Escolas da Nova Zelândia vão passar a oferecer produtos menstruais

A primeira-ministra neozelandesa anunciou, esta quinta-feira, que todas as escolas do país vão, a partir de junho, colocar à disposição das alunas produtos menstruais gratuitos, uma iniciativa para combater a “pobreza do período”.

De acordo com a agência Reuters, o anúncio da primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, acontece depois de um projeto-piloto bem-sucedido em 15 escolas do país, no ano passado, que ofereceu produtos menstruais a cerca de 3200 jovens.

“Fornecer produtos menstruais gratuitos na escola é uma forma de o Governo abordar diretamente a pobreza, ajudar a aumentar a frequência escolar e ter um impacto positivo no bem-estar das crianças”, disse a chefe do Executivo em comunicado.

“Queremos melhorar o compromisso, a aprendizagem e o comportamento” e fazer com que “menos jovens faltem à escola por causa do período” e haja “menos dificuldades financeiras entre as famílias destas alunas”, acrescentou.

Em declarações aos jornalistas, Ardern destacou as conclusões de um estudo que mostra que uma em cada 12 jovens neozelandesas falta à escola quando está com a menstruação. A primeira-ministra revelou ainda que o programa, que vai entrar em vigor em junho, vai custar 25 milhões de dólares neozelandeses até 2024, cerca de 15 milhões de euros.

A primeira-ministra neozelandesa, que chegou ao poder em 2017, é vista como um ícone global, não só pela sua estratégia que levou o país a ser um dos principais casos de sucesso no combate à pandemia da covid-19, mas também pela sua reivindicação dos direitos das mulheres.

Tal como recorda a Reuters, a sua gravidez e consequente licença de maternidade, em 2018, foram saudadas como um símbolo de progresso entre as líderes mundiais. Ardern também se destacou quando levou a filha de três meses para uma das Assembleias-Gerais das Nações Unidas.

Relativamente aos produtos menstruais gratuitos, recorde-se que, em novembro do ano passado, a Escócia se tornou o primeiro país do mundo a oferecer estes produtos de higiene íntima feminina, que passam a estar disponíveis em locais previamente designados, como centros comunitários, associações juvenis e farmácias.

Em 2018, este mesmo país foi também o primeiro a disponibilizar de forma gratuita produtos de higiene íntima em estabelecimentos de ensino, uma iniciativa que agora vai ser replicada na Nova Zelândia (e que também já acontece no Reino Unido e em alguns estados dos EUA).

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Ninguém sabe do paradeiro dos Evangelhos Garima, um dos maiores tesouros do mundo cristão

Depois de terem sobrevivido a 1.500 anos de história num mosteiro remoto, os Evangelhos Garima enfrentam agora a sua ameaça mais grave. Um dos maiores tesouros do mundo cristão, guardado durante mais de 1.500 anos no …

"Estou preocupado". Ex-piloto da Marinha dos EUA diz que via OVNIs "todos os dias"

Um antigo piloto da Marinha dos Estados Unidos diz que, durante anos, viu Objetos Voadores Não Identificados (OVNIs) "todos os dias". Depois de anos a ignorar a questão, uma task force do Pentágono prepara-se para revelar …

Peru está a investigar se a lixívia pode curar a covid-19

O congresso do Peru votou para investigar se beber ou injetar uma lixívia industrial poderia curar a covid-19. A moção foi aprovada com 49 votos a favor e 39 votos contra. Está a ser criado um …

Há vestígios de ouro nesta imagem de satélite

As operações de mineração num dos maiores depósitos de ouro da Rússia, em Aldan, incluem um método que deixa rastos na paisagem. E são visíveis do Espaço. A imagem de satélite, tirada em setembro de 2019, …

Dezenas de corpos de vítimas de covid-19 encontrados nas margens do rio Ganges

Ciclone Tauktae faz pelo menos 33 mortos na Índia (e paralisa vacinação contra covid-19)

Pelo menos 33 pessoas morreram e quase cem estão desaparecidas na Índia, devido ao impacto do ciclone Tauktae, esta terça-feira. O país também registou o maior número de mortes diárias provocadas pela covid-19. Centenas de milhares …

Cientistas criam dispositivos de testagem que produzem resultados em tempo recorde

Cientistas criaram dispositivos que permitem detetar infeção com o coronavírus SARS-CoV-2 num segundo ou em menos de 30 minutos, conforme a técnica usada, revelam dois estudos distintos divulgados esta terça-feira na imprensa da especialidade. Investigadores das …

CP está a vender bilhetes com 80% de desconto

A CP tem uma nova campanha, que entra em vigor esta terça-feira, através da qual disponibiliza cerca de 17.920 viagens com descontos até 80% nos comboios intercidades. De acordo com o jornal Público, os bilhetes abrangidos …

Mais de 40 pessoas, quase todas crianças, no hospital de Beja com vómitos

Um total de 35 crianças e seis adultos oriundos de diversas escolas do concelho de Beja deram esta terça-feira entrada no Hospital José Joaquim Fernandes, naquela cidade alentejana. A notícia foi avançada por fonte hospitalar, que …

Novo Banco. "Não era um banco bom, foi preciso fazer dele um bom banco", diz Centeno

O governador do Banco de Portugal, Mário Centeno, afirmou esta terça-feira que o Novo Banco “não era um banco bom” e “foi preciso fazer dele um bom banco”, recordando o “legado do BES” que marca …

Ensino superior com vagas especiais para lusodescendentes

O Governo alargou o contingente especial de acesso ao ensino superior dirigido a emigrantes e seus familiares permitindo que, no próximo ano letivo, se possam candidatar todos os lusodescendentes, de nacionalidade portuguesa e residentes no …