“Não há falta de médicos”. Faculdades de Medicina não vão aumentar vagas

O Governo vai voltar a abrir a porta ao aumento de vagas nos cursos procurados pelos melhores alunos, mas as faculdades de Medicina voltam a fechá-la.

De acordo com o jornal Público, o Governo vai voltar a permitir que os cursos procurados pelos melhores alunos aumentem as vagas até 15%, mas as faculdades de Medicina não o vão fazer.

Uma vez que “as condições se mantêm, a decisão também será no mesmo sentido” da que foi tomada no ano passado, avança ao matutino Henrique Cyrne Carvalho, presidente do organismo que agrupa todas as faculdades de Medicina.

O Conselho de Escolas Médicas Portuguesas (CEMP) diz que o número de estudantes que as faculdades de Medicina recebem neste momento já é “bem superior ao número de vagas” que os seus responsáveis entendem ser “adequadas”.

Além disso, destacam os responsáveis destas faculdades, já existem limitações dos estudantes no acesso às práticas clínicas durante a formação e tem vindo a aumentar o número de médicos que, depois de concluído o curso, não conseguem acesso à especialidade.

“Não há falta de médicos em Portugal”, dizem ainda, contrariando o Ministério da Ciência e Ensino Superior, tutelado por Manuel Heitor.

Na perspetiva de Fausto Pinto, diretor da faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, formar mais médicos seria condená-los “ao desemprego ou a terem que emigrar”.

No ano passado, quando foi publicado o despacho que permitia às faculdades de Medicina aumentarem o número de vagas, o CEMP já tinha manifestado a sua “discórdia e estupefação”.

Segundo o organismo, “o aumento do número de alunos, a verificar-se, iria naturalmente degradar a qualidade do ensino, sobretudo nas vertentes clínicas, dada a manifesta incapacidade de cumprir rácios aceitáveis”.

O CEMP realçou que as faculdades de Medicina esgotaram a capacidade “há muito”, por falta de “espaços físicos” e pela carência de “recursos humanos que permitam um rácio aluno:tutor de acordo com as recomendações internacionais”.

ZAP //

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. Vamos contratar cubanos outra vez….. para que os senhores não fiquem marcados como “fraudes” por não formarem mais médicos porque não querem para os preços praticados continuem altos e ordenados chorudos….

  2. Não há falta de médicos???? Em que país? Onde? Quem diz que em Portugal não há falta de médicos experimente vir aqui onde eu moro para marcar uma consulta. A resposta é: Não há médicos. A marcação é feita por telefone, depois o médico de serviço (quando há) telefona para quem marcou e faz a consulta por telefone e só será presencial se for necessário. Mais ainda: Só admitem 20 marcações por dia e apenas à quarta e à sexta. Mais nada. Isto porque não há médicos para mais. E não pensem que estou a escrever de algum concelho lá longe nos confins de Portugal. Não. Estou num concelho bem pertinho de Lisboa que até faz parte da Área Metropolitana.

    • Na noticia não fala no SNS; fala em Portugal – são coisas diferentes.
      E, no geral, os “concelhos nos confins de Portugal” tem melhores serviços do que a Áreas Metropolitanas.

  3. É uma vergonha nacional. Mais um ano! São centenas de jovens que todos os anos vão estudar para fora do seu país! Jovens com médias de 17 e 18 valores que não conseguem entrar em medicina. Concluindo não são suficientemente bons para o nosso país. É pena!!!

  4. Este corporativismo é vergonhoso. O governo tem de intervir nesta matéria de uma vez por todas. Somos o país da Europa que tem as consultas mais caras em PPC.

  5. Deve ser por isso que o meu médico de família é Cubano. Ou que uma parte da população nem sequer tem médico de familia. Ou que muitas vezes não se fazem operações porque não há anestesistas. Ou não há médicos ou há muita falta de organização.

