Ex-presidente da Relação permitiu que Rangel e Galante não fossem acusados por violação de segredo

António Pedro Santos / Lusa

O juíz desembargador Rui Rangel

Orlando Nascimento impediu que Rui Rangel e Fátima Galante fossem acusados por violação do segredo de funcionário. O ex-presidente do Tribunal da Relação de Lisboa optou por não apresentar queixa contra os dois quando o Ministério Público o informou de que os dois magistrados partilhavam informações sobre processos. Contudo, ambos estão acusados de abuso de poder.

De acordo com o Público, em setembro de 2018, Orlando Nascimento foi avisado pelo Ministério Público para o facto de Fátima Galante, ex-mulher de Rui Rangel, lhe redigir ou colaborar nos acórdãos.

Ainda assim, o magistrado não apresentou queixa por violação do segredo de funcionário, uma condição necessária para dar andamento ao processo.

Na acusação da Operação Lex, o Ministério Público explica por que não pode acusar os dois magistrados, citando a resposta do então presidente da Relação: “Não vemos, neste momento, a configuração verosimilhante de ilícito penal pelo que este tribunal deva fazer participação criminal contra qualquer dos Exmos. Juízes Desembargadores em causa”, diz o Público.

Desta forma o Ministério Público determinou que o caso deveria ser arquivado, deixando impunes Rui Rangel e Fátima Galante. Segundo o Público, o MP referiu que “não foi exercido o direito de queixa, que é, neste tipo de crime, essencial por ser condição de procedibilidade da ação penal”, ou seja, este tipo de crime depende de queixa para ser investigado, mas como esta acabou por não avançar, o Ministério Público não conseguiu prosseguir com a investigação.

Segundo o jornal Público, a acusação contabiliza mais de 300 decisões de Rangel que, entre 2008 e 2018, foram realizadas por terceiros, com base em centenas de e-mails encontrados durante a investigação. Fátima Galante terá escrito ou corrigido mais de 290 acórdãos.

Segundo Ministério Público, estes arguidos “lesavam a autoridade e credibilidade do poder jurisdicional”, provocando “um prejuízo irreparável no sistema de justiça português”.

ZAP //

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. Esse senhor era muito amigo do 44. Para quando uma investigação a sério na justiça que permita analisar o comportamento deste senhor, do anterior PGR e sua equipa e por aí fora?

  2. Portugueses, estamos todos lixados, se fosse um trolha estava Fooodo, eu sou contra o terrorismo, mas as vezes começo a pensar na eta espanhola.

  3. Segundo o ilustre procurador, não havia motivo para participação criminal relativamente ao comportamento deste casal de ex.mos juízes desembargadores e, penso eu, por parte das pessoas que com eles trabalhavam também não. Será a este encobrimento de crimes que se chama corporativismo? Espero que não,prefiro pensar que é simples distração!!

RESPONDER

Responsável pelo RGPD demitido por Medina trabalhava há 33 anos na Câmara de Lisboa

O encarregado de proteção de dados da Câmara Municipal de Lisboa, que o presidente Fernando Medina exonerou devido à polémica da partilha de dados de ativistas com a embaixada da Rússia, trabalhava na autarquia há …

Portugal quase a entrar na "zona vermelha de risco". Variante Delta prevalece em Lisboa e Vale do Tejo

A região de Lisboa está sobre pressão há algumas semanas, mas o resto do país também está prestes a entrar numa situação epidemiológica menos boa. A incidência nacional encontra-se próxima dos 120 casos por 100 …

Pandemia continua a "empurrar" reclusos para fora das grades. Já saíram 2850

As cadeias portuguesas continuam a soltar reclusos que ainda não cumpriram toda a pena, numa altura em que não existem praticamente casos de infecção por covid-19 no sistema prisional. O regime especial de perdão das penas, …

Condutor de carrinha atropela participantes em desfile LGBT (e faz um morto)

O condutor de uma carrinha atropelou pessoas que desfilavam numa marcha de "orgulho gay" em Wilton Manors, perto de Fort Lauderdale na Florida, causando pelo menos um morto e ferindo outra. As autoridades estão ainda a …

Descoberta "pequena Pompeia" no sótão de um antigo cinema em Verona

Arqueólogos descobriram uma "Pompeia em miniatura" no sótão de um antigo cinema no centro histórico da cidade italiana de Verona. Segundo a agência italiana Ansa, autoridades da Superintendência de Arqueologia, Belas Artes e Paisagismo de Verona, …

Colapso de escola na Bélgica matou afinal quatro portugueses

As autoridades belgas confirmaram este domingo a morte de cinco pessoas, entre as quais quatro portugueses, no desabamento de uma escola em obras na cidade de Antuérpia. No balanço de sábado, as autoridades belgas registaram mais …

Chega e IL dizem que cerco na AML é "inconstitucional". Ventura recorre ao Supremo Tribunal Administrativo

André Ventura, líder do Chega, contestou a decisão do Governo de limitar a circulação na AML. Considerando que a medida é inconstitucional, entregou uma "Intimação para proteção de direitos, liberdade e garantias" no Supremo Tribunal …

Há 50 mil anos, humanos e neandertais relacionaram-se no deserto de Negev

Uma recente descoberta no deserto do Negev, no centro de Israel, revelou detalhes importantes sobre o desenvolvimento da cultura humana na região, de acordo com um novo estudo publicado na revista PNAS. Por toda a Ásia, …

Costa reeleito líder do PS com 94% dos votos aponta a vitória nas autárquicas

António Costa foi reeleito no sábado secretário-geral do PS, com 94% dos votos, para um novo mandato de dois anos, de acordo com resultados provisórios divulgados hoje pela Comissão Organizadora do Congresso (COC) do PS. O …

"Pessoas como nós". Presidente da República alerta contra indiferença no Dia Mundial do Refugiado

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, alertou contra a indiferença e os "discursos oportunistas" numa mensagem alusiva ao Dia Mundial do Refugiado, que hoje se assinala. “Este ano sob o mote ‘Juntos cuidamos, aprendemos …