Fim do imposto adicional aos combustíveis tira 474 milhões por ano à receita do Estado

Marcelo Camargo / ABr

Acabar com o adicional ao Imposto sobre os Produtos Petrolíferos (ISP), segundo a proposta do CDS-PP que foi aprovada no Parlamento, resultará para os cofres do Estado na perda de 474 milhões de euros de receita, conforme revela o secretário de Estado dos Assuntos Fiscais.

“O projecto de lei que o CDS-PP propõe é a redução da receita fiscal em 474 milhões de euros num ano”, referiu António Mendonça Mendes, na comissão parlamentar de Orçamento, Finanças e Modernização Administrativa.

Há cerca de um mês, os centristas fizeram aprovar, na generalidade, um projecto de lei para o fim do adicional ao ISP criado com o Orçamento do Estado para 2016 (OE2016).

O deputado do CDS-PP Pedro Mota Soares recordou que o Governo socialista justificou a criação do adicional ao ISP (que nesse ano significou um aumento de seis cêntimos na gasolina e no gasóleo) com a necessidade de manter a receita fiscal, que desceria directamente devido à redução do preço do petróleo.

Mais tarde, o Governo comprometeu-se com a revisão trimestral do valor do ISP em função da variação do preço base dos produtos petrolíferos, tendo ajustado o imposto ao longo de 2016, mas acabou por deixar de o fazer em 2017.

“A neutralidade fiscal que o Governo prometeu que ia aplicar já não existe”, acusou o deputado, lembrando que logo em 2016, a Unidade Técnica de Apoio Orçamental (UTAO) estimou que esta alteração significou um ganho de receita de 250 milhões de euros.

Para o CDS, é possível avançar com o fim do adicional ao ISP “sem perder a estimativa da receita fiscal” para este ano, uma vez que o Orçamento do Estado de 2018 (OE2018) assume o preço do barril do petróleo em torno dos 55 dólares – um valor que hoje está perto dos 77 dólares.

Também o deputado do PSD Cristóvão Norte criticou o Governo por “não ter honrado a sua palavra”, por ter prometido uma neutralidade fiscal que não se cumpriu, e insistiu que com o aumento do preço do barril do petróleo é possível reduzir o ISP sem perder a estimativa de receita.

O deputado social-democrata questionou ainda sobre qual o acréscimo de receita em IVA com os combustíveis, criticando a ausência de resposta da Autoridade Tributária e do Governo.

Também o deputado do Bloco de Esquerda Heitor de Sousa criticou que se mantenha o ISP em níveis que tinham sido anunciados como uma medida transitória e para compensar uma quebra do preço do petróleo.

Lembrando que o Governo tem invocado o impacto ambiental e a necessidade de corrigir escolhas de consumo através de mecanismos fiscais, Heitor de Sousa contrapôs com o investimento em transportes públicos, considerando que a situação é “calamitosa”, dado que a oferta não responde à procura.

“Esse argumento não colhe porque não é confirmado pela realidade”, afirmou.

O secretário de Estado dos Assuntos Fiscais adiantou ainda que o fim do ISP “não dá nenhuma garantia de impacto directo no preço de venda ao público”.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. “O projecto de lei que o CDS-PP propõe é a redução da receita fiscal em 474 milhões de euros num ano”, referiu António Mendonça Mendes, na comissão parlamentar de Orçamento, Finanças e Modernização Administrativa.
    -Será que o perdão de 125 M€ que as mesmas Finanças perdoaram não sacou nada ao cofres do estado?
    -Será que ao 10.000 M€ dos ofensores que as mesmas Finanças deixar passar por entre as pernas não sacou nada aos cofres do estado ?
    – e mais, e mais, e mais, etc. etc. etc.

  2. Aconselho muito cuidado com este tipo de projectos de lei que muitas vezes não passam de propostas populistas e feitas apenas quando se está na oposição; (lembram-se de como estava o preço da gasolina quando o cds foi governo?).
    Quanto á ideia em si, pode parecer muito “gira” mas convém esclarecer para onde iriam todos esses milhões retirados ao orçamento de Estado, ou seja, a todos nós. Iriam para o bolso dos automobilistas ou, devido ao já mais que provado conluio nos preços entre as grandes empresas dos petróleos, engordar apenas e só os já xorudos lucros das referidas petrolíferas???

