FMI diz que défices ocultos tiraram 43 mil milhões à economia portuguesa

International Monetary Fund / Flickr

Christine Lagarde, diretora-geral do FMI

Christine Lagarde, diretora-geral do FMI

Uma análise do Fundo Monetário Internacional (FMI) a 80 países mostra que Portugal está entre os países que mais absorveram défices ocultos desde a viragem do século – e a culpa é das instituições públicas fracas.

O Dinheiro Vivo cita um estudo de economistas do FMI – “Fiscal costs of contingent liabilities” – que afirmam que Portugal foi a quinta economia, entre 80 países, com os piores passivos contingentes do séc. XXI.

O FMI refere que os contribuintes pagaram 24,5% do PIB – cerca de 43 mil milhões de euros – a bancos (11% do PIB) ou empresas públicas (12,1%). O valor acabou por parar à dívida portuguesa, que é hoje a mais cara da zona euro.

Passivos contingentes são as obrigações que podem materializar-se nas contas públicas, nomeadamente garantias ao setor bancário, empresas públicas e administrações local e regional. O estudo – cujas conclusões os economistas do FMI sublinham não deverem ser vistas como do próprio fundo – olhou para os passivos contingentes que se materializaram em 34 economias avançadas e 46 emergentes entre 1990 e 2014.

No total, cita o Dinheiro Vivo, os portugueses foram os 15ºs que mais pagaram, subindo para quinto – atrás de Islândia, Irlanda, Grécia e Turquia – no caso dos “défices ocultos” deste século. E todos por culpa dos seus bancos.

A dívida acumulada de 2001 a 2013 decorrente da reclassificação da dívida do setor empresarial do Estado (SEE) custou aos portugueses quatro vezes mais do que o normal: nos 32 episódios semelhantes registados nos 80 países, a absorção de dívidas do SEE custou em média 3,1% do PIB.

O mesmo se passou com os resgates à banca forçados aos contribuintes. O relatório salienta que os 91 eventos semelhantes custaram em média 9,7% do PIB nos 80 países, mas em Portugal levaram 11% entre 2007 e 2014.

Nas contas do “défice oculto” de 24,5% do PIB português, refere o Dinheiro Vivo, entram ainda 0,6% do PIB vindos de parcerias público-privadas e mais 0,8% por via da assistência financeira à Madeira.

Apesar de não tirarem conclusões específicas sobre cada país, os economistas do FMI concluíram que os 80 países que forçaram maiores “défices ocultos” aos seus contribuintes são aqueles que surgem menos bem classificados nas análises sobre corrupção e força das instituições públicas.

“É imediato concluir que os países com menores índices de corrupção são os que tiveram menos ‘défices ocultos'”, lê-se nas conclusões. Além disso, apontam, “os países com as instituições públicas mais fortes sofreram bastante menos com os passivos contingentes”.

ZAP

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Tenho um amigo cego que há anos escreveu um artigo “Há árbitros que são mais cegos do que eu”. Penso que se enquadra o momento que estamos a viver. Com o Sócrates foi igual. Einstein tinha razão, quando descrevia a correlação entre as premissas e os resultados de uma função e com essa correlação definia o cumulo da estupidez.

  2. E AINDA LHES VÃO DAR AS 35 HORAS SEMANAIS Á FUNÇÃO PÚBLICA, QUANDO SE CONFIRMA QUE A MAIORIA DEVE IR PARA A RUA, POIS O SISTEMA PÚBLICO ESTÁ VICIADO DE CORRUPÇÃO …… !!! ….RUA HÁ MUITA JUVENTUDE MAIS HABILITADA E EDUCADA, QUE OS CHULOS E CORJAS VICIADAS DO SISTEMA PÚBLICO, QUE DEVEM IR PARA O DESEMPREGO COM 500€, ESTAMOS FARTOS E CANSADOS DE VICIADOS ……… !!!!
    – Nas contas do “défice oculto” de 24,5% do PIB português, refere o Dinheiro Vivo, entram ainda 0,6% do PIB vindos de parcerias público-privadas e mais 0,8% por via da assistência financeira à Madeira.
    Apesar de não tirarem conclusões específicas sobre cada país, os economistas do FMI concluíram que os 80 países que forçaram maiores “défices ocultos” aos seus contribuintes são aqueles que surgem menos bem classificados nas análises sobre corrupção e força das instituições públicas.
    “É imediato concluir que os países com menores índices de corrupção são os que tiveram menos ‘défices ocultos’”, lê-se nas conclusões. Além disso, apontam, “os países com as instituições públicas mais fortes sofreram bastante menos com os passivos contingentes”.

