Fim do confinamento em França a duas velocidades a partir de 11 de maio

O confinamento em França vai mesmo chegar ao fim no dia 11 de maio, mas com mais restrições em quatro regiões, anunciou o primeiro-ministro francês.

O primeiro-ministro francês, Édouard Philippe, anunciou esta quinta-feira que o confinamento vai mesmo chegar ao fim no dia 11 de maio em França, mas com mais restrições em quatro regiões, incluindo a região parisiense.

“Na maior parte do país, conseguimos travar a vaga epidémica. Temos margem de manobra nos hospitais e estamos prontos para os testes. Noutras, o vírus ainda circula ativamente”, referiu Édouard Philippe.

Assim, vai ser possível circular sem que seja necessário apresentar uma justificação escrita, como acontecia até aqui, mas algumas medidas como o encerramento de parques e jardins e controlos nos transportes públicos vão manter-se em quatro regiões: Ile-de-France (região parisiense), Hauts de France, Bourgogne-Franche-Comté e Grand-Est.

Nas restantes regiões francesas, vai ser estudado a partir de junho a possibilidade de abertura de liceus e cafés, assim como outras estruturas.

As autoridades assinalaram duas zonas como especialmente de risco: a região parisiense, devido à sua densidade populacional e saturação dos hospitais, e Maiote, uma das regiões ultramarinas de França onde os casos continuam a aumentar. O confinamento vai continuar na Maiote até decisão em contrário.

As fronteiras continuam fechadas com os outros países europeus pelo menos até 15 de junho e vão prolongar-se com pessoas vindas de outros países, indicou o ministro do Interior, Christophe Castaner. A livre circulação vai ser mantida para os trabalhadores agrícolas vindos dos vários países europeus.

Os transportes públicos vão ser reforçados, passando a oferecer em média 50% da oferta normal, com obrigação de máscara para todos os passageiros com mais de 11 anos.

A partir do dia 11 de maio, todos os comércios vão voltar a estar abertos, exceto locais de convívio como bares, cafés e restaurantes. Nas regiões verdes, estes estabelecimentos podem vir a ser reabertos já a partir do final de maio.

A reabertura das praias ou lagos vai ser decidida caso a caso pelas autoridades locais de cada região e os cultos religiosos poderão voltar a acontecer no fim do mês de maio, dependendo da evolução da pandemia.

Na segunda-feira, regressam à escola 130 mil professores, com 80 a 86% das escolas a abrirem portas. Quanto aos alunos, o ministro da Educação, Jean-Michel Blanquer disse que vão regressar à escola um milhão de crianças de forma progressiva.

O desrespeito das medidas impostas tanto nas regiões verdes como vermelhas vai ser vigiado por 20 mil polícias que vão continuar a aplicar multas de 135 euros para quem as infringir.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Diário de oficial nazi revela localização de tesouro escondido na Polónia durante a 2.ª Guerra Mundial

Um diário que esteve na posse de uma sociedade secreta durante décadas contém um mapa que descreve a localização de mais de 30 toneladas de ouro escondidas pelos nazis durante a Segunda Guerra Mundial. Escrito há …

"Pés de café" ajudam robôs a andar mais rápido (e sem tropeçar)

Uma das principais aplicações para robôs com pernas é a exploração de locais de desastre. No entanto, para atravessar os escombros, estas máquinas precisam de ter "pés" firmes. Uma equipa de investigadores da Universidade da Califórnia, …

Famalicão 2-1 FC Porto | Dragões falham reentrada

O FC Porto ficou hoje com a liderança da I Liga portuguesa de futebol em risco, ao perder em casa do Famalicão, por 2-1, na 25.ª jornada, que marca o regresso após a paragem devido …

Empresas chinesas compram soja dos EUA apesar de suspensão imposta pelo Governo

Empresas estatais chinesas terão comprado pelo menos três carregamentos de soja aos Estados Unidos (EUA), mesmo após o Governo ter levantado uma suspensão. Esta surgiu depois de Washington afirmar que terminaria com o acordo comercial …

Musk quer bombardear Marte. Pode ser só um "pretexto" para enviar armas nucleares para o Espaço

O plano de Elon Musk de bombardear Marte é apenas um pretexto para o lançamento de armas nucleares para o Espaço, disse o diretor da agência espacial russa Roscosmos, Dmitry Rogozin. Bombardear Marte para tornar o …

Quase 20 mil toneladas de combustível derramadas em rio na Rússia

https://cache-igi.cdnvideo.ru/igi/video/2020/6/2/%D0%BD%D0%BE%D1%80%D0%B8%D0%BB%D1%8C%D1%81%D0%BA.mp4 Quase 20 mil toneladas de combustível foram acidentalmente derramadas num rio no extremo norte da Rússia, levando as autoridades a declarar uma situação de "emergência" e levantando preocupações entre ambientalistas e residentes. Em comunicado, a associação …

Mais verde e mais barato. Suécia segue a Alemanha e instala a primeira turbina eólica de madeira

A Suécia instalou uma nova e interessante turbina eólica: uma torre construída em madeira. A Alemanha também já tem esta nova tecnologia. Construída a partir de materiais de fontes sustentáveis e que oferecem desempenho comparável às …

Já não mostra só as filas do supermercado. App "Posso ir?" também diz se pode ir à praia

A aplicação móvel que permite aos utilizadores consultar as filas e as afluências aos supermercados também mostra como está a praia. Agora, a aplicação "Posso ir?" vai também dizer-lhe se é ou não prudente ir dar …

Discurso xenófobo. Na Áustria, "a islamofobia tornou-se uma forma dominante de racismo"

A Áustria regista um aumento preocupante do discurso xenofóbico, em particular em relação aos muçulmanos e refugiados, alerta um relatório do Conselho da Europa. A Comissão do Conselho da Europa contra o Racismo e a Intolerância …

Um em cada quatro russos acredita que a pandemia é uma invenção

Um em cada quatro russos acredita que a pandemia de coronavírus é uma invenção, de acordo com uma pesquisa realizada pela Escola Superior de Economia de Moscou (HSE). Segundo avançou o site de notícias RBC, citado …