Facebook vai ter botão para apagar histórico de navegação

(dr)

O Facebook anunciou na terça-feira que vai criar uma espécie de botão para esvaziar o histórico do utilizador fora da plataforma da rede social.

Mark Zuckerberg, o criador da rede social, anunciou na sua página pessoal que na conferência F8, destinada aos programadores, que iria “discutir um novo controlo de privacidade que estamos a desenvolver chamado ‘Limpar Histórico‘”.

“Nos browsers de internet, há uma forma simples de apagar os cookies – pedaços de informação guardados pelos sites no dispositivo do utilizador – e o histórico”, escreveu. O facebook vai levar a cabo uma atualização que permitirá trazer esta ideia para a rede social, segundo o ECO.

“Quando lançarmos a atualização, poderá ver informação sobre as aplicações e os sites com os quais interagiu, e poderá apagar essa informação da sua conta. Também terá a opção de desligar a recolha dessa informação na sua conta”, avançou o gestor.

Today at our F8 conference I'm going to discuss a new privacy control we're building called "Clear History". In your…

Publicado por Mark Zuckerberg em Terça-feira, 1 de Maio de 2018

No entanto, o CEO da rede social avança que, ao eliminar as informações da rede social, a experiência no Facebook terá alguns entraves, na medida em que “o Facebook não será tão bom enquanto vai reaprendendo as preferências” do utilizador.

De qualquer das formas, Zuckerberg diz acreditar que é importante que seja dada aos utilizadores do Facebook a possibilidade de escolher apagar ou manter as informações em causa nas respetivas contas.

A medida surge depois de ser revelado que a Cambridge Analytica terá usado indevidamente dados de 87 milhões de utilizadores em todo o mundo, pelo que Mark Zuckerberg tornou as melhorias nos controlos da privacidade a sua prioridade.

Zuckerberg termina a mensagem de terça-feira com uma confissão: “Uma coisa que eu aprendi da experiência de testemunhar no Congresso é que eu não tenho respostas suficientemente claras para algumas questões sobre os dados. Estamos a trabalhar para que esses controlos sejam mais fáceis e teremos novidades em breve”, garantiu.

ZAP //

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Foi preciso apanhar um grande susto para abrir os olhos.
    As pessoas não imaginam até que ponto o FB/Messenger guardam informações privadas, que são difíceis de apagar.
    E continuam a pedir o número de telemóvel (dizem, por questões de segurança !!) e depois fornecem esse número a empresas piratas que provocam débitos nas operadoras onde o telemóvel está registado.
    Para mais informação, pesquise com a chave “Zigzagfone”, que é o exemplo duma empresa pirata.

    • “As pessoas não imaginam até que ponto o FB/Messenger guardam informações privadas, que são difíceis de apagar.” Essas informações, NUNCA serão apagadas! Até poderão dizer que foram, mas estão a mentir. O que vai para a internet FICA na internet!… PARA SEMPRE!!!

  2. Será que ainda não sabem que TUDO quanto está na internet NUNCA desaparece? Nãó adianta um “apagar de histórico”!

RESPONDER

Pássaros de São Francisco aprenderam uma nova (e mais complexa) melodia durante a pandemia

Uma nova investigação científica relata que os pardais-de-coroa-branca de São Francisco, ave que vive nas zonas urbanas e rurais da cidade norte-americana, aprenderam uma nova e mais complexa melodia durante a pandemia. De acordo com …

Enorme espinha dorsal de tubarão-branco dá à costa em Massachusetts depois de uma tempestade

A espinha dorsal que se acredita pertencer a um espécime de tubarão-branco (Carcharodon carcharias) deu à costa numa praia em Massachusetts, nos Estados Unidos, depois de uma tempestade ter atingido a região. A espinha foi encontrada …

A China está a tornar-se o país com maior influência na ONU

Há dez anos, a China começou uma operação que lhe tem vindo a garantir mais influência nas Nações Unidas. Agora, o poder que possui na organização mundial protege o país asiático do escrutínio internacional. De acordo …

Uma droga pode tratar o nanismo (mas há quem defenda o "orgulho anão")

Um estudo vem agora revelar que uma droga pode tratar o nanismo. Porém, a possibilidade de haver um tratamento para esta condição clínica não é consensual. Um novo estudo, financiado pela BioMarin Pharmaceutical e publicado no …

Meghan Markle perde batalha judicial. Em causa está carta que enviou ao pai (divulgada por jornal britânico)

Depois de no passado mês de agosto, Meghan Marke vencer uma batalha judicial contra o Mail on Sunday, desta vez a Duquesa de Sussex não pode festejar mais uma vitória. A norte-americana perdeu a última …

Após acidente, robô-piloto voltou a levantar voo (e pilotou avião durante 2 horas)

O ROBOpilot, um piloto robótico não tripulado, levantou voo pela primeira vez no ano passado, mas sofreu danos durante um dos seus voos. Agora, está apto para voar novamente. No ano passado, um acidente forçou o Laboratório …

David Attenborough bateu um recorde mundial no Instagram (e destronou Jennifer Aniston)

O naturalista britânico David Attenborough destronou a atriz norte-americana Jennifer Aniston e tornou-se a pessoa a alcançar mais rapidamente um milhão de seguidores no Instagram, segundo os números do Guinness. David Attenborough, de 94 anos, …

Indonésia planeia atração turística com dragões de Komodo ao estilo de Jurassic Park

A Indonésia planeia construir uma atração ao estilo da saga Jurassic Park para que os turistas possam ver os famosos dragões de Komodo. De acordo com a revista Vice, em causa está uma proposta de …

Daniel Alves: uma camisola origina duas controvérsias

Internacional brasileiro vai defrontar o River Plate e apareceu com uma camisola do Boca Juniors. Poderá ter quebrado as regras da Conmebol. River Plate e São Paulo vão entrar em campo na próxima madrugada, para um …

Japão declara guerra aos fax (e quer acabar com o tradicional carimbo Hanko)

Depois de ser escolhido como ministro da reforma administrativa, o primeiro-ministro Taro Kono não perdeu muito tempo a travar uma guerra contra os emblemas da burocracia japonesa. De acordo com o Japan Times, na sexta-feira passada, …