    • De facto é fantástico pensarem que por saberem escrever umas palavras a seguir às outras ainda pensam que conseguem enganar alguém.
      Já com o aumento da dívida que até ao final deste ano deve chegar aos 260 MM já não é preciso ter cuidado.
      Seguindo esse brilhante raciocínio caso o estado eliminasse todo o imposto o preço permanecia o mesmo.
      O imposto era apenas para ser temporário, mas como já se sabe que dizem uma coisa e fazem outra…
      A dívida em Dezembro de 2015 estava perigosamente instável(230 MM), neste momento está em 250 MM, está controlada e é sustentável, só não compreendo como conseguem dizer isto sem se rirem.

RESPONDER

Nova Iorque quer oferecer vacina aos turistas. Miami vai começar a vacinar no aeroporto

Em Nova Iorque os turistas irão receber a vacina da Johnson & Johnson e em Miami a vacina da Pfizer. Com o objetivo de reativar o turismo na cidade, as autoridades de Nova Iorque querem oferecer …

Carta misteriosa escrita por passageira do Titanic está a intrigar os peritos

Uma equipa de investigadores está a tentar desvendar um mistério que envolve uma carta que terá sido escrita por uma jovem a bordo do Titanic na véspera do naufrágio. Uma família encontrou a carta numa garrafa …

Violência na Colômbia preocupa comunidade internacional

Várias cidades colombianas continuam a ser palco de violentas manifestações contra o Governo do país, mas são reprimidas com força pela polícia e por militares. As manifestações começaram em forma de protesto contra uma reforma tributária …

Veterana de Bletchley Park tem um novo código da 2.ª Guerra para decifrar (mas precisa de ajuda)

Um casal que encontrou mensagens codificadas da II Guerra Mundial sob o assoalho está tentar decifrá-las com a ajuda do seu vizinho, um decifrador de códigos de Bletchley Park. John e Val Campbell encontraram um esconderijo …

"Caixas mistério" com animais de estimação geram indignação na China

Uma nova moda conhecida como "caixa mistério" ganhou popularidade na China. O método consiste em fazer uma encomenda através da internet e é enviada, pelo correio, uma caixa com um animal de estimação. Estas encomendas estão …

Arquivos da polícia do Estado Islâmico revelam como era a vida sob o califado

Arquivos da polícia do Estado Islâmico, conhecida como shurta, revelam como era a vida sob o califado. Os polícias eram tão bem pagos que não podiam ser subornados. Não é sempre que os regimes mirram …

Barco português detido por ancorar ilegalmente em águas da Malásia

Um navio mercante registado em Portugal está retido na Malásia por ter alegadamente ancorado em águas territoriais do país sem autorização, avançou esta sexta-feira a Guarda Costeira malaia. Num comunicado, Nurul Hizam Zakaria, diretor da agência …

”Eficácia e qualidade”. OMS aprova vacina chinesa da Sinopharm

A Organização Mundial da Saúde (OMS) aprovou, esta sexta-feira, o uso de emergência da vacina chinesa contra a covid-19 da Sinopharm. Trata-se da primeira vacina desenvolvida pela China a ser aprovada pela organização, lembra a agência …

Sem estado de emergência não pode haver confinamento de pessoas saudáveis

O constitucionalista Jorge Reis Novais defendeu hoje que sem estado de emergência que suspenda a garantia do artigo 27.º da Constituição não pode haver confinamento de pessoas saudáveis, até uma eventual revisão constitucional. Por outro lado, …

"Neuro-direitos". O Chile quer proteger os seus cidadãos do controlo da mente

O Chile quer tornar-se o primeiro país a proteger as pessoas do controlo da mente, à medida que a capacidade de mexer com cérebros se aproxima cada vez mais da realidade. O senador Guido Girardi está …