Fim de semana de recolher obrigatório a partir das 13h em 113 municípios

José Sena Goulão / Lusa

Os 113 municípios em risco muito elevado ou extremamente elevado de transmissão de covid-19 voltam este sábado e domingo a ter recolher obrigatório a partir das 13h, com o comércio e a restauração a ter também de fechar portas a essa hora.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

É o quinto fim de semana consecutivo em que a proibição de circulação na via pública a partir das 13h ao fim de semana é aplicada nos concelhos considerados de risco muito elevado ou extremo de transmissão pelo novo coronavírus, com 113 municípios atualmente incluídos nestes dois níveis de risco.

A decisão de manter esta restrição neste e no próximo fim de semana foi anunciada na semana passada pelo primeiro-ministro, António Costa, que disse que a estratégia do Governo é manter o esquema em vigor até ao Natal, reduzindo depois um pouco as restrições nas festas.

Assim, nos 113 municípios em risco muito elevado ou extremamente elevado de transmissão de covid-19 é proibido circular na via pública entre as 13h e as 05h.

Os estabelecimentos comerciais apenas podem funcionar entre as 08h e as 13h. A restauração pode funcionar depois desse horário, mas apenas para ‘take-away’ e entregas ao domicílio.

São consideradas exceções à obrigatoriedade de encerramento às 13h os estabelecimentos de venda a retalho de produtos alimentares, bem como naturais ou dietéticos, de saúde e higiene que disponham de uma área de venda ou prestação de serviços igual ou inferior a 200 metros quadrados, com entrada autónoma e independente a partir da via pública.

Na Área Metropolitana de Lisboa apenas os municípios de Lisboa, Loures, Almada e Barreiro continuam incluídos na lista de 113 concelhos em que o recolher obrigatório às 13h ao fim de semana volta a ser aplicado, uma vez que oito concelhos já passaram do nível muito elevado para elevado (Odivelas, Oeiras, Seixal, Setúbal, Sintra, Amadora, Cascais e Vila Franca de Xira).

Na Área Metropolitana do Porto, nove concelhos desceram do risco extremamente elevado para muito elevado e os restantes oito continuam no nível mais grave, pelo que, na prática, não há alterações em relação às restrições até agora em vigor.

Em novembro, o executivo dividiu os 278 municípios do continente em quatro grupos, consoante o nível de risco de transmissão – moderado, elevado (entre 240 e 480 casos por 100 mil habitantes), muito elevado (entre 480 e 960) e extremamente elevado (mais de 960). As listas podem ser consultadas em www.covid19estamoson.gov.pt.

Atualmente 35 concelhos estão no nível de risco extremo e 78 municípios no nível de risco muito elevado.

PUBLICIDADE

No ‘patamar’ de risco elevado estão 92 concelhos e 73 estão no nível de risco moderado (com menos de 240 casos).

  // Lusa

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.