Vulcão neozelandês entra em erupção e atinge turistas. “Não há sinais de vida”

Michael Schade / Twitter

Erupção do vulcão Whakaari, na Nova Zelândia, filmada por turistas

Pelo menos cinco pessoas morreram e cerca de 20 ficaram feridas na sequência da erupção do vulcão Whakaari/Ilha Branca, esta segunda-feira, numa ilha da costa da Nova Zelândia.

As mortes foram confirmadas pela polícia em conferência de imprensa. A polícia neozelandesa revela que “não há sinais de vida” e acredita que “quem quer que pudesse ter sido retirado da ilha com vida foi resgatado na altura da evacuação”.

De acordo com o jornal local New Zeland Herald, estavam cerca de 100 turistas no local. A primeira-ministra Jacinta Arden, que confirmou a centena de turistas de local, já falou publicamente sobre o caso. “Todos os nossos pensamentos estão com quem foi afetado”, disse a governante.

Por outro lado, o mais recente comunicado de imprensa da polícia diz que havia “menos de 50 pessoas” na ilha no momento da erupção.

De acordo com as autoridades, 23 pessoas foram retiradas da ilha. Cinco delas morreram no percurso até terra, enquanto as outras 18 estão feridas, algumas delas com gravidade. Pelo menos 10 turistas continuam nas proximidades do vulcão. O número exato ainda não foi determinado pela polícia, que aposta apenas num “número com dois dígitos”.

O vulcão entrou em erupção pelas 14h15 (1h15 em Portugal). A maior parte das vítimas, segundo o responsável pela polícia local, Mark Cairns, estariam num cruzeiro que ali passava. De acordo com a CNN, o Ovation of the Seas estava a passar muito próximo do vulcão quando entrou em erupção.

Um vídeo que mostra a dimensão da nuvem de piroclastos emitidos pelo vulcão. Michael Schade tinha estado com a família na ilha, que abandonou 20 minutos antes do vulcão entrar em erupção. “Estávamos à espera no nosso barco, prestes a ir embora, quando o vimos”, contou. Segundo o turista norte-americano, a embarcação em que seguia ainda participou na operação de resgate.

Outro vídeo mostra um grupo de pessoas a entrar num barco de borracha para fugir da ilha. As pessoas eram turistas apanhadas de surpresa pela erupção do vulcão e resgatadas para a embarcação onde o engenheiro seguia.

As operações de resgate prosseguem na ilha. Segundo a polícia, não é a noite, que já caiu naquele país, que está a dificultar as operações, mas sim as condições perigosas na ilha. “O ambiente físico é inseguro para retornarmos à ilha. É importante considerarmos a saúde e a segurança dos socorristas”, disse John Tims, comissário da polícia, em conferência de imprensa.

Um especialista do Instituto de Ciências Geológicas e Nucleares explicou em conferência de imprensa, citado pelo Observador, que embora a erupção vulcânica não tenha sido muito grande, foi muito perigosa para quem se encontrava ali perto.

O The Washington Post noticia que foram enviados vários helicópteros com paramédicos para o local e há, para já, cerca de 20 turistas a precisarem de assistência médica.

A Cruz Vermelha neozelandesa criou um site que permite dois tipos de registo, um para quem está bem através do link “Estou vivo”, outro para quem queira registar alguém que não encontre e que possa estar desaparecido.

A Ilha Branca é localizada a cerca de 48 quilómetros da Ilha do Norte, na baía neozelandesa de Plenty. Não é habitada, mas é frequentemente visitada por turistas – mais de 10 mil por ano. O governo tinha instalado, em 2016, um abrigo na ilha vulcânica para o caso de haver uma erupção inesperada como a desta segunda-feira, mas não se sabe ainda se foi utilizada.

A última erupção mortal deste vulcão aconteceu em 1914, quando morreram 12 mineiros, recorda o jornal Público. Houve outra erupção de curta duração em abril de 2016, sem vítimas a registar. Segundo o instituto neozelandês de geociência GNS Science, não se prevê que haja agora um agravamento do estado do vulcão.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

Responder a Tome Cancelar resposta

Polacos protestam contra acórdão que torna o aborto quase impossível

Milhares de polacos têm-se manifestado, nos últimos dias, contra a proibição quase total do aborto, quando as leis do país estavam já entre as mais restritivas da União Europeia. Na última quinta-feira, o Tribunal Constitucional polaco …

Japão promete "uma sociedade neutra em termos de carbono" até 2050

O Japão quer alcançar a neutralidade de carbono até 2050, disse hoje o primeiro-ministro japonês Yoshihide Suga, um caminho que se afigura complicado, devido à dependência do país do carvão. Numa altura em que cada vez …

"Nada nos vai fazer recuar". Macron desperta a raiva do mundo muçulmano (e enfurece Erdogan)

Emmanuel Macron, presidente de França, assumiu posições muito claras na defesa da liberdade de exibir as caricaturas de Maomé, no âmbito da homenagem ao professor decapitado na semana passada, suscitando protestos em vários países muçulmanos. "Nada …

Merkel avisa Alemanha que os próximos meses vão ser “muito difíceis”

A chanceler alemã, Angela Merkel, avisou a Alemanha de que os próximos meses vão ser "muito difíceis", já que o número de infeções por covid-19 continua a crescer diariamente, tendo-se registado 8.685 nas últimas …

Portugal acusado de bloquear lei europeia contra evasão fiscal pelas multinacionais

Os governos português e sueco estão a ser acusados de bloquear, no Conselho da União Europeia (UE), a deliberação de uma lei contra a evasão fiscal por parte de grandes empresas multinacionais digitais. Segundo anunciou esta …

Consumo de antibióticos desce 22% durante a pandemia. Menos 1,1 milhões de embalagens vendidas

O consumo de antibióticos registou uma descida na ordem dos 22% nos primeiros oito meses deste ano. Venderam-se menos 1,1 milhões de embalagens, quando comparado com igual período do ano passado. Entre janeiro e agosto deste …

Portugal regista mais 2.447 casos e 27 mortes por covid-19

Nas últimas 24 horas, Portugal registou mais 2.447 casos positivos e 27 mortes por covid-19. A informação foi divulgada, esta segunda-feira, no boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). O boletim epidemiológico divulgado hoje revela que …

Testes rápidos devem ser aplicados em surtos em escolas ou lares

A Estratégia Nacional de Testes para SARS-CoV-2, hoje publicada, determina que em situações de surto em escolas, lares ou outras instituições devem ser utilizados preferencialmente testes rápidos no sentido de aplicar "rapidamente as medidas adequadas …

Em Berlim, Marta Temido defende reforma e reforço de poder da OMS

A Organização Mundial de Saúde (OMS) deve ser alvo de uma reforma substancial que leve ao reforço do seu poder internacional na sequência da pandemia de Covid-19, defendeu esta segunda-feira a ministra da Saúde, Marta …

PJ faz buscas à Fiscalização e Contratação da Câmara de Barcelos

A investigação, relacionada com contractos efetuados no pelouro da vereadora Anabela Real, estão a ser investigados pela Polícia Judiciária. A Polícia Judiciária (PJ) fez hoje buscas na Câmara de Barcelos, tendo como alvo principal os serviços …