Farmácias receberam 19,4 milhões do Estado pela venda de genéricos

Entre janeiro de 2017 e março de 2019, o Estado pagou às farmácias 19,4 milhões de euros pela venda medicamentos genéricos, noticia o jornal Público.

De acordo com o diário, que avança os números nesta quarta-feira, o montante em causa está relacionado com o facto de o Governo ter criado um regime de incentivos de 35 cêntimos por cada embalagem de genéricos dispensada.

Com a medida, que entrou em vigor em 2017, o Serviço Nacional de Saúde (SNS) e os utentes pouparam com medicamentos genéricos, face aos de marca, 825,8 milhões – 401,5 milhões em 2017 e 424,3 milhões em 2018, segundo dados do Centro de Estudos e Avaliação em Saúde (Cefar) da Associação Nacional de farmácias (ANF).

Contudo, observa o matutino, a dispensa dos genéricos por parte das farmácias representou uma quebra de receitas de 52 milhões de euros em dois anos (25,5 milhões em 2017 e 26,5 milhões em 2018).

De acordo com os números do Cefar, os 19,4 milhões de euros pagos pelo Estado como incentivos cobrem apenas um terço desse esforço levado a cabo pelas farmácias.

A Associação Nacional de Farmácias considera que é necessário rever o modelo de apoio às farmácias. “O que se pretende é mudar de regime, compensando mais as farmácias com maior quota de genéricos e que mais contribuem para o crescimento do mercado”, disse Paulo Cleto Duarte, presidente da ANF, em declarações ao matutino.

Questionado pelo Público, o Infarmed disse não estar, para já, prevista qualquer renegociação do modelo de incentivo. Tendo em conta os dados apresentados e “a monitorização regular durante o período da implementação do regime do sistema de incentivos em curso, de acordo com a legislação atual, não foi desencadeado um processo de revisão do sistema em causa”.

A ANF recorda ainda que há 680 as farmácias que enfrentam processos de penhora e insolvência. Já em dezembro de 2017 Paulo Cleto Duarte, dizia que “este incentivo aos genéricos não é suficiente, mas é indispensável à sobrevivência de muitas farmácias”.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Consumo de vinho aumentou "acentuadamente" durante confinamento

Um estudo europeu divulgado esta segunda-feira concluiu que a frequência do consumo de vinho "aumentou acentuadamente" em Espanha, França, Itália e Portugal com o confinamento e que as principais fontes de abastecimento foram os supermercados …

João Félix lesiona-se a poucos dias do regresso da La Liga

João Félix contraiu uma lesão no ligamento lateral interno do joelho esquerdo durante um treino, informou esta segunda-feira o Atlético de Madrid. "João Félix sofreu uma entorse do ligamento colateral medial de baixo grau do joelho …

"Agiu com responsabilidade, legalidade e integridade". Boris Johnson segura assessor

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, apoiou este domingo o seu principal conselheiro, Dominic Cummings, acusado de violar as regras de confinamento impostas para combater a pandemia covid-19, assegurando que o assessor agiu legalmente e com …

Dieselgate. Volkswagen condenada a indemnizar cliente

A justiça alemã condenou hoje a Volkswagen a indemnizar em parte um cliente que comprou um automóvel equipado com um motor diesel falsificado, numa sentença que deve influenciar dezenas de milhares de processos cinco anos …

Caso prazo das moratórias não seja alargado "terão de ser criadas outras medidas extraordinárias"

Caso as "as moratórias dos créditos não forem prolongadas, ou o Governo ou a Assembleia da República terão de criar outras medidas extraordinárias para as apoiar", disse a coordenadora do Gabinete de Proteção Financeira (GPF) …

Santuário de Fátima retoma no sábado celebrações com presença de peregrinos

O Santuário de Fátima vai retomar as celebrações com a presença de peregrinos a partir de sábado, garantindo as condições de segurança para o maior número de pessoas. O Santuário de Fátima, no concelho de Ourém, …

Ex-ministro da Saúde da Bolívia em prisão preventiva por suspeitas de corrupção

O ex-ministro da Saúde da Bolívia foi detido, na semana passada, por suspeita de corrupção na compra de ventiladores. O ex-ministro da Saúde da Bolívia, detido na última semana por suspeita de corrupção na compra a …

OMS considera cada vez mais improvável segunda grande vaga

A diretora do departamento de Saúde Pública da Organização Mundial de Saúde (OMS) afirmou hoje que é "cada vez mais" improvável uma segunda grande vaga do novo coronavírus, mas aconselhou muita prudência. Em entrevista à rádio …

Açores reabrem creches e jardins de infância. Aulas de 11.º e 12.º também em São Miguel

As respostas sociais, encerradas devido à pandemia, reabrem esta segunda-feira no Pico, Faial, Terceira e São Jorge, e na ilha de São Miguel são retomadas as aulas dos 11.º e 12.º anos para alunos inscritos …

"Há muita gente a passar fome" no sector das Artes (alguns artistas receberam 50 euros de apoio)

Não vai haver condições para abrir muitas salas de espectáculos a 1 de Junho, como está permitido, alerta-se no sector das Artes, onde há "há muita gente a passar fome". Alguns artistas só conseguiram receber …