Ex-deputada do PCP Rita Rato escolhida para dirigir Museu do Aljube. Historiadores a académicos indignados

Tiago Petinga / Lusa

A deputada do PCP, Rita Rato, intervém durante o debate parlamentar

A ex-deputada comunista Rita Rato Fonseca foi escolhida para dirigir o Museu do Aljube Resistência e Liberdade, em Lisboa. Académicos e a Associação de Museologia mostram-se indignados com a escolha. 

A informação sobre a escolha foi avançada esta terça-feira pela agência Lusa através de uma Lusa fonte da Empresa de Gestão de Equipamentos e Animação Cultural (EGEAC).

Em comunicado de imprensa citado pela agência Lusa, a EGEAC recorda que, na sequência da reforma do diretor do Museu do Aljube, Luís Farinha, foi aberto, em abril, um processo de recrutamento para selecionar nova direção.

O procedimento contou com diversas candidaturas e resultou na seleção de Rita Rato Fonseca, “que se destacou pelo projeto apresentado e pelo desempenho nas entrevistas realizadas com o júri”, pode ler-se na mesma nota, que detalha ainda que a antiga deputada comunista iniciará funções a 1 de agosto.

A escolha, contudo, parece não agradar à comunidade académica e à própria Associação Portuguesa de Museologia, que questiona a experiência da antiga deputada.

De acordo com o semanário Expresso, há vários académicos, historiadores e investigadores que questionam os critérios que levaram à escolha de Rita Rato, recordando que o perfil da antiga deputada não corresponde ao que tinha sido descrito e pedido para o concurso.

Muito destes críticos são pessoas que concorreram com Rita Rato para o cargo.

O jornal Observador elenca que Irene Pimentel, António Araújo e Miguel Soromenho foram alguns dos historiadores que se insurgiram contra a escolha do EGEAC, apontando também a falta de currículo e experiência da deputada na área.

Também a Associação Portuguesa de Museologia apresenta dúvidas quanto à nomeação, dando conta ao semanário Expresso, através do seu presidente, João Neto, que “vai pedir uma consulta dos projetos” para ver “de que forma se evidencia” o de Rita Rato.

“Os processos concursais são exímios na defesa do trabalho dos museus e dos seus profissionais. Não vejo é nenhum discurso curricular e experiência profissional por parte da Rita Rato que encaixe nos requisitos exigidos”, critica.

Formação em Ciência Política

No anúncio para o cargo, publicado a 29 abril, a EGEAC pedia um candidato om “formação superior adequada à função (preferencialmente na área de história política e cultural contemporânea)”, mas também “experiência em funções similares (preferencialmente na área dos museus)” e “experiência em programação e produção de exposições”.

Rita Rato não tem uma formação nesta linha, sendo licenciada em Ciência Política e Relações Internacionais pela Universidade Nova de Lisboa, recorda o Expresso, apontando esta como uma das causas que motivou indignação.

Ao mesmo jornal, a presidente do Conselho de Administração da EGEAC, Joana Cardoso, diz que Rita Rato se distinguiu por ter defendido “uma visão integrada para o museu, incluindo uma proposta de programação relacionada com temáticas de liberdades contemporâneas, como políticas de género e de desigualdade social e étnica, e destacou-se numa segunda ronda de entrevistas nessa abordagem múltipla”.

Contudo, este “projeto” não era mencionado nos critérios da EGEAC.

Joana Cardoso diz ainda que a equipa do conta já com uma “sólida formação académica e científica que continuará a apoiar a nova direção, assim como o Conselho Consultivo do Museu, do qual fará parte Luís Farinha”, pelo que Rita Rato terá respaldo nesse sentido.

Quanto às críticas associadas ao facto de Rita Rato ser militante comunista e antiga deputada do PCP, acrescenta: “O Museu do Aljube, tal como a EGEAC, é uma instituição plural onde convivem as mais diversas correntes políticas”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Começam a aparecer as facturas de quatro anos de geringonça. Primeiro foi o 25 de Abril, depois o 1.º de Maio. Não faltou o assobiar para o lado nas manif’s anti-racismo e, agora esta é apenas mais uma parcela da factura do apoio comunista ao governo socialista…

  2. Pois aquilo vai-se transformar numa sede de propaganda comunista, até poderá ser que a dita senhora tenha coragem de levar até lá os muitos Aljubes que a comunada tem utilizado ao longo dos anos e os quais são responsáveis por largos milhões de vidas perdidas e massacradas e aí sim, passará de um Aljubezinho para se tornar num museu a nível mundial e certamente digno da visita de milhões de cidadãos.

