EUA retiram-se de tratado nuclear com a Rússia. Acordo perdurava desde a Guerra Fria

Heikki Saukkomaa / Lehtikuva Handout / EPA

O Presidente dos EUA, Donald Trump, e o seu homólogo russo, Vladimir Putin

Os Estados Unidos (EUA) retiram-se esta sexta-feira, formalmente, do tratado para a não proliferação de armas nucleares de alcance intermédio, assinado com a Rússia ainda durante a Guerra Fria.

Em causa está ao tratado de Forças Nucleares de Alcance Intermédio (conhecido pela sigla em inglês, INF), assinado em 1987 por Ronald Reagan e Mikhaïl Gorbachev. O acordo aboliu o desenvolvimento e uso de mísseis de alcance entre os 500 e os 5500 quilómetros, noticiou o Diário de Notícias (DN).

A retirada dos EUA deste acordo foi anunciada pelo Presidente norte-americano num comício, em outubro do ano passado, e reiterada no início deste ano, com a justificação de que a Rússia não estava a respeitar os termos do tratado.

Segundo o DN, em causa está a implantação, pelos russos, de um sistema de mísseis 9M729, que Washington diz ultrapassarem os 500 quilómetros, o que viola os termos do acordo de 1987.

Embora estas alegações tenham sido acompanhadas pela NATO e desmentidas por Moscovo, em fevereiro deste ano, Vladimir Putin anunciou também a suspensão do tratado pela Rússia.

“Vamos dar uma resposta simétrica [aos EUA]. Os nossos parceiros norte-americanos anunciaram que suspendem a sua participação no tratado. Pois nós também o faremos”, disse então Vladimir Putin.

Mikhail Gorbachev, que assinou o tratado em 1987 em nome da União Soviética, já veio dizer que esta decisão tornará a política internacional “imprevisível” e “caótica”.

Também o secretário-geral da ONU, António Guterres, veio apelar a que os dois países retomem negociações em torno deste tratado, que qualificou como um “freio inestimável” a uma guerra nuclear.

Afirmando que os analistas temem uma nova corrida às armas por parte da Rússia, dos EUA e a China, a BBC citou um analista militar russo, Pavel Felgenhauer, que afirma que agora que o tratado acabou, vamos ter o desenvolvimento e implantação de novas armas”. “A Rússia está pronta”, sublinhou.

Há cerca de um mês, o secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, já tinha afirmado à BBC que os mísseis russos constituem uma “clara violação” do tratado, têm capacidade nuclear, são extremamente móveis, de difícil deteção e podem atingir a Europa em minutos. “Isto é sério. O tratado INF foi uma pedra angular, durante décadas, no controlo de armas. E agora vemos o fim do tratado”, afirmou.

TP, ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Isto só volta a endiretar no mundo quando este apresentador de reality shows for corrido da Presidência e subsequentemente preso pelos crimes que cometeu. Bernie Sanders ou Tulsi Gabbard são o tipo de pessoas de que o mundo precisa. Não montes de esterco como o Trump.

    • Voce leu a noticia? Em pleno acordo, a Russia violou o mesmo criando misseis que violam o acordo. Trump apenas oficializou que se a Russia violou o acordo os Estados Unidos saíam dele.

  2. O Ámen vem a seguir pela Nato como não podia deixar de ser.
    Digam a verdade sobre este assunto:
    Então os acordos firmados em que os países que saíram da esfera da EX-União Soviética, não poderiam aderir á Nato não foram quebrados?.
    Tendo a Federação Russa bases da Nato nestes países a menos de 500 Km., não tem o direito de contrapor tal situação?
    Não é a Nato (países europeus) a primeira linha de defesa da USA?.
    Estes média que temos só servem para envenenar o Mundo, não esclarecendo os povos do que está em causa.

  3. Os russos fugiram ao cumprimento e andaram a fazer propaganda dos seus novos armamentos, portanto só uma resposta como esta poderiam esperar, a não ser que se imaginem donos disto tudo! Com tudo isto todos ficaremos a perder.

Poluição do ar leva Sarajevo a cancelar todos os eventos públicos

As autoridades bósnias consideram que a poluição na capital do país, Sarajevo, atingiu níveis perigosos nos últimos dias. Perante a densa nuvem de nevoeiro que paira na cidade, o governo regional decidiu cancelar todos os …

A banana colada à parede que custou 108 mil euros foi comida

A banana mais cara do mundo, presa a uma parede com fita adesiva, foi descascada e comida por um artista que visitava o stand da galeria Perrotin, na feira de arte contemporânea Art Basel, nos …

Empresas norte-americanas reforçam domínio na venda global de armas

O Instituto Internacional de Estudos de Paz de Estocolmo (SIPRI) revelou esta segunda-feira que as empresas norte-americanas aumentaram o domínio no comércio global de armas em 2018, para 59% do volume total entre as 100 …

Faltam medicamentos para doenças crónicas nas Farmácias (e ninguém sabe porquê)

Há medicamentos para doenças crónicas que estão, constantemente, em falta nas Farmácias Portuguesas. Uma situação preocupante, sobretudo para os pacientes que deles precisam, e que não tem uma explicação. A Associação Nacional de Farmácias está …

Mais de dois mil coalas mortos devido aos incêndios na Austrália

O presidente da Aliança das Florestas do Nordeste da Austrália disse que os incêndios florestais que deflagram no leste do país, desde o início de novembro, provocaram a morte a mais de dois mil coalas. O …

Regionalização sem referendo é “golpe de estado palaciano”

Luís Marques Mendes falou este domingo, no habitual espaço de comentário político na SIC, sobre a regionalização, os "tempos difíceis para a direita", Greta Thunberg e Joe Berardo. Houve ainda tempo para falar sobre o …

China diz que detidos em Xinjiang estão "formados" e "vivem felizes"

Um alto quadro do regime chinês afirmou, esta segunda-feira, que os membros de minorias étnicas chinesas de origem muçulmana mantidos em "centros de treino vocacional" no extremo oeste do país já se "formaram" e levam …

Greve geral volta a parar França. Filas de trânsito chegam aos 620 quilómetros

Os acessos a Paris estão, esta manhã, muito complicados devido ao quinto dia de greve contra a reforma das pensões e que afeta sobretudo a rede de transportes na capital francesa. De acordo com as autoridades, …

"Mário Centeno está a perder influência no Governo". Os (maus) sinais para o Orçamento de Estado 2020

A proposta de Orçamento do Estado para 2020 [OE 2020] vai ser apresentada daqui a uma semana e alguns economistas antecipam os riscos do documento, falando de uma "situação potencialmente perigosa para as contas públicas" …

Utilizadores russos do Reddit terão divulgado documentos comprometedores sobre o Brexit

A rede social Reddit anunciou ter concluído que utilizadores russos estiveram na origem da divulgação de documentos confidenciais do governo britânico sobre as negociações comerciais do Brexit. O Reddit anunciou, num comunicado citado pela Associated Press, …