//

FMI avisa Costa e puxa orelhas a Passos

10

International Monetary Fund / Flickr

Christine Lagarde, diretora-geral do FMI

Christine Lagarde, diretora-geral do FMI

O Fundo Monetário Internacional avisa o governo de António Costa que a economia portuguesa continua muito exposta a riscos e que é preciso considerar um Plano B que adie medidas como a reposição dos salários da Função Pública e a descida da sobretaxa de IRS.

No relatório do FMI divulgado nesta sexta-feira, 1 de Abril, e publicado pelo Jornal de Negócios, com os resultados da terceira avaliação pós-Troika a Portugal, constata-se que a desconfiança com os efeitos da reversão de várias das políticas aplicadas pelo governo PSD-CDS.

O FMI alerta que a recuperação económica do país pode estar em perigo e insta António Costa a apresentar um Plano B com medidas adicionais, aliás tal como a União Europeia já tinha feito.

“O Governo precisa de preparar um conjunto específico de medidas de contingência que devem ser activadas assim que houver evidências de que a meta de 2,2% para o défice orçamental não será cumprida”, salienta o FMI, citado pelo Dinheiro Vivo.

Entre as sugestões do FMI, estão o adiamento do fim dos cortes salariais e da sobretaxa de IRS, além de “outras propostas concretas de redução de despesa”.

A instituição liderada por Christine Lagarde apela a “planos de contingência” para o cumprimento das metas e para “racionalizar os gastos públicos para conter as pressões da massa salarial e das pensões, e mantendo as margens de manobra orçamental”.

Puxão de orelhas ao governo de Passos

O FMI prevê um crescimento económico de apenas 1,4%, enquanto o governo fala em 1,8%, e considera que o Orçamento de Estado que ontem entrou em vigor apresenta “esforços insuficientes” que vão aumentar o défice estrutural já este ano.

E relativamente a esta questão, o relatório da instituição deixa ainda uma espécie de “puxão de orelhas” ao governo de Passos Coelho, considerando que não aproveitou “a redução dos gastos com subsídios de desemprego e com os juros, de forma a cumprir a redução do défice estrutural”, cita a TSF.

O FMI também alerta o governo para os riscos que a Banca portuguesa corre, lembrando as recentes ajudas públicas injectadas no sector, nomeadamente no caso do Banif, e considerando que “o sistema bancário vê-se prejudicado pela baixa rendibilidade e fraca qualidade dos activos”.

SV, ZAP

10 Comments

  1. Todos devem pôr em causa uma entidade de corruptos que tem falhado brutalmente nas previsões que têm feito em vários países!Não têm qualquer credibilidade!!!

  2. Se Portugal no quer permanecer vulnerável às opiniões e decisões do FMI então o melhor que tem a fazer é não se por a jeito (leia-se, não se endivide acima das suas possibilidades).

  3. So ca faltava esta corja de satanicos (Bilderberg caveira e ossos nato, onu etc.etc)vir cagar postas de pescada sobre o programa economico de um governo eleito democraticamente, com ideias de castigar o povo pois por onde passaram so deixaram miseria.

  4. Certamente que houve muitos erros dos diversos governantes. No entanto o FMI contratou um dos responsáveis pelo “brutal aumentos de impostos”, que não conseguiu dar “a volta” à crise, para os seus quadros!!!

  5. Se bem entendo para o FMI o governo de Passos Coelho ainda deveria ter sido mais rigoroso, agora pergunto quem estará disposto a governar depois deste governo para ter que governar de novo sob pressão internacional e com medidas restritivas para no fundo ser mal entendido por parte da população e acabar como o mau da fita, é que segundo as notícias que surgem e a festa vai ainda no adro as metas não serão cumpridas e para uma troika governativa que tanto condenaram o desemprego e culpabilizaram o anterior governo esquecendo as culpas do Sócrates e companhia, as notícias também não parecem ser agradáveis com o desemprego a subir de novo,

  6. A sra Lagarde tem de evidenciar o seu próprio rigor mostrando para QUEM deduz os seus próprios impostos…

  7. A líder do FIM, ganha por ano, mais de trezentos mil euros…. os agiotas do seu rebanho, sugam o suor e o sangue de milhões de seres humanos que lutam para sobreviver, é urgente as pessoas que vivem do seu trabalho, tome consciência desta barbaridade.

  8. PASSOS… Depois de tanto lamber de botas da troika. Toca a levar nas orelhas… De tanto se baixar… agora vê-se o…

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.