Ex-presidente da CGD entregou declarações de rendimentos, mas com respostas em branco

João Carvalho / wikimedia

Edifício-sede da Caixa Geral de Depósitos, CGD

Edifício-sede da Caixa Geral de Depósitos, CGD

O anterior presidente da Caixa Geral de Depósitos, Carlos Santos Ferreira, entregou declarações de rendimentos no Tribunal Constitucional com resposta em branco, o que constitui uma irregularidade que poderá não ter tido quaisquer consequências para o visado.

O jornal Público apurou que Carlos Santos Ferreira “nunca declarou” ao Tribunal Constitucional (TC) os rendimentos que ganhou na Caixa Geral de Depósitos (CGD).

Uma notícia que surge a meio da polémica em torno da não entrega da mesma declaração por parte da actual administração da CGD.

O ex-presidente do banco público, cuja administração está associada a vários negócios ruinosos, entregou sempre as suas declarações de rendimentos e património, enquanto esteve no cargo, “mas só preencheu a parte relativa às remunerações quando iniciou funções, com ordenados que recebera antes de assumir o cargo”, aponta o citado diário.

Depois de assumir a presidência da CGD, Santos Ferreira não voltou a declarar os ordenados, nem nas declarações de renovação anuais, nem na de cessação de funções, conforme nota o Público.

Quando assumiu funções em Agosto de 2005, o ex-presidente da CGD declarou “306.364 euros de rendimentos em trabalho dependente em 2004, um veleiro, duas viaturas topo de gama e uma moto Suzuki, além de cinco imóveis”, diz o Público.

Mas nas renovações anuais que entregou não fez qualquer alteração a esses rendimentos, nem revelou os rendimentos auferidos quando deixou o cargo, em 2008.

Esta circunstância constitui uma irregularidade que deveria ter sido detectada e sancionada pelo TC e pela Procuradoria-Geral da República, mas o Público não conseguiu resposta de nenhum dos órgãos quanto a se houve ou não consequências pelas omissões de Santos Ferreira.

A administração da CGD durante a gestão de Santos Ferreira está envolvida em polémica, por causa de vários negócios que se revelaram desastrosos para o banco, nomeadamente no caso La Seda em que foram seguidas “orientações políticas”, estando em causa possíveis perdas de 900 milhões de euros.

ZAP

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Surpresa!!! Ou talvez não. Um caso com precedências. Então Carlos Ferreira faz o que faz e não há ninguém que faça nada? O que fez ele? Desrespeitou a lei. Foi penalizado? Não. E se fosse um iniciante de carreira? Era preso. Como é isto possivel? Uma investigação a este caso deverá ter caráter de urgência. E deve ser o Tribunal Constitucional a por-se em campo. Era a si que deveria ter sido entregue a declaração de rendimentos. Quem pactuou com este incumprimento?

  2. Se apertam com ele, ele conta o que sabe. Se ele conta o que sabe, vários políticos ficam em maus lençóis. Os políticos criticam da boca para fora, mas por trás da cortina ligam aos juízes a dizer que não apertarem com ele.

RESPONDER

Paços 0-2 Sporting | “Leão” competente estreia-se com triunfo

Após o adiamento do jogo da primeira jornada ante o Gil Vicente, devido a vários casos de Covid-19 nas duas equipas, o Sporting estreou-se na Liga NOS 2020/21 e não vacilou. Na visita ao Paços de …

Medicamentos para a tensão arterial diminuem mortalidade em doentes com covid-19

Um estudo de meta-análise concluiu que medicamentos para a tensão arterial, ao contrário do que se pensava, reduzem a mortalidade em pacientes com covid-19. No início da pandemia, havia a preocupação de que certos medicamentos para …

A ilha mais povoada do Hawai pode perder 40% das suas praias até 2050

A subida do nível das águas do mar pode fazer com que a ilha mais povoada do Havai perca 40% das suas praias, alerta uma nova investigação. Em causa está a ilha de Oahu, a …

Pela primeira vez em 10 anos, a Wikipédia vai mudar de aparência

A icónica Wikipédia vai, pela primeira vez em 10 anos, ser modificada para tornar o site mais acessível - e menos "assustador" - para novos utilizadores. A Wikipédia tem sido parte integrante da cultura da web …

Encontrados medicamentos ilegais em suplementos para o cérebro

Cientistas encontraram medicamentos ilegais, não aprovados nos Estados Unidos, em suplementos que alegadamente melhoram o desempenho cognitivo. Clareza mental, criatividade aprimorada e uma memória extremamente nítida são algumas das promessas feitas a quem compra suplementos de …

Voluntários oferecem-se para cumprir pena de jovem acusado de blasfémia

Num ato de solidariedade, 120 voluntários pediram para cumprir a pena de um jovem nigeriano condenado a 12 anos de prisão por blasfémia. Entre os voluntários está o diretor do Memorial de Auschwitz. Ao todo, 120 …

ADN ajuda a identificar assassino em série num dos mais infames casos da Austrália

Uma amostra de ADN ajudou a justiça australiana a considerar um homem como culpado pelo assassinato de duas mulheres na década de 1990, encerrando um caso que permaneceu sem solução durante quase 25 anos. Durante quase …

Mais 665 casos e nove mortes por covid-19 em Portugal

Portugal regista, este domingo, mais 665 novos casos positivos e nove mortes por covid-19, segundo boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Assim, desde o início da pandemia, Portugal conta com 73.604 infetados e 1.953 …

De guerreiros a anciões. Grupo étnico no Quénia faz cerimónia única de "transformação"

Milhares de homens Maasai vestidos com xales vermelhos e roxos e com as suas cabeças revestidas de ocre vermelho reuniram-se esta semana para uma cerimónia que os transforma de Moran (guerreiros) em Mzee (anciãos). De acordo …

Há 60 anos, Richard Nixon tricou uma sanduíche (e este homem guardou-a desde então)

Há 60 anos, o então vice-Presidente dos Estados Unidos, Richard Nixon, trincou uma sanduíche - e Steve Jenne, um homem que vive em Illinois, guardou-a os restos desde então. De acordo com o The New York …