  3. “É imediato concluir que os países com menores índices de corrupção são os que tiveram menos ‘défices ocultos’”, lê-se nas conclusões. Além disso, apontam, “os países com as instituições públicas mais fortes sofreram bastante menos com os passivos contingentes”. PARA QUANDO GENTE PRESA????

RESPONDER

Investigadores descobrem esqueletos adolescentes do século V. Um dos cientistas é português

Um grupo de investigadores, do qual também faz parte o português Daniel Fernandes, descobriu três esqueletos do período das migrações bárbaras numa vala em Osijek, na Croácia. "Deformação craniana e diversidade genética em três indivíduos masculinos …

Tesla está a alugar painéis solares por 45 euros por mês

Comprar painéis solares pode ser um investimento dispendioso para muitos. De maneira a oferecer uma solução mais económica aos seus clientes, a Tesla está a alugar a tecnologia por apenas 45 euros por mês. A SolarCity, …

Rui Fonte regressa ao Sporting de Braga e assina por três épocas

O Sporting de Braga, da I Liga de futebol, oficializou ontem a contratação do avançado Rui Fonte, um regresso ao clube, por três temporadas. O jogador, de 29 anos, chega dos ingleses do Fulham, que, …

YouTube remove vídeos de luta entre robôs por violarem políticas contra crueldade animal

O YouTube removeu na segunda-feira vídeos de robôs a lutar entre si da sua plataforma, justificando que estes violavam as políticas de exibição contra crueldade com animais. Depois do sucedido, a empresa informou que os …

Há uma piscina natural no meio do deserto mais quente do mundo

https://vimeo.com/355369476 Um casal a viajar pela Etiópia aventurou-se no deserto e experimentou nadar numa piscina natural num dos lugares mais quentes do planeta. A neozelandesa Bridget Thackwray e o namorado, Topher Richwhite formam a Expedition Earth, a …

The Rock é o ator mais bem pago do mundo

A revista Forbes revelou esta quarta-feira a sua lista anual dos atores mais bem pagos do mundo. O primeiro lugar é ocupado por um repetente. Dwayne "The Rock" Johnson voltou a ser o ator mais bem …

Albânia demoliu restaurante do homem que perseguiu turistas no capô do carro

O dono de um restaurante ilegal na Albânia meteu-se em sérios apuros depois de ter perseguido uma família de turistas espanhóis, colocando-se no capô do carro onde seguiam e partindo o pára-brisas. O restaurante que …

Sensores de radiação da Rússia desligaram-se misteriosamente após recente explosão nuclear

Nas semanas após um acidente nuclear fatal num campo de tiro de armas navais em Nyonoksa, quatro sensores de partículas radioativas que enviavam dados do território russo para uma rede de monitorização internacional desligaram-se misteriosamente. As …

Zumba. O negócio milionário que começou com uma distracção de um colombiano

Foi uma distracção que levou o bailarino colombiano Beto Pérez a criar a zumba e a construir um dos negócios actuais com mais sucesso em todo o mundo, avaliado em mais de 450 milhões de …

Ligações a Jeffrey Epstein abalam um dos mais prestigiados laboratórios de tecnologia do mundo

O MIT Media Lab junta áreas que vão do design à robótica e é responsável pelas mais vanguardistas inovações do Massachusetts Institute of Technology, uma das mais reputadas universidades do mundo na área da tecnologia. Agora, …