EpiVacCorona. Segunda vacina russa tem 94% de eficácia

A EpiVacCorona, segunda vacina russa, “gera anticorpos eficazes em 94% dos casos e protege de doença covid-19 grave”, anunciou o diretor do laboratório que a desenvolveu.

A segunda vacina russa contra a covid-19, a EpiVacCorona, tem uma eficácia de 94% em idosos e confere imunidade durante pelo menos um ano, afirmou esta quarta-feira o diretor do laboratório que a desenvolveu.

Alexandr Semiónov declarou à rádio Vesti FM que “o uso da vacina gera anticorpos eficazes em 94% dos casos e protege de doença covid-19 grave”. A agência russa de defesa dos consumidores, a Rospotrebnadozr, que atua como regulador no setor da saúde, acrescentou que os testes clínicos foram feitos com pessoas com mais de 60 anos.

Semiónov indicou que a vacina “funciona contra todas as variantes conhecidas”, nomeando as que foram descobertas no Reino Unido, na América do Sul e na África do Sul e salientou que a EpiVacCorona pode ser rapidamente modificada para se adequar a novas variantes do SARS-CoV-2 que apareçam.

O responsável apontou que a imunidade dura um ano e que “em teoria poderá durar dois”, ressalvando que não podem confirmar uma previsão oficial porque “ainda passou pouco tempo” e a vacina se encontra na terceira fase dos ensaios clínicos.

A segunda vacina registada na Rússia, depois da Sputnik V, toma-se em duas doses e gera anticorpos 42 dias após a primeira injeção.

O diretor do laboratório Véktor afirmou que durante o mês de abril serão produzidas 1,5 milhões de doses da EpiVacCorona e que em maio e junho o ritmo acelerará para 3 e 5 milhões de doses.

CoronaVac tem 50% de eficácia contra variante brasileira

A vacina chinesa CoronaVac tem 50% de eficácia contra a P.1, a variante brasileira do coronavírus identificada pela primeira vez em Manaus, na capital do estado do Amazonas, segundo um estudo que contou com a participação de mais de 67 mil pessoas.

Segundo informações publicadas nos media brasileiros, a vacina CoronaVac, desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac e que é aplicada no país no âmbito de uma parceria que envolve o Instituto Butantan, de São Paulo, preveniu infeções por covid-19 entre trabalhadores de saúde de Manaus que terão tido contacto com a variante brasileira (P.1).

O estudo ainda é preliminar, mas Júlio Croda, infecciologista da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), que coordena as análises, frisou que os resultados são encorajadores.

“Eles mostram que a CoronaVac segue sendo efetiva para a nova variante do Brasil [batizada primeiramente como variante de Manaus] e poderá ser usada no mundo todo para preveni-la”, afirmou Croda à Folha de S.Paulo.

Os dados relativos à efetividade do medicamento depois de 14 dias da segunda dose ainda estão a ser recolhidos, e por isso o trabalho prosseguirá nas próximas semanas.

O infecciologista também explicou que a variante brasileira poderá tornar-se predominante em muitos países da América Latina, portanto, os resultados encontrados agora são de extrema importância.

  ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Princesa Amalia, sucessora ao trono holandês, poderá ser rainha se casar com uma mulher

Nos Países Baixos, os casamentos reais precisam da aprovação do Parlamento, mas Mark Rutte já deixou claro que a união homossexual não é um entrave no acesso ao trono. Longe vão os tempos em que os …

Homem armado com arco e flecha mata e fere várias pessoas na Noruega

O homem foi detido pelas autoridades norueguesas. O incidente aconteceu na cidade de Kongsberg, no sudeste da Noruega. Um homem armado de arco e flecha matou hoje várias pessoas e feriu outras na cidade de Kongsberg, …

EUA preparam-se para vacinar crianças a partir dos cinco anos em novembro

A Casa Branca pediu aos governadores estaduais dos EUA para se prepararem para vacinar crianças com idades entre os 5 e os 11 anos contra a covid-19. O plano pode começar a ser executado já …

Governo prevê que em 2022 todas as pensões deverão aumentar

As pensões vão aumentar entre 0,15% e 0,9% no próximo ano, por via da atualização regular, abrangendo 2,6 milhões de pensionistas disse hoje a ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho. Esta atualização …

Médicos marcam greve para os dias 22, 23 e 24 de novembro

O Sindicato Independente dos Médicos (SIM) e a Federação Nacional dos Médicos (FNM) marcaram greve para os dias 22, 23 e 24 de novembro. A greve tem “como objetivo fundamental exigir o financiamento do Serviço Nacional …

Von der Leyen já discutiu com comissários possíveis respostas à Polónia

Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia, apresentou esta quarta-feira ao seu colégio de comissários possíveis respostas ao recente acórdão do Tribunal Constitucional polaco que coloca em causa a primazia do direito comunitário. A comissária …

Polícia espanhola detém cinco presumíveis jihadistas em Barcelona e Madrid

A Polícia espanhola anunciou hoje a detenção em Barcelona e Madrid de cinco presumíveis jihadistas, entre eles o suposto cabecilha que recrutou os demais entre um grupo de jovens delinquentes, quando procuravam comprar uma metralhadora …

Direção de Rio propõe diretas a 4 de dezembro e congresso em janeiro

A direção do PSD propôs hoje que as eleições diretas para escolher o presidente do partido se realizem em 04 de dezembro, com eventual segunda volta uma semana depois, dia 11, e o Congresso entre …

Atleta olímpica assassinada aos 25 anos

Agnes Jebet Tirop tinha apenas 25 anos e foi encontrada morta em casa. Marido terá esfaqueado Tirop. Dia de luto no Qúenia e no atletismo mundial: Agnes Jebet Tirop foi assassinada, tendo sido encontrada morta nesta …

"Erro terrível". Cemitério enterra neonazi em sepultura que tinha pertencido a um judeu

A Igreja Evangelista já admitiu que foi "um erro terrível" enterrar um conhecido neonazi na sepultura que anteriormente pertenceu a um judeu. Henry Hafenmayer foi enterrado na passada sexta-feira no cemitério de Südwestkirchhof Stahnsdorf. O neonazi, e …