. O mesmo e-mail promete dar “mais informações” assim que se justificar, nomeadamente quando forem conhecidos os resultados dos testes dos restantes funcionários.

O funcionário foi enviado para casa na sexta-feira, dia que ocorreu o último plenário da sessão legislativa, tendo na agenda o debate do estado da nação, sendo um dia agitado no Parlamento, com a presença de muitos deputados, jornalistas e funcionários.

Os trabalhos do Parlamento estão suspensos devido às férias até início de setembro.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Coreia do Sul "ressuscitou" voz de uma superestrela. Chovem preocupações éticas

Pela primeira vez em 25 anos, a distinta voz da superestrela sul-coreana Kim Kwang-seok será ouvida na televisão nacional. O famoso cantor folk morreu em 1996. De acordo com a CNN, a emissora nacional da Coreia …

Maioria dos países africanos só terá vacinação em massa a partir de 2023

A maioria dos países africanos só terá imunização em massa a partir de 2023, segundo previsão da The Economist Intelligence Unit, que admite que, com o evoluir da pandemia, muitos dos países mais frágeis possam …

Mulher que "morreu" com covid-19 aparece viva 10 dias após funeral

Uma mulher de 85 anos ficou infetada com covid-19 num lar na Galiza, em Espanha. A 13 de janeiro a família de Rogelia Blanco recebeu a informação do lar de que a mulher tinha falecido. …

Familiares de vítimas na China pressionadas a não falar com OMS

As autoridades chinesas estão a pressionar as famílias das primeiras vítimas da covid-19 para que não entrem em contacto com os investigadores da Organização Mundial da Saúde (OMS) em Wuhan, segundo familiares dos falecidos. Mais de …

Falsas vacinas à venda na Internet são grande risco para a saúde

Embora milhões de pessoas tenham sido já vacinadas contra a covid-19 nos países ricos, proliferam as fraudes na Internet com fármacos falsos que representam um grande risco para a saúde, alertaram peritos das Nações Unidas. As …

Voto prévio no Senado aponta para absolvição de Trump

Na terça-feira, 45 dos 50 republicanos no Senado votaram contra a continuidade do julgamento ao ex-Presidente Donald Trump, considerando inconstitucional que um chefe de Estado que já terminou o mandato seja julgado no Congresso. De acordo …

Estudo revela que um terço dos inquiridos foi vítima de violência doméstica pela primeira vez na pandemia

Quinze por cento dos inquiridos num estudo sobre violência doméstica em tempos de covid-19 reportou a ocorrência deste crime na sua casa e um terço das vítimas disse ter sido agredida pela primeira vez durante …

Portugal regista valor mais baixo de nascimentos desde 2015

Cerca de 85.500 bebés nasceram em Portugal em 2020, o valor mais baixo desde 2015, ano em que foram realizados 85.056 “testes do pezinho”, revelam dados divulgados hoje pelo Instituto Nacional de Saúde Ricardo Jorge …

Polícia francesa acusada de usar critérios racistas em verificações de identidade

Seis organizações não-governamentais avançaram com um processo judicial contra a França por alegada discriminação racial por parte da polícia nas ações de verificação de identidade. As organizações, incluindo a Human Rights Watch e a Amnistia Internacional, …

Governo pondera alterar férias judiciais por causa da pandemia

A ministra da Justiça, Francisca Van Dunem, pode alterar as férias judiciais por causa da pandemia, medida que consta do diploma de suspensão dos prazos nos tribunais que o Parlamento deverá aprovar na quinta-feira. Segundo noticiou …