  3. E o Museu Salazar, em Santa Comba Dão, já escolheram quem o vai dirigir? É que o Salazar foi mil vezes mais importante para o país do que essas corjas que passaram pelo Aljube.

  4. Isto são as pagas sub-repticías de Costa, para pagar a rua reabilitação política, depois de estar politicamente quase morto, com as suas três derrotas eleitorais (iniciais).

  5. “…Rita Rato se distinguiu por ter defendido “uma visão integrada para o museu, incluindo uma proposta de programação relacionada com temáticas de liberdades contemporâneas, como políticas de género e de desigualdade social e étnica, e destacou-se numa segunda ronda de entrevistas nessa abordagem múltipla”.” Ou seja, não sabe o que é suposto fazer, e ser o Museu do Aljube ou outro tacho é totalmente indiferente, é apenas para fazer tábua rasa e uma plataforma para debitar a cartilha.

RESPONDER

A Lua pintou-se de vermelho na Argentina (e a causa não é propriamente boa)

Uma estranha lua com tons avermelhados pintou o céu da Argentina. O fenómeno misterioso encheu as redes sociais de fotografias e teorias. Em diferentes regiões da Argentina, várias pessoas puderam apreciar, nas últimas noites, a Lua …

Aeronave autónoma é uma alternativa acessível aos satélites (e já fez o seu primeiro voo)

A empresa Swift Engineering, em parceria com o Ames Research Center, da NASA, desenvolveu uma alternativa acessível aos satélites: uma aeronave autónoma de alta altitude e longa resistência. Já nasceu a alternativa acessível aos satélites: chama-se …

Reservas naturais chinesas salvaram os pandas da extinção (mas "esqueceram-se" dos leopardos)

Uma nova investigação revela que os esforços da China para salvar os pandas gigantes foram bem sucedidos, mas os mesmos falharam na proteção de outros animais que partilham o mesmo habitat, como é o caso …

Comunidade científica critica Trump por dizer que NASA estava "morta"

Na quarta-feira, o Presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, afirmou no Twitter que "a NASA estava fechada e morta" até que o próprio fez com que voltasse a funcionar, afirmação que gerou consternação na …

É "bastante provável" que chegue à Europa uma Cybertruck de menores dimensões

É "bastante provável" que uma Cybertruck de menores dimensões venha a ser produzida e chegue depois ao mercado europeu, revelou Elon Musk, CEO da Tesla, empresa que produz estas pickups elétricas. Questionado na rede social …

Mais seis mortos e 131 novos casos em Portugal nas últimas 24 horas

Portugal regista hoje mais seis mortos e 131 novos casos de infeção por covid-19 em relação a sábado, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde. O número de pessoas internadas é de 366, mais nove …

"Erro" do Instagram favoreceu conteúdo de Trump face ao de Biden

Um "erro" da rede social Instagram favoreceu durante dois meses o conteúdo gerado pela campanha de reeleição do atual Presidente norte-americano, Donald Trump, quando comparado com as publicações de Joe Biden, candidato democrata que está …

Fotografia partilhada nas redes sociais levou à suspensão de alunos nos Estados Unidos

Pelo menos dois alunos da North Paulding High School, no estado da Georgia, dizem ter sido suspensos depois de terem partilhado nas redes sociais uma fotografia na qual é possível ver um corredor da escola repleto …

Estado de Nova Iorque com mais mortes por Covid-19 do que França ou Espanha

Os Estados Unidos registaram 1.252 mortos e 63.913 infetados com o novo coronavírus nas últimas 24 horas, segundo uma contagem independente da Universidade Johns Hopkins. Os últimos números de casos e óbitos registados devido a Covid-19 …

Turistas voltam a viajar, mas optam pelo low-cost

Mesmo num contexto de pandemia mundial o desejo de ir de férias continua vivo. Os turistas voltaram a procurar voos, contudo as opções recaem em percursos de curta distância e mais económicos. Ao longo dos últimos …