EUA. Governo separa famílias de imigrantes ilegais e envia as crianças para antiga base militar

Twitter

Fort Sill abrigou cerca de 120 mil nipo-americanos. Agora, serão mantidas 1.400 crianças migrantes separadas dos pais

O internamento de nipo-americanos durante a Segunda Guerra Mundial sempre permaneceu uma mancha terrível nos livros de história dos Estados Unidos (EUA). Cerca 120 mil pessoas foram mantidas à força em várias dessas instalações entre 1942 e 1946, quando o país estava em guerra com o Japão.

Uma das mais infames bases militares utilizadas para esse “propósito escandaloso, paranóico e desumano”, segundo um artigo do All That’s Interesting (ATI), foi Fort Sill. Localizada a sudoeste da cidade de Oklahoma, esta base do Exército, com 150 anos, está agora pronta para ser reintegrada como um abrigo para o crescente número de imigrantes que entram ilegalmente nos EUA.

A Administração Trump escolheu oficialmente a base para ser usada como campo de internamento de 1.400 das 40.900 crianças detidas pelo Departamento de Saúde e Serviços Humanos até 30 de abril deste ano. O plano estabelecido é mantê-las nesse local até que as mesmas possam se reunir com um familiar adulto.

Enquanto a agência responsável alegou que a base será apenas usada “como um abrigo temporário de emergência”, os críticos da Administração Trump são céticos em acreditar nesta como uma solução de curto prazo, temendo que práticas como essa sejam de natureza mais permanente.

A declaração emitida pelo Departamento de Saúde e Serviços Humanos confundiu os especialistas, ao informar que já operam cerca de 168 instalações semelhantes em 23 estados do país.

A quantidade de imigrantes detidos registou um aumento alarmante de 57% em relação ao ano passado. Enquanto 2016 ainda mantém o recorde de todos os tempos, com 59.171 menores sob custódia, este ano o mesmo está a caminho de ser superado.

Segundo o ATI, embora essa prática “aparentemente nova e fascista” tenha chocado e enfurecido cidadãos em todo o país, o governo dos EUA tem estado envolvido na separação de crianças migrantes dos seus pais já há algum tempo.

A Administração Obama colocou quase oito mil crianças em várias bases em todo o Texas, Califórnia e Oklahoma em 2014 – incluindo a Fort Sill. Contudo, os números por si só certamente diferenciam uma administração da outra.

O Departamento de Saúde e Serviços Humanos disse que analisou outras duas bases militares antes de se estabelecer em Fort Sill. Em 2018, o Governo verificou numerosas instalações para abrigar imigrantes, mas decidiu não usá-las. No entanto, “tudo mudou muito rapidamente”, referiu o ATI.

De acordo com o Hill, a descrição de Fort Sill feita por prisioneiros japoneses na década de 1940 incluía torres de vigilância “equipadas com metralhadoras de 30 calibres, espingardas e holofotes”.

“Embora as condições que essas crianças migrantes experimentem possam ter um ou dois desses elementos, ser separado das suas famílias e trancado dentro de gaiolas pelo governo dos EUA é certamente uma experiência angustiante e traumática que nenhuma criança deveria sofrer”, lê-se no artigo.

No entanto, o Departamento de Saúde e Serviços Humanos garantiu que as crianças serão separadas da população geral do campo de internamento, e que serão supervisionadas pelos seus funcionários – e não por militares dos EUA.

“A visão geral dessa situação não é bonita”, notou o ATI, acrescentando que a Administração Trump “deixou bem claro que vê a imigração ilegal como uma das questões mais perigosas do seu reinado”, embora a detenção de crianças na fronteira esteja a atingir altos recordes. Várias já morreram como resultado de detenção forçada nos EUA.

TP, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas conseguiram manter tecido cerebral de cobaias vivo durante semanas

Cientistas japoneses conseguiram manter partes de tecido cerebral de cobaias vivas e viáveis durante 25 dias, isoladas numa cultura, graças a um novo método. De acordo com o Science Alert, a chave para o sucesso foi …

Arqueólogos descobrem 25 sítios que comprovam presença militar romana no Norte e na Galiza

Investigadores portugueses e galegos descobriram 25 novos sítios no Norte de Portugal e na Galiza que “comprovam arqueologicamente” a presença militar romana nos dois territórios, correspondendo a maioria dos locais a “acampamentos militares”, revelou hoje …

EUA poderão manter alguns efetivos na Síria para proteger poços de petróleo

Os EUA planeiam deixar alguns efetivos no nordeste da Síria para proteger instalações petrolíferas e garantir o combate contra um possível ressurgimento do grupo extremista Estado Islâmico (EI), disse hoje o secretário de Defesa dos …

Polícias realizam manifestação conjunta em Lisboa a 21 de novembro

Elementos da PSP e da GNR realizam a 21 de novembro, em Lisboa, uma manifestação conjunta para exigirem ao novo Governo "a resolução rápida" dos problemas que ficaram por resolver na anterior legislatura. Com o lema …

Sérvia punida por racismo no jogo com Portugal

A UEFA condenou nesta segunda-feira a Sérvia a disputar o próximo jogo da fase de qualificação para o Euro 2020 à porta fechada, por manifestações racistas na partida com Portugal, disputada em Belgrado, que terminou …

Juve Leo lança críticas à direção: Um clube sem rumo e que precisa de bodes expiatórios

Depois de o Sporting rescindir os protocolos com a Juventude Leonina e com o Diretivo Ultras XXI devido à "escalada de violência" recente, a Juve Leo reagiu em comunicado com duras críticas à direção de …

Um terço dos fogos deste ano tiveram como causa queima e queimadas

Um terço dos incêndios florestais registados este ano e investigados tiveram como causa queimadas e queimas, revela o último relatório do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF). O relatório provisório de incêndios rurais, …

De Nova Iorque a Sydney em 19 horas. Avião da Qantas bate recorde

O primeiro voo comercial direto entre as cidades de Nova Iorque e Sydney, com mais de 19 horas, terminou, este domingo, na cidade australiana. O teste realizado pela companhia aérea Qantas faz parte do Project Sunrise, …

Marcelo ficou "muito impressionado" pela destruição do furacão Lorenzo nos Açores

O Presidente da República visitou, este domingo, o porto das Lajes das Flores, que ficou destruído após a passagem do furacão Lorenzo pelos Açores, mostrando-se "muito impressionado" pela destruição "massiva". "Muito impressionado com aquilo que foi …

Sporting é o terceiro clube com mais jogadores da formação espalhados pela Europa

O Sporting é o terceiro clube com mais jogadores da sua formação a atuarem nas ligas europeias e o emblema português mais representado nas 'big 5', segundo o observatório de futebol do Centro Internacional de …