Europol alerta para “repetidas ameaças” do Daesh a Portugal e a Espanha

El Mundo

Terrorista do Daesh ameaça a Península Ibérica, num vídeo publicado a 30 de janeiro

Terrorista do Daesh ameaça a Península Ibérica, num vídeo publicado a 30 de janeiro

A Europol destacou as “repetidas ameaças” do Daesh a Portugal e Espanha e considerou que ataques semelhantes aos de novembro, em Paris, podem ocorrer num “futuro próximo” na União Europeia.

No seu relatório anual sobre terrorismo na União Europeia (UE), divulgado esta quarta-feira, o serviço europeu de polícia referiu, no capítulo sobre terrorismo jihadista e o grupo extremista Estado Islâmico (EI), que a organização tem “repetidamente ameaçado a Península Ibérica e os membros da UE da coligação anti-EI nos seus vídeos de propaganda, fazendo referências específicas à Bélgica, França, Itália e Reino Unido“.

No parágrafo anterior, lê-se que os ataques de 13 de novembro, em Paris, que mataram 130 pessoas, introduziram uma tática para “causar mortes em massa“, ao combinar o uso de armas pequenas com dispositivos explosivos improvisados colocados em coletes suicidas.

“A forma como estes ataques foram preparados e perpetrados – planeados por repatriados, muito provavelmente a receber instruções da liderança do EI, incluindo o uso de recrutas locais para realizar os atentados – leva-nos à avaliação de que ataques semelhantes podem voltar a ser encenados na UE num futuro próximo”, refere o documento sobre a situação e tendência do terrorismo na União Europeia.

Entretanto, o Serviço de Informações de Segurança (SIS) confirmou ao Diário de Notícias que há ameaças do Daesh contra Portugal, mas no quadro geral da Península Ibérica.

O diretor do SIS, Neiva da Cruz , salienta que a “menção que o Daesh faz a Portugal tem sido, em regra, inserida no contexto da referência genérica de reivindicação do Al Andalus pela organização terrorista”.

Neiva da Cruz admite  que houve uma situação em que a ameaça foi direta, quando se registou uma “menção ao nosso país através da apresentação, num vídeo de difusão da mensagem jihadista, da bandeira nacional inserida no conjunto de bandeiras de países que integram a coligação contra o Daesh”.

Não há provas que atacante de Nice pertença ao ISIS

A Europol comunicou também não haver qualquer prova de que o atacante de Nice (França) seja um membro do grupo extremista, e que não há prova de envolvimento do EI noutros recentes atentados.

Numa nota divulgada esta quarta-feira sobre os quatro ataques terroristas perpetrados no espaço de um mês (Orlando, EUA, Magnanville e Nice, França e Würzburg, Alemanha), a Europol sublinhou as “dificuldades operacionais em detetar e desmantelar ataques de atores solitários“.

“Apesar de o EI ter reivindicado os últimos ataques, nenhum dos quatro parece ter sido planeado, com apoio logístico, ou diretamente executado pelo EI”, destaca a Europol.

Segundo a organização, existem indícios que os atacantes de Orlando, Magnanville e Würzburg sejam apoiantes dos radicais, mas o “seu envolvimento real com o grupo não pode ser estabelecido”.

O relatório refere que, “além disso, não há nenhuma prova que sugira que o atacante de Nice se considerava membro do EI. Foi relatada a sua radicalização num muito curto espaço de tempo e o seu consumo de propaganda jihadista nos dias anteriores ao ataque”.

“No caso de Würzburg, as notícias são da existência de uma bandeira feita à mão no quarto do agressor”, lê-se na nota, pelo que a Europol concluiu que, apesar da reivindicação dos ataques, a “filiação no grupo não é clara”.

O serviço policial também destacou as palavras usadas nas mensagens do EI sobre os ataques, notando que a agência A’maq argumentou ter recebido informações de fonte não identificada de que os ataques foram realizados por ‘soldados do Califado” ou por um “combatente do EI”.

