Juíza Fátima Galante voltou ao tribunal e está novamente a julgar

António Pedro Santos / Lusa

A juíza desembargadora Fátima Galante (D), acompanhada pelo seu advogado (E)

Arguida no processo Operação Lex, no qual figura como principal suspeito o seu ainda marido Rui Rangel, a juíza Fátima Galante voltou ao ativo no Tribunal da Relação de Lisboa. Está outra vez a julgar casos cíveis, como de resto sucedia antes de ser detida pela Polícia Judiciária (PJ), no final de janeiro de 2018.

Na origem do seu regresso está a disposição do estatuto dos magistrados judiciais que impede que se prolongue por mais de 270 dias a suspensão de funções dos juízes que têm processos disciplinares a correr contra si, informou o Público na terça-feira.

“A suspensão preventiva é executada por forma a assegurar-se o resguardo da dignidade pessoal e profissional do magistrado. Não pode exceder 180 dias, excecionalmente prorrogáveis por mais 90″, diz o estatuto.

Apesar de na Operação Lex estarem em investigação crimes de tráfico de influência e corrupção, sobre Fátima Galante impendem apenas suspeitas como branqueamento de capitais e cumplicidade em fraude fiscal.

Foi por estes crimes não terem sido alegadamente cometidos no exercício de funções que, ao contrário de Rui Rangel, a magistrada viu revogada pelo Supremo Tribunal de Justiça no Verão passado a primeira suspensão de funções que lhe foi decretada, como medida de coação e ao abrigo do processo-crime.

Porém, quando se preparava para regressar ao tribunal, acabou por ser outra vez suspensa, desta vez ao abrigo do inquérito disciplinar que lhe foi aberto pelo Conselho Superior da Magistratura por incumprimento dos seus deveres profissionais.

Só que o prazo máximo de suspensão disciplinar preventiva esgotou-se. “Até foi ultrapassado em cerca de um mês”, explicou o advogado da desembargadora, Paulo Sá e Cunha, segundo o qual a cliente não tinha outra saída senão voltar ao serviço, “sob pena de incorrer em faltas injustificadas”.

“Está ao serviço e estão a ser-lhe distribuídos processos”, confirmou o presidente do Tribunal da Relação de Lisboa, Orlando Nascimento.

Questionado sobre se isso não pode criar algum tipo alarme social, dadas as suspeitas de que teria sido a juíza a escrever vários acórdãos assinados pelo antigo companheiro (de quem está separada mas com o qual se mantém casada), Orlando Nascimento indicou que se trata do decurso normal de um processo disciplinar. “Extingiu-se o período de suspensão. E os juízes têm os direitos e os deveres inerentes à sua função”, assinalou.

O advogado do principal arguido da Operação Lex, João Nabais, reclamou o seu regresso ao Tribunal da Relação de Lisboa. “Ao manter Rui Rangel suspenso, o conselho está a atuar conscientemente à margem da lei, porque o prazo máximo de inibição do exercício de funções já se esgotou”, acusou o advogado, que tem recorrido das decisões de manter o magistrado suspenso para o Supremo Tribunal de Justiça. Até agora sem sucesso.

A magistrada judicia Fátima Galante já reúne as condições necessárias para transitar do Tribunal da Relação de Lisboa para o Supremo Tribunal de Justiça. A sua promoção ficou, porém, congelada por causa do seu envolvimento neste caso em que também é arguido o presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira.

TP, ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Isto é formidável… Por estas e por outras é que eu já mandei o país à merda há muito tempo. É porreiro para ir curtir as férias e uma praiazinha… Mas pra vir embora rápidamente a seguir.

    Aturem-nos vocês…

    • A escrever assim… ainda bem que foi para longe! “Rápidamente” é de facto notável. Deixe-se ficar por aí e mesmo nas férias, ou provavelmente vacances ou holidays,… fique por aí na mesma.

