EUA desvalorizam desenvolvimento de novas armas nucleares na Rússia

(dv) USFK / 8TH US ARMY

O Pentágono desvalorizou hoje a afirmação do Presidente da Rússia, Vladimir Putin, sobre o desenvolvimento de uma nova série de armas nucleares, afirmando que a defesa antimíssil dos Estados Unidos está pronta para defender o país.

Vladimir Putin afirmou que Moscovo testou armas que não podem ser intercetadas e tornam a defesa de mísseis da NATO “inútil”.

“Não se trata de defesa, mas sim de dissuasão“, disse a porta-voz do Pentágono Dana White, acrescentando que o Departamento de Defesa não ficou surpreso com as reivindicações sobre novas armas.

Dana White referiu que as defesas de mísseis dos EUA não foram projetadas com o arsenal nuclear da Rússia em mente, e que Moscovo sabe esse facto “muito bem”.

“Precisamos de garantir que temos uma dissuasão nuclear credível, e estamos confiantes de que estamos preparados para defender a nossa nação”, defendeu.

Os Estados Unidos defendem que os sistemas de defesa de mísseis na Europa não visam Moscovo, pois estão projetados para defender contra ameaças do Irão e da Coreia do Norte.

Putin disse que as novas armas incluem um míssil de cruzeiro de energia nuclear, um drone subaquático de energia nuclear que poderia ser armado com uma ogiva nuclear e um míssil hipersónico que não tem equivalente no mundo.

As afirmações de Putin ocorrem apenas um mês depois de o governo de Donald Trump lançar uma nova política nuclear, que assumiu uma posição mais agressiva sobre a necessidade de dissuadir a Rússia.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Putin está sendo pressionado por militares russos para destinar mais verbas para defesa, ele é sensível às pressões, entre as lideranças dos grandes países do mundo ele é o único que foi eleito. Estados Unidos tem um sistema maluco de eleições, China tem partido único, India é influenciada por sistema de castas e O Brasil tem um golpista.

    • Claro que o Putin foi eleito – e será novamente enquanto ele quiser!!..
      Agora só falta explicares como é que funciona o sistema eleitoral/político na Rússia e o que acontece a quem tenta concorrer contra ele!…
      Sensível a pressões? O Putin?!
      Ahahahaaa!…
      Ele, além de ser o homem mais rico do mundo, é o homem mais poderoso do mundo, portanto, o Putin faz o que quer e o que lhe apetece na Rússia (e não só) – basta falar em patriotismo e na “grande Rússia”!!
      Ele não está “pressionado”, ele quer investir em armamento, precisamente para voltar a “grande Rússia” de outros tempos, só que com o dinheiro que ele (e os seus “amigos”) roubaram/roubam, a Rússia está falida e a qualidade de vida dos russos continua a piorar, portanto…
      De todos os países que referiste, o pior é mesmo a Rússia, pois um só homem (Putin) tem praticamente todo o poder concentrado em si – pior só mesmo a Coreia do Norte, onde não há qualquer oposição interna!!

  2. Uma coisa devia estar claríssima como água cristalina é o facto que o presidente russo, se promete cumpre, fala pouco e faz muito mais, ao contrário dos tagarelas dos nossos políticos ocidentais que falam muito, prometem muito e cumprem pouco e ainda nos vendem a banha da cobra.
    Bastou ver na Síria, avisou um dia, no dia seguinte já lá estava e expulsou a cambada de terroristas financiados e formados pela OTAN. Basta ver os miseráveis resultados desta OTAN no Afeganistão e Iraque, tudo destruído e os terroristas passeiam.
    Não percebo nada de armas nem pretendo entender mas duvido que as surpresas russas fiquem por aqui.
    Pena é os vassalos europeus ainda terem entendido que têm andado do lado dos terroristas e falhados.
    Mas um dia é certo que vão entender.

RESPONDER

Mexia não vai deixar que chineses interfiram no plano estratégico da EDP

O presidente da EDP, António Mexia, garantiu que não vai deixar que nenhum acionista impeça o desenvolvimento do plano estratégico da empresa, deixando o aviso à China Three Gorges. Em entrevista concedida ao Jornal Económico, António …

Impostos indiretos subiram com Governo de Costa e são já 55% da carga fiscal

Os impostos indiretos têm vindo a aumentar em Portugal. Dados da Direção-Geral do Orçamento mostram que o peso da tributação indireta no total da receita fiscal do subsector Estado, em 2018, ascendeu a 55,4%, o …

Espanha pode ficar isenta de cumprir caudais do rio Tejo por causa da falta de chuva

Os caudais do Tejo podem ficar ainda mais baixos dentro de semanas. Com a falta de chuva, Espanha deverá invocar a exceção prevista na Convenção de Albufeira para não libertar os valores mínimos de água …

Haaland tem cinco namoradas e meio mundo atrás dele (mas pode seguir o caminho da Red Bull)

Apesar do interesse de grandes clubes do futebol mundial, Haaland pode seguir o trilho da Red Bull e transferir-se para do Salzburg para o Leipzig. O norueguês é uma das maiores jovens promessas da atualidade. Erling …

PSD pondera propor fim dos debates quinzenais e torná-los mensais

O PSD está a ponderar apresentar uma proposta para acabar com os debates quinzenais com o primeiro-ministro e torná-los mensais. A proposta passa também pela substituição de um desses "duelos" atuais por um debate temático …

Segunda vítima mortal nos protestos de Hong Kong. Xi Jinping condena manifestações

O quarto dia consecutivo de protestos ficou marcado pela morte de um homem de 70 anos. Esta é a segunda vítima mortal desde o início das manifestações em Hong Kong. De acordo com a imprensa internacional, …

Governo prepara dois novos escalões de IRS para a classe média

O primeiro-ministro afirmou esta quinta-feira que o objetivo do Governo no próximo Orçamento é dar “um primeiro passo” para conferir uma maior progressividade no IRS e diminuir o peso deste imposto sobre os vencimentos da …

Dois procuradores do caso Tancos vão sair do DCIAP

Os procuradores Vítor Magalhães e João Valente, da equipa que investigou o caso Tancos, vão sair do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) no âmbito do movimento de magistrados do Ministério Público (MP), …

Cerca de 40% dos hospitais têm ruturas diárias de medicamentos

Os preços "excessivamente baixos dos medicamentos genéricos" são a causa mais importante identificada pelos hospitais para as ruturas de fornecimento. Quase 40% dos hospitais do Serviço Nacional de Saúde (SNS) indicam ter diariamente ruturas no fornecimento …

Secretário de Estado: despenalizações como a que absolveu o Benfica vão terminar. "Será inapelável"

João Paulo Rebelo assegurou que a entrada em vigor da lei de combate à violência no desporto evitará situações como a que levou à recente anulação do castigo imposto ao Benfica. O secretário de Estado da …