Ex-ministro da Saúde questiona regulador no caso do bebé sem rosto em Setúbal

Tiago Petinga / Lusa

Antigo ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes

Adalberto Campos Fernandes diz que o caso do bebé com malformações graves dá motivos para questionar a utilidade da Entidade Reguladora da Saúde. Ordem dos Médicos está a agir “adequadamente”.

O antigo ministro da Saúde Adalberto Campos Fernandes teme que o caso do bebé que nasceu com malformações graves venha dar razão às “muitas pessoas” que põem em causa a utilidade pública da Entidade Reguladora da Saúde (ERS).

“Aquelas pessoas, e são muitas, que põem muito em dúvida a utilidade pública da ERS ganham com este episódio um acréscimo de razão. Porque pergunta-se o que é que a ERS faz no domínio da supervisão, monitorização e controlo da qualidade do exercício de entidades de direito privado”, afirmou em declarações à agência Lusa o ex-ministro da Saúde do governo PS, que é também médico.

No caso do bebé que nasceu em Setúbal com malformações graves, as ecografias realizadas pelo obstetra Artur Carvalho eram feitas numa clínica privada, em regime de convenção com o Estado. A questão sobre o papel da Entidade Reguladora da Saúde na supervisão e controlo de qualidade das unidades privadas é, para Adalberto Campos Fernandes, “uma pergunta a que a ERS deve responder”.

“Não quero crer que o tema lhe seja desconhecido ou indiferente. Houve episódios e circunstâncias relatadas anteriores. Não acredito que o desconheça (…) Há que ser feito algum exercício de autocrítica”, comentou à Lusa.

Sobre a atuação da Ordem dos Médicos, Adalberto Campos Fernandes afirma que nunca acompanhará quem “desvaloriza as instituições” com competências delegadas pelo Estado, porque isso seria “minar a confiança dos cidadãos” no próprio Estado. “Defendo a importância de instituições fortes e de ordens profissionais fortes que sejam respeitadas pelos cidadãos e que representem um elemento de confiança para os próprios profissionais”, afirmou o ex-ministro.

Campos Fernandes entende que o princípio da autorregulação das profissões que existe em Portugal é correto e que tem contribuído para a melhoria contínua da qualidade. “É muito fácil diabolizar as ordens e fazer exercícios de demagogia. Também não acompanho a ideia de ser fazer com as ordens uma espécie de combate político, acho isso profundamente errado”, referiu o antigo governante, que deixou a pasta da Saúde há cerca de um ano.

Aliás, o ex-ministro diz nunca ter encarado as ordens profissionais como suas opositoras: “Enquanto ministro, os meus opositores nunca estiveram nas ordens profissionais, estiveram no parlamento, foram os partidos da oposição. A política não se faz entre um ministro e um bastonário”.

Adalberto Fernandes entende que este caso do obstetra Artur Carvalho é um momento decisivo ou crucial para a Ordem dos Médicos, a quem cabe transmitir confiança e segurança. “Neste momento saltam sempre os arautos da demagogia que procuram aproveitar os incidentes para denegrir as instituições. Está nas mãos da Ordem contrariar isso, através de uma ação exemplar e eficaz. Acho que o bastonário está a ir no sentido correto”, comentou nas declarações à Lusa.

Para o ex-ministro, o bastonário dos Médicos, Miguel Guimarães, tem agido “adequadamente” e com ponderação, “dando a cara e sobretudo procurando fazer um exercício de tranquilidade junto das pessoas”.

Campos Fernandes frisa que o caso do bebé de Setúbal levanta preocupações às pessoas e gera “enorme perplexidade”, ficando os cidadãos chocados, mas também preocupados com “os mecanismos de controlo do sistema”. “É fundamental o país compreender que a confiança que o Estado depositada nas ordens profissionais é completamente justificada. E eu defendo isso”, concluiu.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Ex-agentes da DEA revelam detalhes da vida de Escobar na prisão que o próprio construiu

Dois dos agentes do DEA, que durante mais de um ano participaram na operação de captura de Pablo Escobar, revelaram alguns detalhes sobre a vida do narcotraficante e ex-líder do cartel de Medellín na prisão La …

Num jardim zoológico da Austrália, há concertos ao vivo (para entreter os elefantes)

https://vimeo.com/372400002 O jardim zoológico de Melbourne está a desenvolver um programa mundial de músicos para tocar para a sua multigeracional manada de elefantes asiáticos em perigo de extinção para que melhore a ligação entre os seis …

Montijo: ANA pede mais tempo para analisar medidas de mitigação ambiental

A ANA – Aeroportos de Portugal pediu à Agência Portuguesa do Ambiente (APA) uma prorrogação do prazo para analisar as medidas de mitigação propostas pela entidade na Declaração de Impacte Ambiental (DIA) do futuro aeroporto …

Sérgio Conceição ultrapassa número de jogos de José Mourinho

No jogo deste domingo, que o FC Porto acabou por vencer o Boavista com um golo solitário de Alex Telles, Sérgio Conceição cumpriu o seu 128.º jogo como treinador dos dragões - mais uma partida …

Governo australiano acusado de censurar livro sobre história de Timor-Leste

O Ministério dos Negócios Estrangeiros australiano está alegadamente a tentar censurar partes do primeiro de dois volumes da história de operações militares em Timor-Leste, o dedicado à Força Internacional para Timor-Leste (Interfet), segundo revelou a imprensa …

Norte-americanos acordaram com mensagens de texto estranhas nos seus telemóveis

Na passada quinta-feira, uma grande parte da população norte-americana recebeu mensagens estranhas e inexplicáveis, muitas das quais desconfortáveis e até preocupantes. Stephanie Bovee, uma norte-americana de 28 anos de Portland, no oeste dos Estados Unidos, acordou …

Pai que fugiu por 15 países com os dois filhos no ano passado encontrado pela PSP

O pai mudou 15 vezes de país com as crianças desde o verão passado sempre sem o consentimento da mãe e sem que a mãe tivesse qualquer notícia do paradeiro dos filhos, revela a PSP. A …

Daesh está a tentar criar um novo Estado islâmico nas Filipinas

Há dois anos que a bandeira negra do Daesh deixou de esvoaçar no topo de um edifício da cidade de Marawi, em Mindanau, no sul das Filipinas, e o Presidente, Rodrigo Duterte, declarou tê-lo derrotado. …

Operação Marquês. Ex-secretário de Estado de Passos Coelho chamado como testemunha

O juiz de instrução da Operação Marquês, Ivo Rosa, decidiu chamar o ex-secretário de Estado das Infraestruturas, Transportes e Comunicações Silva Monteiro como testemunha, avança a SIC Notícias. Segundo apurou a estação televisiva, o ex-governante …

Apple e Goldman Sachs acusados de terem criado cartão de crédito sexista

A Apple e o Goldman Sachs estão a ser acusados de terem lançado um cartão de crédito que discrimina os utilizadores em função do género. Um dos últimos a juntar ao rol de críticas ao Apple …