Fadistas indignados avançam com habeas corpus para libertar empresário brasileiro

(dr) Globo

Um grupo de fadistas, indignado com a possibilidade de extradição de Raul Schmidt para o Brasil no âmbito do caso Lava Jato, apresentou um pedido de habeas corpus para libertação imediata do empresário luso-brasileiro, revelou fonte ligada ao processo.

A mesma fonte adiantou à agência Lusa que Raul Schmidt foi detido na sexta-feira pela Polícia Judiciária (PJ), logo após ter sido divulgado o acórdão do Supremo Tribunal de Justiça (STJ) que revogou a decisão tomada em fevereiro de libertar o empresário que, entretanto, adquiriu nacionalidade portuguesa ao abrigo da nova lei da nacionalidade.

Raul Schmidt, que estava com termo de identidade e residência (TIR), sujeito a duas apresentações semanais às autoridades e proibido de se ausentar do país, foi na sexta-feira colocado no estabelecimento prisional anexo à PJ.

Segundo a fonte, algumas horas depois, mais de 100 pessoas ligadas ao fado manifestaram a sua indignação pela eventual extradição para o Brasil de um “português de origem” e avançaram com um pedido de habeas corpus a exigir a libertação imediata de Raul Schmidt.

A providência de habeas corpus foi já entregue na Relação de Lisboa, tribunal competente para apreciar os pedidos de extradição, que deverá fazer subir o pedido ao Supremo Tribunal de Justiça (STJ), que é, por lei, o tribunal competente para declarar se há ou não prisão ilegal do cidadão em causa.

Os autores do pedido para libertar o empresário manifestam a sua indignação pela possibilidade de Portugal extraditar, pela primeira vez, um cidadão que é legalmente reconhecido como “português de origem”.

Apesar de se opor à extradição para o Brasil, Raul Schmidt, um dos suspeitos do processo Lava Jato, aceitou ser julgado em Portugal, considerando que a extradição de um português de origem para o Brasil significaria a abertura de um precedente, conclui a fonte ligada ao processo.

No caso Lava Jato, Raul Schmidt é investigado no Brasil pelo pagamento de luvas aos ex-diretores da Petrobras Renato de Souza Duque, Nestor Cerveró e Jorge Luiz Zelada – todos envolvidos num alegado esquema de corrupção, branqueamento de capitais e organização criminosa relacionado com a petrolífera estatal brasileira.

Na quinta-feira, o STJ revogou a decisão que libertou o empresário, ordenando que a medida de coação deve ser alterada para outra que determine a detenção e entrega ao Brasil. Raul Schmidt aconteceu no próprio dia.

Raul Schmidt já tinha sido detido a 03 de fevereiro, mas foi libertado a 15 fevereiro pelo Tribunal da Relação de Lisboa. O Ministério Público interpôs recurso desta decisão e, na quinta-feira, o STJ entendeu não existir fundamento legal para o deixar em liberdade, considerando que se encontra transitada em julgado a decisão que validou a extradição.

Paralelamente, o STJ rejeitou também um recurso de revisão, apresentado pela defesa de Raul Schmidt, da decisão de extraditação.

Apesar de decidir a inadmissibilidade do recurso de revisão, o STJ entende que não lhe cabe apreciar a alegação de Raul Schmidt de que a sua extradição para o Brasil se tornou proibida, à luz da Constituição, em função da posterior aquisição da nacionalidade portuguesa originária.

Além de atuar como operador financeiro no pagamento de subornos aos agentes públicos da Petrobras, segundo a imprensa brasileira Raul Schmdit também foi intermediário de empresas internacionais na obtenção de contratos de exploração de plataformas da petrolífera.

Na 13.ª Vara Federal da Justiça Federal, em Curitiba, há dois processos contra Schmidt por corrupção, organização criminosa e branqueamento de capitais. As duas ações penais aguardam o resultado do processo de extradição.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Quem são esses fadistas?
    Nem um nome?
    E ele não é português nem nunca deviria ter tido nacionalidade portuguesa!… Claramente só a tentou aproveitar para fujir à justica brasileira…
    Mas é mesmo muito estranho ver essas “mais de 100 pessoas ligadas ao fado” a tentar proteger um suposto criminoso!…

RESPONDER

Famílias numerosas queixam-se de disparidades no preço da água consumida

A Associação Portuguesa das Famílias Numerosas queixou-se da diferença no preço da água consumida consoante o município onde se vive e o número de pessoas do agregado familiar. Na quarta edição do estudo sobre a água …

Costa condiciona extensão do Brexit para além de 23 de maio à aprovação do acordo

O primeiro-ministro, António Costa, defendeu esta quinta-feira que uma extensão do Brexit para além de 23 de maio implica a ratificação do Acordo de Saída pelo Parlamento britânico ou a realização de eleições europeias no …

Ter avós, tios ou primos com Alzheimer influencia risco de desenvolver a doença

Ter avós, tios ou primos com Alzheimer aumenta a probabilidade de desenvolver a doença, concluiu um estudo recente que avaliou a história familiar de mais de 280 mil pessoas. Na última década, vários estudos indicaram a …

Marcelo Rebelo de Sousa promulgou a nova lei da paridade (mas com alguns parêntesis)

O Presidente da República promulgou a nova Lei da Paridade. A lei estabelece que as listas para a Assembleia da República, para o Parlamento Europeu e para as autarquias locais têm de assegurar a representação …

Cientistas descobrem o que provocou três eras glaciais na Terra

Cientistas estadunidenses calcularam que um evento geológico repetido deu origem às três últimas eras glaciais no nosso planeta, a última das quais ainda mantém o seu gelo nas regiões polares. Segundo a revista Science, a responsável …

A Terra pode guardar um Oumuamua no seu interior

Uma parte da terra que pisamos poderia vir, literalmente, de outras regiões da galáxia - áreas muito distantes do local onde o planeta está localizado e que para chegar até aqui teriam que viajar anos-luz …

Há um planeta mais próximo da Terra do que Vénus

A partir do Sol, a ordem dos primeiros planetas começa com Mercúrio, depois Vénus e depois a Terra. Então, Vénus é o planeta mais próximo do nosso? A resposta é: depende. Uma equipa de cientistas acaba …

O fim das consolas está à vista. Google lança serviço de videojogos na "nuvem"

A Google apresentou o seu novo serviço de jogos na "nuvem", Stadia, na Game Developers Conference (GDC), em São Francisco. O serviço não precisa de nenhuma consola e pode ser jogado em qualquer plataforma. O CEO …

Câmaras escondidas em hotéis filmavam hóspedes sem consentimento

O escândalo foi revelado na Coreia do Sul, onde dois homens foram presos por esconder câmaras em hotéis, que transmitiam as imagens em direto para um site, onde havia quem pagasse dinheiro para ver as …

Mesquita Nunes quer ser feliz (e que haja espaço nos partidos para quem tem vida profissional)

Adolfo Mesquita Nunes defende que "tem de haver espaço nos partidos para quem tem vida profissional". O antigo vice-presidente do CDS/PP apresentou a sua demissão do partido para assumir funções na administração da Galp. "Tem a …