Esquerda alinha-se para avançar com crime de enriquecimento ilícito

Tiago Petinga / Lusa

O deputado do PCP António Filipe

A criação do crime de enriquecimento ilícito ou injustificado voltou a estar na ordem do dia devido ao caso Sócrates. A esquerda está pronta a dar as mãos para avançar.

Em declarações ao programa da Renascença “Em Nome da Lei”, o deputado do PCP António Filipe, considerou existir condições para aprovar a medida, porque nem o PSD e nem o CDS têm uma maioria que possa impor novamente a solução do enriquecimento ilícito, já chumbada duas vezes pelo Tribunal Constitucional.

Além disso, não existe uma maioria que possa inviabilizar a solução que está em cima da mesa.

“Há um elemento novo, que é haver condições para avançar, porque nem há uma maioria capaz de inviabilizar uma solução nem há uma maioria que esteja apostada em adotar uma solução manifestamente inconstitucional”, disse.

O Bloco de Esquerda também é da opinião que a questão está colocada sob o ângulo correto. Para o partido, não se trata de olhar para o património e presumir que é ilícito, mas impor ao titular de cargo público ou político o dever de o declarar e de fundamentar a sua origem.

O projeto de lei do PS prevê que o político que não declare os rendimentos e não justifique a sua origem incorra numa pena que pode ir até aos cinco anos de prisão e os bens ocultados são sujeitos a tributação, em sede de IRS, de 80%.

“Se um titular de cargo político recebe uma herança, naturalmente que existe documentação que prova esse aumento patrimonial. Há sempre uma situação que permite identificar a origem desse aumento patrimonial e é isso que é necessário justificar, sendo certo que a não justificação implica que, em sede tributária, esse rendimento seja tributado a 80%. Portanto, há aqui sempre esse dever e o não cumprimento desse dever, de não declarar qual o facto que origina esse aumento incorre-se numa pena que vai de um a cinco anos”, explicou a deputada socialista Isabel Oneto.

As críticas da Ordem dos Advogados

O Governo deixou o crime de enriquecimento ilícito e a fiscalização das contas dos partidos políticos fora Estratégia Nacional de Combate à Corrupção, decisão que levantou críticas.

Segundo a SIC Notícias, o bastonário dos Advogados criticou a decisão e afirmou que a estratégia anticorrupção é insuficiente.

Já o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse que deve ser feito o que for preciso para combater a corrupção quer ao nível das leis quer ao nível dos meios de investigação.

Marcelo está preocupado com a hipótese de Portugal voltar a baixar nos índice de combate à corrupção e considera que seria uma mau sinal para a saúde da democracia do país e, por isso, pede um esforço coletivo.

Os magistrados do Ministério Público (MP) alertam que, sem o reforço de meios para a investigação, a Estratégia Nacional de Combate à Corrupção arrisca-se a ficar na gaveta.

Maria Campos, ZAP //

 

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Esta mácula, que define Portugal como um “Paraíso para Criminosos” em que, corrupção, abusos de poderes e trafico de influencias, beneficiam de uma impunidade quasi total, devido a um sistema de Justiça amordaçado por Leis de uma complexidade que permitem contornar qualquer Julgamento a Tempo e Horas. Sendo que não é a primeira vez que que qualquer alteração das mesmas, esbarram curiosamente no T.C. Talvez seria mais fácil de ser aprovada uma Lei que legalize a ilicitude!

RESPONDER

Myanmar. Junta militar anula resultados das eleições de 2020

Militares entendem que a votação não foi "livre e justa". Anúncio da anulação das eleições de 2020 não foi acompanhado de uma data para a realização de um novo ato eleitoral — tal como seria …

Contas públicas agravam-se face a 2020. Receita fiscal volta a crescer

Ministério de João Leão atribui incumprimento à terceira vaga da economia, que significou novas restrições à circulação e nos horários dos estabelecimentos. A receita fiscal e contributiva cresceu, um sinal animador para uma recuperação económica …

Ugarte está a caminho de Alvalade, mas Amorim quer mais três reforços

O Sporting já terá garantido a contratação de Manuel Ugarte, mas Rúben Amorim ainda quer trazer mais um avançado, um extremo e um defesa-central. Depois de várias rondas de negociações, o Sporting finalmente chegou a acordo …

Marcelo começou a receber partidos. "Recuperação socioeconómica" é preocupação comum

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, começou a receber os partidos políticos com assento parlamentar esta segunda-feira. À saída do encontro com Marcelo Rebelo de Sousa, João Cotrim de Figueiredo disse que levou até …

"Não consigo aceitar": português chora depois de perder nos Jogos Olímpicos

Anri Egutidze ficou claramente desiludido por ter perdido logo no seu primeiro combate no torneio masculino de judo: "Vim para ganhar, mesmo". Anri Egutidze chegou aos Jogos Olímpicos para lutar por uma medalha no judo, categoria …

Jogos Olímpicos: Lucas joga com máscara no rosto

Lucas Saatkamp, uma das figuras da seleção brasileira masculina de voleibol, utiliza máscara de proteção contra a COVID-19 durante os jogos em Tóquio. Quem assistiu ao grande jogo desta segunda-feira, o Brasil-Argentina, no torneio masculino de …

PS responde à letra: "O BE pode continuar a fazer a vista grossa aos avanços" no SNS

O PS rejeitou esta segunda-feira as críticas do BE sobre a fixação de profissionais no Serviço Nacional de Saúde, argumentando que o executivo tem sido "consistente" na valorização destes trabalhadores e apelando ao diálogo para …

Jogos Olímpicos: a "estrela" da casa já foi eliminada

Naomi Osaka não foi além dos oitavos-de-final do torneio feminino de ténis. Markéta Vondroušová foi a protagonista da surpresa. Era a líder do ténis mundial há pouco tempo, é a número 2 da tabela WTA e …

Wayne Rooney: lesionar o seu jogador e rodeado de mulheres

Jason Knight só deverá voltar a jogar no final de outubro, por causa de uma disputa de bola com o seu treinador. O ano 2021, pelo menos para já, não vai ficar na lista dos melhores …

Teoria dos dentes do "quebra-nozes" de Paranthropus desmentida

Um novo estudo vem deitar por terra a teoria do "homem quebra-nozes", que sugeria que o Paranthropus tinha enormes dentes posteriores para mastigar sementes e nozes. O Paranthropus ("Paralelo ao Homem") é um género extinto de …