    • “Ou não há médicos ou há muita falta de organização.”
      Ou estás a confundir o número de médicos em Portugal com numero de médicos no SNS…

  6. Bem visto!!
    O problema será o SNS estar completamente deficitário, pagar muito mal e exigir muito mais. Médicos haverão porém a trabalhar em clínicas privadas onde talvez ganhem um pouco mais condignamente.
    Não posso comentar mais a não ser dar a minha simples opinião pois não é a minha área.
    Mas falando de uma área que conheço, como a engenharia, curiosamente também se vê muitas notícias que fazem falta engenheiros e mão-de-obra especializada. Ora caríssimos, pensem em ganhar obras por preços realistas e não com orçamentos “só para ganhar ou não estar parado” mas já a saberem que estão a perder ainda nem a obra começada e a pagar em condições aos trabalhadores e quiçá os que saíram do país para procurar melhores salários voltarão….

  7. Parece que vão ter que engolir a Católica.
    Lá vão umas centenas de jovens estudar para a Republica Checa etc etc. e após a sua formação estão-se marimbando para a País, por lá ficam, por lá casam etc etc.

RESPONDER

Câmara de Lisboa arrisca multa de 80 milhões devido à partilha de dados

A Câmara Municipal de Lisboa (CML) terá cometido quatro violações à lei da Proteção de Dados, puníveis cada uma com uma coima até aos 20 milhões de euros. Em declarações ao jornal Público, Elsa Veloso, advogada …

Joanetes e ossos partidos. A moda dos sapatos pontiagudos teve um alto custo na Inglaterra medieval

A moda dos sapatos pontiagudos na Inglaterra medieval desencadeou uma onda de joanetes, que, por sua vez, levaram a que as pessoas caíssem e partissem ossos. O século XIV assistiu à chegada de uma abundância de …

Sir António Horta Osório. Português foi condecorado pela Rainha Isabel II

O gestor português do setor da banca foi condecorado, este sábado, pela Rainha Isabel II com o grau de cavaleiro da Ordem do Império britânico, passando a ter direito ao título de "Sir" antes do …

Época balnear abre este sábado na maioria das praias (mas com regras)

A época balnear abre oficialmente este sábado na grande maioria das praias portuguesas, sujeitas pelo segundo ano consecutivo a regras para prevenção, contenção e mitigação da transmissão da infeção por covid-19. Segundo uma portaria publicada em …

Pessoas com pupilas grandes são mais inteligentes

O tamanho das nossas pupilas diz mais sobre nós do que imaginávamos. Cientistas descobriram que há uma surpreendente correlação entre o tamanho inicial da pupila e a inteligência fluida. Um novo estudo sugere que o tamanho …

EUA retiram milhões de doses da vacina Johnson & Johnson de circulação

A agência norte-americana do medicamento (FDA) mandou descartar milhões de vacinas Johnson & Johnson contra a covid-19 após problemas detetados na fábrica em Baltimore, divulgaram vários órgãos de comunicação social. Apesar da decisão, dois lotes daquela …

Copa América (também) vai começar. E há tanto por explicar...

O pré-Brasil, o Brasil, o coronavírus, o formato do torneio e a qualificação para o Mundial. Muitos protestos à volta da 47.ª edição da Copa América. As atenções na Europa concentram-se no Euro 2020 mas, no …

Daniela Braga, CEO da DefinedCrowd, IA - Inteligência Artificial

Há uma portuguesa na Task Force de Biden para impulsionar a IA e a "prosperidade" dos EUA

A empresária e investigadora portuguesa Daniela Braga, líder da startup DefinedCrowd, é um dos nomes de elite da Task Force Nacional de Pesquisa em Inteligência Artificial que foi criada pela administração de Joe Biden, presidente …

Apagar as luzes pode ajudar a salvar pássaros

Todas as noites, durante as temporadas de migração de primavera e outono, milhares de pássaros morrem ao colidir com as janelas iluminadas dos edifícios. As luzes acesas podem ser muito perigosas para as aves migratórias. Um …

Pela primeira vez, um sensor quântico modelar detetou um sinal cerebral

Uma equipa de cientistas da Universidade de Sussex construiu, pela primeira vez, um sensor cerebral quântico modular e usou-o para registar um sinal cerebral. Este é um marco importante para todos os investigadores que trabalham com …