“Isto em contraste com as reivindicações claras do EI de responsabilidade no ataque de novembro de Paris e de março de Bruxelas, ao dizer que os atacantes eram membros enviados para realizar os atentados”, indicou a Europol, referindo haver ligações religiosas e ideológicas nos ataques de solitários, mas não podem ser excluídos eventuais problemas de saúde mental.

Na passada quinta-feira, um homem atirou um camião contra uma multidão, em Nice, provocando pelo menos 84 mortos, enquanto em Würzburg, na segunda-feira, um jovem feriu cinco pessoas, num comboio com um machado.

A 12 junho, em Orlando, um homem matou 49 pessoas numa discoteca e um dia depois, em Magnanville, foram assassinados dois polícias.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Por cá o senhor Medina e companhia já estão a preparar-lhes uma nova mesquita para que sejam recebidos com todas as honras e se possam expandir mais à vontade.

RESPONDER

Pela primeira vez, os norte-americanos querem mais imigração - e não menos

Pela primeira vez, os norte-americanos querem ver aumentar a imigração no seu país, escreve o Business Insider citando uma sondagem da Gallup. De acordo com os números apresentados pelo jornal norte-americano, 34% dos cidadãos dos …

Porto 5-0 Belenenses | Segunda parte demolidora no Dragão

O FC Porto respondeu de forma categórica à vitória do Benfica sobre o Boavista por 3-1 na noite de sábado. Na recepção ao Belenenses, os “azuis-e-brancos” golearam por expressivos 5-0, com quatro golos a serem apontados …

Foi exposto o primeiro núcleo exoplanetário. Pode pertencer a gigante gasoso "planeta falhado"

Astrónomos da Universidade de Warwick descobriram o núcleo sobrevivente de um gigante gasoso em órbita de uma estrela distante, oferecendo uma visão sem precedentes do interior de um planeta. O núcleo, que é do mesmo tamanho …

As águas profundas provocam terramotos e tsunamis (e já se sabe como)

Uma nova investigação vincula diretamente o ciclo da água na Terra com a produtividade magmática e a atividade sísmica. A água (H2O) e outros elementos voláteis (como o CO2 e o enxofre) que circulam nas profundezas …

Cidade japonesa acaba de proibir a utilização de telemóveis enquanto se caminha

A cidade japonesa de Yamato acaba de aprovar uma proposta de lei que proíbe as pessoas de utilizarem telemóveis enquanto caminham. A cidade, localizada num subúrbio de Tóquio, entende que os telemóveis são um risco …

MIT apagou base de dados popular que ensinou IA a ser racista e sexista

O Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), nos Estados Unidos, viu-se obrigado apagar uma base de dados de treinamento de Inteligência Artifical (IA) depois de esta ensinar vários algoritmos a usar insultos racistas e sexistas. …

Escola Básica e fábrica de Paços de Ferreira encerradas, com nove casos positivos

A Escola Básica n.º 2 e a Fábrica de Lacados Abrelac, em Paços de Ferreira, Porto, foram encerradas após diagnosticados nove casos de covid-19 para “prevenção” e para “interromper as cadeias de transmissão”, disseram hoje …

Mais nove mortes e 328 casos confirmados em Portugal

Portugal regista hoje mais nove óbitos por covid-19, em relação a sábado, e mais 328 casos de infeção confirmados, dos quais 254 na região de Lisboa e Vale do Tejo, segundo os dados da Direção-Geral …

Cientistas criam miniatura de ondas de choque de supernovas (e quase desvendam um mistério)

Esta versão em miniatura das ondas de choque das supernovas pode ter ajudado os cientistas a chegar muito perto da resolução de um antigo mistério cósmico. Uma equipa de investigadores do Departamento de Energia do Centro …

Na Indonésia, são os recém-licenciados quem mais vai sofrer com o impacto económico da covid-19

A covid-19 continua a desacelerar a economia na Indonésia e pode causar graves impactos nos recém-licenciados que entram no mercado de trabalho pela primeira vez. Na Indonésia, o crescimento económico diminuiu para 2,97% durante o primeiro …