Enfermeiros pagam mais de 33 mil euros a plataforma que viabilizou “greve cirúrgica”

Rodrigo Antunes / Lusa

Os enfermeiros já pagaram 33 mil euros à PPL, a empresa portuguesa que gere a plataforma de crowdfunding através da qual foi possível angariar 360 mil euros para viabilizar o protesto, em curso nos blocos operatórios de cinco grandes hospitais públicos desde 22 de Novembro.

Os 33 mil euros correspondem a 7,5% da comissão que a PPL cobra, mais 23% de IVA que o movimento tem que pagar sobre este valor, explica fonte da PPL ao jornal Público. No entanto, este valor poderá ser ainda mais alto, caso o movimento consiga recolher os fundos necessários para a segunda “greve cirúrgica”: 400 mil euros até 14 de janeiro.

Se o valor total não for alcançado, todo o dinheiro doado até então é devolvido e, nesse caso, a plataforma não recebe qualquer tipo de pagamento.

Em declarações ao diário, Catarina Barbosa, enfermeira no Centro Hospitalar do Porto reconhece que este serviço “não é barato, mas qualquer serviço tem de ser pago“, adiantando que a PPL tem “ajudado muito” o movimento.

“Incitam-nos a partilhar emails, explicam-nos como contactar pessoas que fizeram contribuições para que façam uma segunda vez; e são eles que pedem o NIB a toda a gente e agilizam a plataforma”, explica a enfermeira.

Até agora, e a um ritmo lento, os enfermeiros ainda só angariaram 12% do total de 400 mil euros, mas Catarina Barbosa está confiante de que se vai repetir o mesmo que com a iniciativa de crowdfunding anterior.

No final do mês, “quando há mais disponibilidade financeira”, as doações vão começar a entrar, crê a enfermeira. No final do mês de novembro, e em poucos dias, entraram na plataforma cerca de 150 mil euros. Nessa primeira campanha o objetivo era recolher 300 mil euros e as doações passaram os 360 mil euros.

A plataforma permite o acesso aos nome dos doadores, apesar de não ser possível consultar os valores. Além disso, como a percentagem de anónimos é muito elevada, há suspeitas de que a greve estará a ser financiada por hospitais privados. Mas Catarina Barbosa garante: “É uma teoria da conspiração que não faz qualquer sentido”.

O dinheiro recolhido serve para pagar aos enfermeiros que faltam ao trabalho nos blocos operatórios dos cinco centros hospitalares afetados pela greve, num valor de 42 euros por dia. Aliás, é esta espécie de fundo que permite que a paralisação se prolongue por muitos dias.

Esta campanha é já a mais valiosa alguma vez lançada pela PPL. Atrás desta, surge a que foi lançada por Nuno Markl, em 2014, que pretendia reunir 100 mil euros para fazer o filme Por Ela – mas apenas conseguiu cerca de 40 mil euros.

LM, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Espeleólogos portugueses já começaram a sair da gruta

Dois dos espeleólogos portugueses presos na gruta de Cueto-Coventosa, em Espanha, já foram resgatados com sucesso e estão bem de saúde. Dois dos quatro espeleólogos portugueses retidos desde sábado numa gruta no norte de Espanha já …

Três espécies de insetos comestíveis à espera de lei em Portugal

Em maio de 2013 a FAO defendeu que os insetos consumidos anualmente por dois mil milhões de pessoas são uma alternativa promissora à produção convencional de carne, com vantagens para a saúde e para o …

Ativista brasileiro vê semelhanças na chegada ao Parlamento de Ventura e Bolsonaro

O ativista brasileiro Anderson França encontra semelhanças na chegada ao Parlamento de André Ventura, em Portugal, e de Bolsonaro à Câmara dos Deputados, no Brasil, e recomenda que esta nova presença seja estudada e levada …

"Repetitivo e confuso". Acordo para o Brexit não será votado hoje

John Bercow, presidente da Câmara dos Comuns, recusou que o Parlamento britânico votasse esta segunda-feira o acordo para a saída do Reino Unido da União Europeia. Bercow considerou que não estavam reunidas as condições para que …

Pérola com 8 mil anos vai estar em exposição pela primeira vez

O Louvre Abu Dhabi, nos Emirados Árabos Unidos, vai ter uma pérola com 8 mil anos em exposição. Considerada como a mais antigo do mundo, será a primeira vez que vai ser exibida ao público. A …

Anúncios para crianças vão banir alimentos com mais açúcar, sal e gorduras

A publicidade a alimentos com elevado teor de açucar, sal e gordura como os chocolates, barras energéticas e refrigerantes, está proibida a partir de hoje num raio de 100 metros das escolas e em programas …

Eleições em Moçambique. Dirigente local da oposição e marido abatidos a tiro

Uma dirigente local da Resistência Nacional Moçambicana (Renamo), maior partido da oposição, e o seu marido foram abatidos a tiro por desconhecidos no interior de Moçambique, sendo o mais recente caso conhecido de homicídio de …

Johnson retira lote de pó de talco para bebé (mas insiste que é seguro)

A Johnson & Johnson decidiu mandar retirar um lote de pó de talco para bebé, vendido online nos Estados Unidos, depois de ter contestado várias vezes a existência de vestígios de amianto nos seus produtos. A …

Augusto Inácio abandona comando técnico do Desportivo das Aves

O treinador Augusto Inácio deixou hoje o comando técnico do Desportivo das Aves, informou em comunicado o 18.º e último classificado da I Liga de futebol. "Augusto Inácio já não é treinador do Clube Desportivo das …

"A Google sabe sempre onde são os primeiros surtos de gripe"

Hoje em dia, "há uma tendência para disponibilizar tudo na Internet", o que pode ser perigoso e ter consequências para toda a vida. O alerta é da presidente da Comissão Nacional de Protecção de Dados …