/

Espanha espera ter 30 milhões de vacinas entre o Natal e fevereiro

La Moncloa - Gobierno de España / Flickr

O ministro da Saúde espanhol, Salvador Illa

Existe a possibilidade de haver em Espanha uma vacina contra a covid-19 entre o Natal e o início do próximo ano, anunciou esta sexta-feira o ministro da Saúde, Salvador Illa.

Nesse período, assegurou o ministro, citado pelo Diário de Notícias, Espanha terá 30 milhões de vacinas, devendo distribuí-las segundo critérios populacionais e de forma “equitativa” entre as várias regiões autónomas.

À RAC1, Illa indicou que, seguindo os ritmos esperados, uma percentagem significativa da população poderá estar vacinada no verão. “Há um esforço muito grande” para ter a vacina pronta, disse o ministro, sublinhando que no início do ano vão haver “diferentes tipos de vacina” que “com o passar do tempo terão melhor eficácia”.

“Não está descartado que a vacina seja um presente de Natal”, frisou. “Ainda temos que esperar até novembro para ter as primeiras impressões”, mas “se passar nas análises clínicas, poderemos ter vacina em breve”, acrescentou.

Illa explicou que existem três contratos para a obtenção de vacinas e que estão previstas 30 milhões de doses para Espanha até ao início de 2019, demorando mais alguns meses para serem distribuídas, de forma equitativa entre as comunidades autónomas.

O ministro expressou a necessidade de haver hostilidade para com os negacionistas e os antivacinas. O Centro de Investigações Sociológicas (CIS) aponta para que mais de 40% dos espanhóis não estejam dispostos a ser vacinados.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.