Família da mulher mais pesada do mundo acusa equipa médica de mentir

(CV) YouTube / BBC

Mulher mais pesada do mundo perde 250 kg em dois meses após cirurgia bariátrica

Mulher mais pesada do mundo perde 250 kg em dois meses após cirurgia bariátrica

Os familiares da mulher que perdeu mais de metade do seu peso, depois de uma cirurgia na Índia, alegam que a equipa médica está a mentir e que a paciente ficou “destruída” depois do tratamento. 

Eman Abd El Aty, de 36 anos, foi notícia no mês passado por ter perdido metade do seu peso dois meses após uma cirurgia na Índia. Conhecida como “a mulher mais pesada do mundo”, a egípcia deixou o país, na altura com 500 kg, rumo a um hospital em Mumbai.

Depois de sete horas de voo num avião de carga, a mulher foi transportada num camião até ao Saifee Hospital, onde foi submetida a uma cirurgia de redução de estômago e a uma dieta especial à base de líquidos, lideradas pelo cirurgião bariátrico Muffazal Lakdawala.

O famoso médico aproveitou uma cerimónia de entrega de prémios na área da Medicina, na qual foi homenageado, para anunciar que a sua paciente já tinha perdido cerca de 250 kg.

Desde esse dia que a relação entre a família da egípcia e a equipa médica azedou, escreve agora o The Guardian, com a irmã de Eman a acusar o médico de ter mentido sobre os progressos e a revelar que esta ficou “destruída” com o tratamento.

“Desde a cirurgia que ela não consegue falar, está ligada a um tubo de alimentação, (…) não se consegue mexer, tem um aspeto azulado, sem qualquer tipo de melhoria”, afirmou Shaimaa Selim, citada pelo jornal britânico.

Entretanto, o cirurgião respondeu às acusações através das redes sociais, partilhando fotografias que diz comprovar que a paciente pesa atualmente cerca de 170 kg.

Na terça-feira passada, toda a equipa médica, com exceção de Lakdawala, se demitiu, dando como principal razão as recentes acusações da família.

“O que aconteceu é muito triste”, afirmou Aparna Bhasker, cirurgiã bariátrica chefe do hospital indiano. “Estamos muito magoados. Este é o pior tipo de ataque que um médico pode enfrentar. Um ataque nem sempre tem de ser físico. Ao demitir-me da equipa, estou a protestar contra este tipo de ataque”, acrescentou.

Em declarações ao India Today, a médica revelou que os familiares estão chateados com o facto de Eman poder vir a ter alta em breve e, com isso, terem de regressar ao Egipto.

Eles querem mantê-la aqui. Nós podíamos ajudá-la, mas esta não é a melhor maneira de o conseguirem”, acusou.

Eman nasceu com mais de seis quilos e foi diagnosticada com elefantíase, uma doença parasitária que causa um inchaço extremo dos braços e das pernas. Aos onze anos de idade, já estava tão pesada que não conseguia ficar de pé e passou a gatinhar pela casa.

Algum tempo depois, a egípcia teve de abandonar a escola, após sofrer um AVC que a impediu de sair da cama. O lado direito do seu corpo ficou paralisado, prejudicando ainda mais a sua mobilidade.

Eman não saía de casa há mais de 25 anos, passando os dias deitada numa cama. Inicialmente, foi necessário demolir uma das paredes do seu quarto para a conseguirem retirar de casa, com a ajuda de um guindaste.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Messi substituído e surpreendido

Jogo contra o Lyon não estava a correr bem para o PSG e o treinador Mauricio Pochettino decidiu colocar Lionel Messi no banco de suplentes. O Paris Saint-Germain "sobreviveu" neste domingo - mas já sem Lionel …

“Este senhor é primeiro-ministro? Não, mas vai ser“. Em tempo de autárquicas, Pedro Nuno faz campanha dupla

Pedro Nuno Santos tem aproveitado a campanha autárquica para prosseguir a sua campanha interna. Um dia será sucessor de António Costa e a ocasião é perfeita para ganhar simpatizantes dentro do próprio partido. Entre sexta e …

Pelo menos oito mortos e seis feridos num tiroteio em universidade na Rússia

Pelo menos oito pessoas morreram e seis outras ficaram feridas após um atirador abrir fogo hoje numa universidade na cidade russa de Perm, segundo o Comité de Investigação da Rússia citado pela agência de notícias …

Vulcão nas Canárias em erupção e destrói casas. Cinzas podem chegar à Madeira

O vulcão Cumbre Vieja, na ilha espanhola de La Palma, entrou este domingo em erupção na zona de Las Manchas, depois de mais de uma semana em que foram registados milhares de sismos na região. A …

Cientistas queriam estudar a propagação das borboletas, mas criaram uma matriosca de parasitas

Objetivo dos cientistas era perceber, através da introdução da espécie de borboletas Glanville fritillary qual o seu poder de dispersão numa ilha finlandesa. No entanto, acabaram com um retrato alarmante para todos os investigadores que …

Marcelo encontra-se em Nova Iorque com Presidentes das Maldivas e Peru

O Presidente da República tem agendados encontros bilaterais com cinco chefes de Estado, em Nova Iorque, à margem da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), entre os quais os presidentes das Maldivas e …

Erupção do Fagradalsfjall dura há seis meses. É a mais longa na Islândia em 60 anos

A erupção vulcânica perto de Reykjavik se tornou a mais longa da história da Islândia desde 1960, marcando seis meses de expulsão de gás, pedra e lava no domingo (18). Milhares de espectadores ficaram maravilhados com …

Cientistas foram à procura de matéria escura e acabaram por encontrar energia escura

Uma equipa de cientistas foi à procura de matéria escura e pode ter encontrado energia escura em vez disso. Os investigadores querem ter a certeza que não foi uma casualidade. A energia escura é uma forma …

Role play ao serviço da Ciência. Investigadores fingem ser Neandertais para estudar caça a aves

Uma equipa de investigadores espanhóis decidiu adotar a "dramatização" científica para reconstruir um novo elemento do comportamento Neandertal: a cooperação com os membros do grupo enquanto usa fogo e ferramentas para caçar gralhas no interior …

Estoril 0-1 Sporting | Figueira deu o fruto que saciou o leão

Foi preciso surgir um erro crasso do guarda-redes estorilista (até então a fazer uma belíssima exibição) para o campeão nacional poder respirar de alívio e festejar a quarta vitória na Liga, esquecendo por agora a …