Ex-amante (e testa de ferro) de Juan Carlos I revela os seus negócios secretos

A alemã Corinna zu Sayn-Wittgenstein, apontada como amante do Rei Juan Carlos I, foi apanhada a fazer várias denúncias contra o monarca, nomeadamente confessando que é sua testa-de-ferro e revelando que tem contas bancárias em paraísos fiscais.

As denúncias feitas por Corinna zu Sayn-Wittgenstein, uma filantropa alemã, foram apanhadas em escutas realizadas sem o seu conhecimento, em 2015, durante uma reunião que ela manteve com o ex-comissário da polícia espanhola José Villarejo Pérez, e com o empresário Juan Villalonga Navarro.

O jornal El Español divulgou algumas das revelações feitas por Corinna zu Sayn-Wittgenstein que contou, nomeadamente, que o ex-Rei de Espanha a usava como testa-de-ferro. “Não por gostar muito de mim, mas porque resido no Mónaco“, sustenta a mulher que terá sido amante de Juan Carlos entre 2006 e 2013.

A alemã refere que o facto de o Mónaco ter uma fiscalidade facilitada, nomeadamente em termos da isenção de declaração de bens, levou Juan Carlos a colocar várias propriedades no nome dela. O monarca estará, agora, a pressioná-la para transferir esses imóveis para o nome do primo dele, Álvaro de Orleans de Borbón.

Aleph / Wikimedia

Juan Carlos I de Espanha

Corinna também diz que o antigo Rei tem uma conta bancária num banco do Mónaco no nome deste primo, bem como outra na Suíça no nome do advogado Dante Canonica.

Este advogado trabalhou durante vários anos para Arturo Gianfranco Fasana, gestor suíço apanhado nos “Panama Papers” e condenado por tráfico de influências, fraude fiscal, associação criminosa e lavagem de dinheiro no chamado caso Gürtel.

Este caso judicial envolve uma gigantesca teia de corrupção política, com o Partido Popular no centro, e que já levou à condenação de 31 pessoas. Mas prosseguem em investigação vários inquéritos que podem levar ainda a mais condenações.

Corinna sublinha, na gravação divulgada pelo El Español, a ligação de figuras próximas de Juan Carlos a este caso Gürtel, em especial a uma conta criada na Suíça para movimentar “dinheiro sujo”. O próprio monarca terá recorrido a esta conta, usando o nome do primo, para efectuar pagamentos de voos privados para os EUA.

A alemã também diz que recebeu ameaças de morte do Director do Centro Nacional de Inteligência de Espanha, Félix Sanz Roldán, para não revelar o seu caso com Juan Carlos.

Esse terá sido o motivo que a levou a contactar o ex-comissário da polícia José Villarejo Pérez, recorrendo a Juan Villalonga Navarro, que já foi CEO na Credit Suisse First Boston e na Telefónica em Espanha, como intermediário.

Villarejo Pérez deveria chantagear a Casa Real Espanhola no âmbito do escândalo do relacionamento amoroso entre Juan Carlos e Corinna. O ex-comissário de polícia está detido desde 2017 por organização criminosa, suborno e branqueamento de capitais.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Já nada me espanta, desta realeza caquéctica e fedorenta. Em que o absolutismo ainda é reinante numa €uropa feudalizada.

  2. O dom, é algo que repugna ao mais elementar cidadão, a assistir ao desmoronamento do feudalismo, que ainda paira em algumas cabeças. Corruptos é cadeia porque nós cidadãos pagamos impostos e esta gentalha da realeza fazem o que querem e entendem. E depois tem a distinta lata vir a público com ares de heróis de um passado longínquo.

  3. Esta senhora é duma baixeza inerranável. Se o monarca fosse já falecido,a situação seria diferente. Assim ??!!

  4. Quer dizer com isto que a justiça de Madrid irá certamente actuar de igual forma como o está a fazer aos independentistas catalães e aqui certamente com razões mais justificadas e menos políticas.

  5. … apanhado nos Panamá papers… Condenação de 31 pessoas… Diz o texto. Em Portugal os Panamá papers o que deram? Audiências e lucro aos média?

RESPONDER

Britânicos precisarão de documento de identificação com fotografia para votar

Nas próximas eleições para o Parlamento britânico, daqui a três anos, só poderão votar eleitores que possuam documento de identificação com fotografia, medida que visa diminuir a fraude eleitoral e que deverá ser anunciada na …

Em 2018, a PJ estava "na penúria" e a "ponto de encerrar"

Com recados ao Governo, a Directora Nacional Adjunta da Polícia Judiciária (PJ), Luísa Proença, lamenta o desinvestimento que tem sido feito pelo poder político na força de autoridade e revela que em 2018, quando chegou …

José Seguro acusa líderes europeus de "matar lentamente" a Europa

O antigo líder socialista António José Seguro defendeu no domingo que a ambiguidade dos líderes políticos e a morosidade dos processos de decisão nas instituições da União Europeia (UE) estão "a matar, lentamente, a Europa". O …

Marcelo não se pronuncia sobre pedidos de demissão de Cabrita

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, recusou pronunciar-se sobre os pedidos de demissão de Eduardo Cabrita. Marcelo Rebelo de Sousa entende que os pedidos de demissão de ministros são "típicos da luta político-partidária" e …

TAP vai pedir a insolvência da Groundforce

Pedro Nuno Santos, ministro das Infraestruturas, disse esta segunda-feira aos representantes dos trabalhadores que a TAP vai avançar com um pedido de insolvência da Groundforce. A TAP anunciou esta segunda-feira que vai avançar, ainda hoje, com …

Ida de Luís Filipe Vieira para o Benfica "foi um pedido de várias instituições financeiras"

Luís Filipe Vieira diz que os bancos quiseram, no início dos anos 2000, que fosse para o SL Benfica devido à sua situação financeira, pois estavam interessados na sua viabilização. Aos deputados, o presidente das …

Alemanha autoriza vacina da Johnson & Johnson a menores de 60 anos

A Alemanha recomenda a vacina da Johnson & Johnson (Janssen) contra o novo coronavírus a partir dos 60 anos, mas permitirá o seu uso em pessoas abaixo desta idade após consulta médica e decisão pessoal. O …

Livatino é o primeiro juiz a ser beatificado. Foi morto pela máfia italiana

A Igreja Católica beatificou este domingo o juiz italiano Rosario Livatino, assassinado em 1990 pela máfia em Agrigento, na Sicília, Itália. Rosario Livatino, que hoje teria 69 anos, foi assassinado em 21 de setembro de 1990 …

Castelo do Drácula oferece vacinas contra a covid-19 aos visitantes

O castelo do Drácula, na Roménia, está a oferecer vacinas contra a covid-19 a todos os que o visitem. Nas ilhas Baleares, os turistas vão poder contar com um seguro de repatriamento. Segundo conta a BBC, …

Trabalho ilegal. Bloco propõe alteração à lei para criminalizar "toda a cadeia"

Catarina Martins anunciou, esta segunda-feira, que o Bloco de Esquerda quer alterar a lei de 2016 para garantir uma melhor fiscalização e condenação dos responsáveis pela exploração de trabalhadores em Portugal. Em Odemira, a coordenadora do …