Ford vai cortar 7 mil empregos a nível mundial

O valor corresponde a cerca de 10% dos trabalhadores e a supressão visa reestruturar a empresa. A medida vai permitir à Ford poupar 600 milhões de dólares anualmente. Nos EUA, serão cortados 800 postos.

O grupo automóvel Ford anunciou, esta segunda-feira, a supressão até ao final de agosto de 7 mil empregos a nível mundial, para conseguir economizar e adaptar-se ao declínio de vendas de alguns modelos, em particular nos Estados Unidos.

O construtor automóvel norte-americano não divulgou pormenores sobre a eliminação de empregos, mas o total de 7 mil corresponde a 10% do total de trabalhadores. Com este corte, a Ford “pretende alcançar poupanças anuais de cerca de 600 milhões de dólares“, indicou uma porta-voz da empresa. Os postos de trabalho a eliminar envolvem saídas voluntárias e despedimentos, adiantou.

Cerca de 800 empregos serão cortados nos Estados Unidos, Canadá e México, 500 dos quais já esta semana, precisou a porta-voz. Este número acresce ao de 1.500 empregados que deixaram o grupo nos últimos meses na região, mas através de saídas voluntárias.

As medidas para economizar também vão afetar a China, a Europa e a América do Sul. “Ainda não temos detalhes precisos para cada uma destas regiões, porque a reestruturação está a ser feita, mas só termina no fim de agosto”, acrescentou a mesma fonte.

“Compreendemos que este é um momento difícil para as nossas equipas, mas as medidas são necessárias para pôr a Ford no caminho do sucesso e preparar a empresa para o futuro”, acrescentou.

As medidas de austeridade fazem parte de um vasto plano de reestruturação anunciado no outono pelo presidente executivo, Jim Hackett, para economizar 11 mil milhões de dólares e fazer da Ford um grupo mais “ágil” com procedimentos de tomada de posição mais rápidos.

A Ford quer adaptar-se à transformação que está a ser feita no setor automóvel, sobretudo com o desenvolvimento de viaturas autónomas e a uma aceleração para os veículos elétricos, o que exige uma modernização das fábricas existentes.

Nesta perspetiva, a Ford está a reorganizar as suas atividades na Europa, ponderando uma possível redução na produção de modelos populares como o Fiesta, o Focus e o Mondeo.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

NASA apresenta rover "transformer" que vai explorar os penhascos íngremes de Marte

A NASA acaba de apresentar um rover de quatro rodas, denominado DuAxel, que se pode dividir em dois rovers de duas rodas separados. O robô foi projetado para, um dia, explorar alguns dos terrenos mais …

Veneno de vespa pode ter muito "potencial" na composição de antibióticos

Com o passar dos anos, a população começa a ficar mais resistente a certos medicamentos e estes deixam de fazer efeito. Agora, uma equipa de investigadores desenvolveu novas moléculas anti-microbianas a partir do veneno de …

"Ou és infetado ou morres de fome". Trabalhadores da Amazon nas Filipinas denunciam condições precárias

Trabalhadores contratados pela empresa de segurança Ring da Amazon que trabalham em call centers nas Filipinas denunciam condições de trabalho que dizem ser precárias, mostrando-se ainda mais preocupados com a situação por causa da pandemia …

"Momento muito duro". André Almeida sofreu rotura de ligamentos e arrisca paragem longa

O futebolista internacional português André Almeida sofreu uma entorse do joelho direito, que resultou numa “rotura do ligamento cruzado anterior e do ligamento lateral interno”, informou esta segunda-feira o Benfica. O lateral dos encarnados saiu aos …

Apoio à retoma. Empresas com perdas de 25% podem reduzir horário até 33% já esta terça-feira

Empregadores com quebra de faturação igual ou superior a 25% vão poder reduzir até 33% o horário dos trabalhadores, entre outubro e dezembro, segundo a alteração ao regime de retoma progressiva de empresas em crise. O …

Chega quer tornar voto obrigatório e sanções para quem não cumprir

O deputado único do Chega entregou uma nova proposta no âmbito do projeto de revisão constitucional do partido para tornar o voto obrigatório para todos os cidadãos que o possam exercer e sanções para quem …

A Alemanha quer tornar o teletrabalho um direito legal

O Governo alemão prepara-se para publicar um projeto de lei que dará aos trabalhadores do país o direito legar de trabalhar a partir de casa. A medida aplicar-se-á a todos as atividades laborais que possam …

Novo surto em lar de Beja e 90 alunos em isolamento em Famalicão

Um surto de covid-19 identificado no Lar de Idosos do Centro Paroquial e Social do Salvador, em Beja, já infetou 31 pessoas, sendo 24 utentes e sete funcionários, divulgou a Unidade Local de Saúde do …

Mais de 600 anos depois, encontram-se (várias) semelhanças entre a covid-19 e a peste negra

Numa altura em que o vírus da covid-19 se tem espalhado por todo o mundo, as comparações com outras doenças pandémicas são inevitáveis. Um exemplo disso foi a peste negra que em 1348 fez com …

Nacionalista apoiado pela Turquia eleito Presidente de Chipre do Norte

O nacionalista Ersin Tatar, apoiado pela Turquia, foi no domingo eleito "Presidente" da autoproclamada República Turca de Chipre do Norte (RTCN), numa vitória surpreendente face ao dirigente cessante, Mustafa Akinci, anunciou o conselho eleitoral. Com 51,74% …