Falta de notas impede venezuelanos de receber salários

Hugoshi / wikimedia

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro

Milhares de pessoas estão impedidas de receber o salário, que na Venezuela se paga quinzenalmente, e nos bancos registam-se, há vários dias, longas filas de clientes.

As filas ocorrem na sequência da decisão do Governo do Presidente Nicolás Maduro de ordenar a retirar de circulação as notas de 100 bolívares (Bs – 0,15 euros), as de maior valor existentes no país.

Esta medida servirá para combater máfias internacionais (norte-americanas, colombianas, europeias e asiáticas) que estariam a armazenar ilegalmente aquelas notas, para desestabilizar a economia venezuelana.

“Estive duas horas no Banco Plaza para cobrar um cheque de 65 mil Bs (93,28 euros) e fui informado de que apenas podiam pagar-me com notas de 5 Bs, o que significa que teriam que entregar-me umas 13 mil”, explicou o venezuelano Juan Pérez à agência Lusa.

Juan Pérez explicou que teve que abandonar o banco sem cobrar o cheque, porque “é demasiado arriscado, em termos de segurança, andar com tantas notas na mão”.

Várias pessoas explicaram à Lusa que tiveram que acudir ao banco nos primeiros dias desta semana para depositar as notas de 100 Bs, que tinham em casa para situações de emergência e que ficaram “limpos”, por até terem dificuldades para pagar a passagem de autocarro, que na Venezuela agora é de 100 Bs (0,15 euros).

“Preciso de comprar verduras e hortaliças para casa. Tenho o hábito de comprar às sextas-feiras a um camião de agricultores que vem do interior do país, mas não têm terminal de pagamento de cartão de débito ou de crédito e não tenho dinheiro ao vivo, explicou Manuel Sanchez, de 40 anos.

Preocupado com a situação, explicou que trabalha numa sapataria onde o Governo obrigou recentemente a baixar os preços e que “todo o meu salário está retido“, quando “falta apenas uma semana para o Natal”.

Distúrbios em protestos causam três mortos

Três pessoas morreram na localidade venezuelana de El Callao, no estado Bolívar, no sul do país, após distúrbios relacionados com a falta de dinheiro, informou, esta sexta-feira, o deputado Ángel Medina, da oposição.

“As autoridades municipais confirmaram-me [a existência] de três mortos em El Callao: um comerciante asiático, um homem e uma mulher. Um saldo lamentável”, escreveu no Twitter.

As manifestações têm ocorrido em várias cidades do país contra a falta de notas nos bancos públicos e privados da Venezuela, com os clientes a reclamarem que a banca não dispõe de novas notas de 500 (0,75 euros) que o Governo anunciou que seriam distribuídos.

Ángel Medina disse à agência Efe que mais de 30 estabelecimentos comerciais em El Callao foram “saqueados” e “destruídos”, relatando um cenário idêntico em outros municípios do mesmo estado, afirmando ainda que as autoridades locais criticaram a atuação “tardia” dos organismos de segurança.

Medina explicou ainda que o racionamento de dinheiro se soma à “alarmante” escassez de gasolina.

“Não há gasolina, não há notas novas, não há comida, não há nada barato, não há democracia”, afirmou.

Segundo o Banco Central da Venezuela, existem 6.111 milhões de notas de 100 bolívares em circulação na Venezuela, aproximadamente 48% do dinheiro que circula entre a população.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Possivelmente como há falta de papel higiénico também já limparam o traseiro a elas e sobretudo se tiverem a imagem do ditador socialista Maduro ou do seu antecessor Chaves melhor empregues foram.

  2. Caos motivado por não haver notas a circular? Até se compreende que os povos fiquem perplexos e apreensivos, de tão escravizados estarem pelo maldito dinheiro, que até sentem a falta dele. A sociedade não está organizada nesses moldes, e no sistema em uso, o dinheiro, é absolutamente necessário. Ai de quem o não tiver. Com a NOVA ORDEM MUNDIAL,jamais sentiriam a sua falta, pois, que tudo funcionaria, e nada lhes faltaria em casa. A sociedade mundial, produzia, o que fosse necessário, para haver abastança, sem o espirito da ganância e do lucro. ORGANIZEM-SE, POIS NESSE SENTIDO, POVOS DE TODO O MUNDO, E DÊEM SENTIDO ÁS VOSSAS VIDAS.
    NOVA ORDEM MUNDIAL, É A SOLUÇÃO.

RESPONDER

Parlamento aprova na generalidade mudança do TC para Coimbra. Oito socialistas votaram a favor

A proposta passou com votos contra do Chega e PAN, abstenção do PCP, BE, PEV e maioria da bancada do PS e votos favoráveis do PSD, CDS, IL e de oito deputados socialistas. O resultado já …

Escola da Amadora queria proibir minissaias, decotes e chinelos - mas já voltou atrás

Um Agrupamento na Amadora publicou um código de vestuário que acendeu um debate nas redes sociais devido às regras que controlavam mais as raparigas. Entretanto, a escola já voltou atrás na decisão. Segundo escreve o Jornal …

Governo francês vai dar 100 euros a famílias carenciadas para pagar energia

O Governo francês vai entregar um cheque de 100 euros a 5,8 milhões de famílias de menores recursos para ajudar a pagar a fatura energética. A medida anunciada pelo executivo vai ter um custo de 580 …

Incidência e R(t) recuam em dia com mais 1.023 infetados e sete mortes

Portugal registou, esta sexta-feira, 1.023 novos casos e sete mortes na sequência da infeção por covid-19, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde, Portugal …

Apoiantes de Navalny acusam Google e Apple de "censura" política

Os apoiantes de Alexei Navalny acusaram hoje as empresas Google e Apple de terem suprimido o apelo ao voto "útil" proposto pelo oposicionista através das respetivas plataformas, denunciando "censura" num processo eleitoral em que a …

Presidente da República argentino cancela viagens para impedir que vice assuma Governo

Cristina Kirchner é parceira maioritária na coligação de Governo e exige, entre outras mudanças, a substituição de ários ministros, secretários e presidentes de organismos públicos. Recentemente, tem mostrado em público o seu descontentamento face à …

"Bazuca" europeia não resolve problema da falta de habitação

De acordo com vários especialistas, as 26 mil casas identificadas como prio­ritárias pelo Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) não chegam para as necessidades do país, que podem chegar às 46 mil. A questão da aplicação …

Peça que terá sido usada no batismo de D.Maria II está à venda. Estado não a compra por ser demasiado cara

Há uma semana que está à venda uma peça que pertenceu à coroa portuguesa. Terá pertencido à família real depois do Terramoto de 1755 e, de acordo com o antiquário que agora a comercializa, terá …

"Dupla pancada". Vítimas de violência doméstica são deixadas ao abandono sem indemnização

Mais de 80% das vítimas de violência doméstica, a maioria mulheres, não recebem indemnizações, nem dos agressores nem do Estado. Se as vítimas não tiverem sofrido uma incapacidade para o trabalho por um período igual ou …

Ministério Público declara ilegal eleição de André Ventura

Ministério Público invalidou a mudança nos estatutos do Chega, incluindo a eleição direta de André Ventura. O líder do partido admite um novo congresso. No início do mês, o Ministério Público (MP) pediu ao Tribunal Constitucional …