Uma falha de sistema (ou simples erro humano) pode provocar uma Guerra Nuclear

O ex-secretário da Defesa dos Estados Unidos, William Perry, nomeia os perigos que existem no mundo moderno e indica fatores que podem provocar a guerra nuclear.

O início de uma guerra nuclear pode ser provocado tanto por fator humano, como por mau funcionamento de sistemas de alerta antimíssil, acredita o ex-secretário da Defesa dos Estados Unidos, William Perry, no âmbito do International Luxembourg Forum on Preventing a Nuclear Catastrophe, que decorreu esta segunda-feira em Paris.

“No mundo moderno, o perigo de catástrofe nuclear está no seu nível mais elevado desde os tempos da Guerra Fria”, disse o antigo secretário de estado, citado pelo Express.

“Uma das razões que pode provocar um conflito nuclear pode ser um erro humano ou um possível mau funcionamento de sistemas de alerta antimíssil que estão ao dispor dos EUA e da Rússia”, explicou Perry.

Segundo o ex-secretário da Defesa, nos anos da Guerra Fria, houve três incidentes semelhantes. William Perry recordou os eventos que ocorreram nos EUA em 1979 e na União Soviética em 1983.

Nos Estados Unidos, em 1979 foi detectado o lançamento simultâneo de 200 mísseis balísticos intercontinentais russos – ou que tinha havido um erro do sistema. Mais tarde revelou-se que o sistema estava a funcionar sem problemas, e que tinha havido um erro do operador.

“Naquele dia, só graças ao então presidente Jimmy Carter , que decidiu não lançar mísseis americanos em contra-ataque, se conseguiu evitar o início da guerra nuclear. E  foram precisos cerca de dez minutos tomar a decisão“, sublinhou.

Um caso semelhante ocorreu na União Soviética em 1983, mas a catástrofe também foi evitada, recordou Perry, numa referência ao oficial soviético Stanislav Petrov, recentemente falecido, que impediu uma crise nuclear e a provável Terceira Guerra Mundial que recebeu um alerta do Sistema de Vigilância Nuclear soviético – e decidiu ignorá-lo.

Considerando o perigo que existia e continua a existir, Perry expressou uma “profunda preocupação” com as relações atuais entre os EUA e a Rússia. Na sua opinião, Washington tem mais responsabilidade pela escalada de tensões nessas relações.

No entanto, Perry está preocupado com as “ações da Rússia nessa área”. “A Rússia é o único país capaz de causar danos aos EUA. Será que nos esquecemos das despesas da corrida ao armamento na esfera nuclear?”

Entretanto, o ex-secretário da Defesa dos Estados Unidos especificou três novas ameaças ligadas à proliferação de armamento nuclear, que não na Guerra Fria: a possibilidade de uma guerra nuclear regional entre a Índia e o Paquistão, o terrorismo nuclear, e um conflito nuclear com participação da Coreia do Norte.

RESPONDER

Governo de Passos investigado por suspeitas de corrupção no projecto do TGV

O Ministério Público está a investigar eventuais crimes de corrupção durante o Governo de Passos Coelho, visando em concreto o ex-secretário de Estado Sérgio Monteiro e o projecto do TGV. O Público avança que um dos …

Governo espanhol admite suspender autonomia da Catalunha

A vice-presidente do Governo espanhol confirmou, esta quarta-feira, que Madrid admite suspender totalmente ou parcialmente a autonomia da Catalunha se os dirigentes separatistas não renunciarem à declaração de independência, num prazo de 24 horas. "Carles Puigdemont …

Armamento roubado em Tancos encontrado na Chamusca

A Polícia Judiciária Militar informou, esta quarta-feira, que encontrou na zona da Chamusca, distrito de Santarém, o material de guerra roubado dos Paióis Nacionais de Tancos. Segundo o Público, a Polícia Judiciária Militar (PJM) fez uma …

Arquivos secretos sobre o assassinato de Kennedy estão nas mãos de Trump

O maior mistério no imaginário popular da história recente dos Estados Unidos é quem foi o verdadeiro culpado pelo assassinato do ex-presidente John F. Kennedy, uma incógnita com inúmeras dúvidas que podem ser esclarecidas com …

Açúcar estimula o crescimento de tumores malignos

Uma equipa de cientistas descobriu, num estudo realizado durante nove anos, que o consumo de açúcar por doentes oncológicos ativa as células do cancro e estimula o crescimento de tumores. A ligação entre o açúcar e …

Ministra da Administração Interna exigiu demissão e Costa aceitou

António Costa aceitou esta quarta-feira a demissão da ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa. Constança Urbano de Sousa apresentou na noite desta terça-feira a sua demissão ao primeiro ministro António Costa que, numa nota …

Os africanos tiveram antepassados de pele clara

Segundo um novo estudo, as teorias científicas que diziam que os hominídeos só começaram a ter pele clara quando saíram de África estão erradas. Uma equipa de geneticistas da Universidade da Pensilvânia, em Filadélfia, nos EUA, …

Misteriosos "portões" antigos descobertos na Arábia Saudita

A descoberta de 400 estruturas de pedra antigas, na Arábia Saudita, está a intrigar os arqueólogos que ainda não conseguiram determinar de quando datam, nem para que foram construídas ou que fim tiveram. Estas estruturas de …

Propulsor elétrico da NASA bate recordes e pode levar-nos a Marte

Um propulsor que está a ser desenvolvido para uma futura missão da NASA para Marte quebrou vários recordes durante os testes, sugerindo que a tecnologia está no caminho para levar os humanos ao planeta vermelho …

Marcelo dá "última oportunidade" a Costa (com peso na consciência e no mandato)

Naquele que já foi considerado o discurso mais duro do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa ameaçou "usar todos os poderes" contra a "fragilidade do Estado". Em Oliveira do Hospital, local que escolheu para …