Número de famílias isentas do IRS vai aumentar em 2018

José Sena Goulão / Lusa

O Ministro das Finanças, Mário Centeno, e o primeiro-Ministro António Costa

O aumento do “mínimo de existência” vai sofrer uma subida, de forma a garantir que os contribuintes do primeiro escalão do imposto são abrangidos pelo alívio fiscal. Os contribuintes do terceiro escalão não sentirão alívio fiscal em 2018.

Em 2018 vai aumentar o número de famílias isentas do pagamento do IRS, segundo o Jornal de Negócios. O Governo prepara-se para alargar o mínimo de existência – patamar que fixa os rendimentos que são ou não tributados -, que até 2014 estava indexado ao salário mínimo nacional, correspondendo a 120% deste.

Com a desindexação pelo Governo de Passos Coelho, o valor está atualmente fixado nos 607 euros de vencimento mensal, ou seja, 8.500 anuais. O mesmo valor sobe para 11.320 euros de rendimento anual quando se fala em agregados com três ou quatro familiares e para os 15.560 para agregados com cinco ou mais dependentes.

No próximo ano haverá novos mínimos a serem fixados, com o valor que determina esta proteção de rendimentos ainda por fechar, mas com a intenção de “beneficiar algumas centenas de milhares de famílias“, clarificou fonte governamental.

A alteração vem juntar-se ao já noticiado desdobramento do segundo escalão e ao travão imposto daí para cima de forma a impedir que contribuintes com rendimentos mais altos beneficiem das mudanças planeadas para o IRS.

O atual Governo vai agora aumentar este valor de modo a proteger as famílias que têm tido aumentos salariais (mesmo que apenas nominais) e que, por esse motivo, correm o risco de vir a pagar IRS. Isso é especialmente relevante para os trabalhadores abrangidos pelo salário mínimo que voltou a entrar numa trajetória de subida nos últimos anos.

O Governo consegue assim responder a uma reivindicação do Bloco e do PCP sobre a necessidade de fazer refletir o alívio de IRS nos rendimentos do primeiro escalão que efetivamente pagam imposto. “Com as subidas do salário mínimo chega um momento em que os trabalhadores que o recebem passam a pagar impostos. Esta situação que o PSD e o CDS criaram não pode ser”, disse o líder parlamentar do PCP, João Oliveira.

Esta solução já foi estudada antes entre o Governo e os parceiros políticos – que não a recusam – e em cima da mesa estavam duas possibilidades: aumentar nominalmente o valor do “mínimo de existência” ou regressar a um mecanismo de indexação. Esta segunda solução parece ser a mais provável. Não através de um regresso à indexação ao salário mínimo, mas com o estabelecimento de uma ligação ao indexante de apoios sociais.

Manuel Faustino, antigo diretor do IRS, não vê com bons olhos essa hipótese, argumentando que o salário mínimo é o único indexante que faz sentido. “O salário mínimo é a medida mínima da imunidade tributária. Já basta quem o ganha contribuir com 11% para a Segurança Social. É uma medida justa e perfeitamente suportável”, sublinha.

Caso se confirme a subida do “mínimo de existência”, estas poucas centenas de milhares de pessoas deverão somar-se aos quase 1,2 milhões de agregados familiares que estão enquadrados no segundo escalão do rendimento que, como é sabido, será desdobrado em dois, através da criação de um novo escalão intermédio.

Fora de questão para o Governo está a possibilidade, noticiada nos últimos dias, de haver também mexidas no terceiro escalão, gorando assim as expectativas do Bloco de Esquerda e do PCP. Isso significa que a redução do IRS beneficiará apenas os agregados familiares com rendimentos coletáveis até 40,2 mil euros por ano.

ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Populismo no seu melhor. Dar algumas informações a conta-gotas, para que de uma forma global nas autárquicas alguns façam figura. Sem essa ajuda, alguns não ganhavam…

  2. Devia aumentar o número de famílias a pagar IRS e não o contrário.
    Por pouco que fosse, toda a gente deveria pagar alguma coisa.

  3. Em política, nunca compreendi o milagre da multiplicação dos pães. E agora muito menos, quando vejo que a dívida continua a aumentar. Não há almoços grátis.

  4. Que bom!… As políticas da extrema esquerda estão a resultar em pleno. É o que eu já disse, eles não vão parar enquanto não puserem os portugueses todos a viver do salário mínimo.

RESPONDER

Uma estranha e rara molécula foi detetada na atmosfera de Titã

Uma equipa de cientistas da NASA identificou uma estranha e rara molécula na atmosfera de Titã, o maior satélite natural de Saturno. Em comunicado, os cientistas detalham que em causa está a molécula de ciclopropenilideno …

Paços 3-2 Porto | “Castor” épico tomba “dragão” com pés de pau

Surpresa na Capital do Móvel. O campeão nacional FC Porto foi a Paços de Ferreira averbar a segunda derrota nesta Liga NOS, saindo com um resultado desfavorável de 3-2. Num terreno tradicionalmente difícil – os “dragões” …

Teoria da Relatividade de Einstein observada em estrelas distantes

O que é que Albert Einstein, o GPS e um par de estrelas a 29.000 anos-luz da Terra têm em comum? A resposta é um efeito da Teoria Geral da Relatividade de Einstein chamado "desvio gravitacional …

Encontrada possível localização do gigante Snow Cruiser. Está perdido na Antártida há 60 anos

O Snow Cruiser era um veículo de exploração enorme enviado ao Pólo Sul em 1939 que ficou preso após desembarcar na Antártida e foi abandonado alguns anos depois. Redescoberto sob vários metros de neve e gelo …

Mbappé tem uma "mancha" na Liga dos Campeões

Números invulgares do avançado do PSG, que em 2020 ainda não marcou qualquer golo no torneio europeu. Pires e Rami falaram sobre o seu futuro. Kylian Mbappé. Visto por muita gente como o melhor avançado do …

Administração de Nixon recebeu um Nobel por um cessar-fogo que não existiu

O prémio Nobel da Paz foi atribuído em 1973 ao secretário de Estado da Administração de Richard Nixon, e seu assessor de segurança nacional, Henry Kissinger, e ao político vietnamita Le Duc Tho. As duas personalidades foram …

Cidade usa satélite para medir poluição luminosa (e os candeeiros de rua não são o maior problema)

As cidades do mundo desperdiçam uma grande quantidade de eletricidade - e dinheiro - ao deixar ligadas luzes brilhantes durante a noite toda. Porém, os candeeiros de rua não são os maiores culpados. Uma experiência de …

Prevenir uma futura pandemia pode estar dependente de apenas três medidas (e podem ser aplicadas já)

Até 70% das doenças infecciosas que surgiram nos humanos nos últimos 30 anos tiveram origem em animais e foram causadas por patogénicos originados em animais domésticos ou selvagens. Agora, um relatório lança aos princípios básicos …

"Não se torne um fantasma real". Coreia do Sul teme aumento de casos devido ao Halloween

A Coreia do Sul teme que as festividades do Halloween levem a um aumento de casos de covid-19 no país. Assim, para evitar que tal aconteça, investiram numa campanha de informação pública para apelar aos …

Trump Jr. diz que as mortes por covid-19 se reduziram a "quase nada". Têm morrido 1.000 pessoas por dia

Donald Trump Jr., o filho mais velho do Presidente norte-americano, afirmou esta quinta-feira que a taxa de mortalidade por covid-19 caiu para "quase nada nos Estados Unidos", num dia em que o país registou quase …