  2. A atacar a pela forma, quando não tem capacidade para atacar o conteúdo. É assim quando cabeça não dá pra mais. Parece um puto da primária: “nha-nha-nha… Enganou-se num acento…Nha-nha-nha”.

    Reticências depois de vírgula é que é bom, não é? Mas minúscula depois das reticências (duas vezes) isso então, é um mimo. Arre, valente analfabruto!..

    • E perdeu outra grande oportunidade para estar calado.
      Vou perder um pouco do meu precioso tempo para lhe explicar que após as reticências apenas deverá ser usada letra maiúscula se a ideia expressa anteriormente estiver concluída, ainda que de um modo vago, havendo novo início de frase, com transmissão de uma nova ideia. O que não foi o caso em nenhuma das situações.
      Esta foi de borla.

RESPONDER

Homem morre após ataque de vespas asiáticas. É a segunda morte por picadas de insecto em 2 dias

Um homem de 79 anos de idade morreu nesta sexta-feira em Oliveira do Bairro, Aveiro, após ter sido atacado por vespas asiáticas. Dois dias antes, outro homem de 50 anos faleceu na região da Beira …

Polícia antimotim dispersa manifestantes em Hong Kong com gás lacrimogéneo

A polícia antimotim de Hong Kong carregou hoje com gás lacrimogéneo sobre manifestantes que tinham erigido uma barricada no bairro de Kwun Tong, no Este da antiga colónia britânica. Embora os protestos tenham decorrido de forma …

Eleições. CDU vai manter campanha clássica, mas dispensa o "lombo assado"

O chefe do maior partido da Coligação Democrática Unitária (CDU), que junta comunistas e ecologistas, assumiu enfado com carne assada nas jornadas e ações de esclarecimento pelo país, mas garante uma campanha eleitoral nos cânones …

BE diz que "é o partido que quer e pode impedir uma maioria absoluta" nas eleições

O BE afirma, no programa eleitoral disponibilizado hoje na íntegra, que "é o partido que quer e pode impedir uma maioria absoluta", um resultado nas eleições legislativas que faria Portugal "voltar ao passado da arrogância …

Balas com defeito que encravam armas. PSP confirma, mas diz que não é um problema

A Polícia de Segurança Pública (PSP) confirma que estão a ser utilizadas algumas balas com defeito que até encravam as armas, nos treinos dos candidatos a agentes na Escola Prática de Polícia. Mas garante que …

Espírito Santo escondeu 30 milhões de euros na Suíça com 'barriga de aluguer'

O Banque Privée Espírito Santo (BPES), banco do Grupo Espírito Santo (GES) na Suíça que está em fase de liquidação, terá ocultado 30 milhões de euros das autoridades através de uma 'barriga de aluguer'. Esse dinheiro …

G7 começa hoje. Amazónia, Brexit e Irão discutidos por lideres mundiais

As divergências em relação ao Irão, ao Brexit, aos fogos na Amazónia e ao comércio mundial deverão marcar a cimeira das grandes potências industriais (G7) que se inicia hoje em Biarritz, França. O presidente de França, …

Fernando Pimenta conquista medalha de bronze nos Mundiais de canoagem

O canoísta português ficou em terceiro lugar na final de K1 1000 metros, conquistando a medalha de bronze nos mundiais de canoagem. A proeza concede-lhe apuramento direto para os Jogos Olímpicos. Fernando Pimenta entrava como favorito …

Executivo norte-americano demite-se após admitir romance com espia russa

Patrick Byrne, CEO da Overstock, anunciou esta quinta-feira o seu pedido de demissão do cargo ao admitir que teve um romance com uma russa condenada por "conspiração". A confissão do envolvimento com Maria Butina — agente …

Há cada vez mais animais abandonados (e "há gatos que se suicidam")

O número de animais abandonados continua a aumentar, segundo associações de protecção que estão preocupadas com esta tendência. A responsável de uma destas entidades alerta que "o abandono mata mesmo" e que há gatos que …