Dois contra (quase) todos. O fim dos debates quinzenais uniu o PS e o PSD mais do que nunca

Inácio Rosa / Lusa

As propostas dos socialista e dos sociais-democratas são debatidas e votadas, esta terça-feira, no Parlamento. A maioria dos partidos é contra.

Rui Rio foi o primeiro a propor o fim dos debates quinzenais com o primeiro-ministro, mas o PS apressou-se a mostrar que é a favor e a apresentar uma proposta própria. De acordo com o Expresso, ambas as propostas são, esta terça-feira, discutidas e votadas no Parlamento.

O PSD quer reduzir os debates para quatro por sessão legislativa (em setembro, janeiro, março e maio), em “data fixada pelo presidente da Assembleia, por proposta do primeiro-ministro com 15 dias de antecedência e ouvida a conferência de líderes”.

Segundo a proposta do PSD, caberia ao governante comparecer no Parlamento durante os debates do Estado da Nação, do Orçamento do Estado e duas sessões plenárias sobre temas europeus. Além disso, a proposta adianta que deveriam ainda realizar-se quatro debates com ministros dos vários setores.

Já a proposta socialista sugere que, em vez do debate com o primeiro-ministro se passe a realizar o Debate com o Governo, devendo o primeiro-ministro passar a marcar presença no Parlamento a cada dois meses.

O PS refere que o primeiro debate sobre política geral é aberto por uma intervenção inicial do primeiro-ministro, por um período não superior a dez minutos, a que se segue uma fase de perguntas dos deputados. “No segundo, sobre política setorial, o debate inicia-se com uma intervenção inicial do ministro com responsabilidade sobre a área governativa sobre a qual incide o debate ou do primeiro-ministro, a que se segue uma fase de perguntas dos deputados desenvolvida em duas rondas.”

Além disso, o chefe do Governo teria também que marcar presença no hemiciclo “no quadro do acompanhamento de Portugal no processo de construção europeia” e no debate sobre o Estado da Nação.

Chuva de críticas

O centrista Francisco Rodrigues dos Santos já deixou bem claro que os centristas não vão pactuar com a ideia, preferindo antes “mais e melhor oposição” e “não menos e pior oposição ao Governo socialista”. Da mesma forma, o PAN condenou a proposta, considerando que se trata de um “mau sinal” para a democracia.

João Cotrim de Figueiredo, líder do Iniciativa Liberal, acusou o PSD de ter “desistido definitivamente” de fazer oposição, numa “reedição do Bloco central, sem o ser”, adiantando que a diminuição do número de debates com António Costa no Parlamento corresponderá a uma “redução do escrutínio democrático“.

Do Bloco de Esquerda surgiu a acusação de um “mau exemplo” por parte da Assembleia da República. Pedro Filipe Soares referiu que o fim dos debates quinzenais se trata de diminuir “o confronto de ideias” numa espécie de “democracia amestrada”.

André Ventura, do Chega, criticou o eventual apoio do PCP à proposta de redução dos debates quinzenais com o primeiro-ministro, acusando o partido comunista de “atrás da cortina dar a mão ao PS”.

O PCP garantiu que está a avaliar o assunto, não tendo tomado uma posição. Já o líder da bancada d’Os Verdes (PEV), José Luís Ferreira, admitiu que até poderá ser positiva a hipótese de se realizarem debates com os ministros setorais.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Jiménez falhou o primeiro penálti de toda a sua carreira e o Wolves caiu da Liga Europa

O avançado mexicano Raúl Jiménez falhou o primeiro penálti de toda a sua carreira, num jogo a contar para a Liga Europa que acabou por ditar a saída do Wolverhampton. Na mesma jornada, Shakhtar Donetsk …

Mais duas mil detenções na Bielorrússia. Reunião de Riga pede envolvimento urgente da União Europeia

Mais de duas mil pessoas foram detidas na segunda noite de manifestações de protesto na Bielorrússia contra os resultados das eleições presidenciais. A Letónia, Estónia, Finlândia e Polónia concordaram com a marcação de uma reunião …

Humanos podem ter "reciclado" região do cérebro quando aprenderam a ler

Um novo estudo mostra que os seres humanos podem ter "reciclado" uma região-chave do cérebro para os ajudar a dar sentido à palavra escrita. De acordo com o site Science Alert, em testes com macacos-rhesus, os …

Cientistas usam a Lua como espelho gigante para procurar extraterrestres

Os astrónomos ainda não desistiram de procurar vida para lá da Terra e acabam de criar um novo método para encontrar exoplanetas habitáveis, que envolve o uso da Lua como uma espécie de espelho gigante. Especialistas …

Astrónomos descobriram um buraco negro "incapaz" de fazer o seu trabalho

Astrónomos descobriram o que pode acontecer quando um buraco negro gigante não interfere na vida de um enxame de galáxias. Usando o Observatório de raios-X Chandra da NASA e outros telescópios, mostraram que o comportamento passivo …

Homem na casa dos 20 anos morre de peste no Novo México

Um homem na casa dos 20 anos morreu de peste septicémica no estado norte-americano do Novo México, anunciaram as autoridades de saúde deste estado. A vítima, cuja identidade não foi revelada publicamente, viva em Rio …

Cara do pintor italiano Rafael reconstruida para resolver mistério do seu túmulo

Uma equipa de especialistas fez uma reconstrução em 3D da cara do pintor italiano renascentista Rafael. Assim, confirmaram o seu aspeto físico e resolveram o mistério relativamente ao seu túmulo. O rosto do pintor italiano Rafael …

Novo método não-invasivo permite diagnosticar cancro cerebral sem fazer incisões

Diagnosticar tumores cerebrais pode ser difícil e muito invasivo. Agora, uma equipa de investigadores desenvolveu um método para detetar cancro no cérebro sem ser necessária qualquer incisão. Os tumores cerebrais são normalmente diagnosticados através de imagens …

A última plataforma de gelo intacta do Canadá colapsou. Criou um icebergue maior do que o Porto

A plataforma de gelo Milne, no Canadá, fragmentou-se no final do mês de julho, formando vários icebergues, dois dos quais de grandes dimensões. Cientistas ouvidos pela agência noticiosa AP referem que esta era uma plataforma especial, …

Ícones da moda de luto: a indústria fashion nunca mais será a mesma

Muitas são as áreas da economia a ser gravemente afetadas pela pandemia de covid-19. A indústria da moda não foge à tendência e já são muitos os líderes de grandes marcas a "declarar morte" à …