Empresas proibidas de aceder a emails e vigiar trabalhadores nas redes sociais

SXC

O Conselho da Europa proibiu as empresas de questionarem o que os trabalhadores escrevem nas redes sociais nem aceder ao email dos funcionários – e Portugal segue regras europeias, que podem agora ser invocadas pelos trabalhadores em tribunal.

Esta recomendação do órgão comunitário, decidida na reunião de 1 de abril deste ano, define assim novas regras a adotar pelas empresas, públicas ou privadas, no sentido de proteger a privacidade dos trabalhadores e a sua vida virtual.

De acordo com o Diário de Notícias, o acesso aos emails dos trabalhadores por parte da entidade empregadora é expressamente proibido, e sempre que um trabalhador cesse o vínculo laboral a morada eletrónica deve ser imediatamente extinta pela empresa, que só poderá aceder aos emails por abrir com autorização e presença do visado.

As entidades não podem também questionar o trabalhador pelo conteúdo de mensagens publicadas nas redes sociais, tais como o Facebook e o Twitter.

As empresas estão ainda proibidas de monitorizar os trabalhadores através de câmaras no local de trabalho com o objetivo de vigiar os colaboradores.

A recomendação do Conselho da Europa já foi divulgada pela Direção-geral de Política de Justiça (DGPJ), o que permite agora a qualquer trabalhador em Portugal invocar estas regras para se defender em tribunal, caso seja vítima de alguma destas situações.

Em declarações ao DN, a advogada Rita Garcia Pereira refere que “esta recomendação europeia não é vinculativa, embora as normas internas devam conformar à mesma, por via do primado do direito comunitário”.

Renascença ouviu Júlio Gomes, juiz do Supremo Tribunal de Justiça e especialista em Direito do Trabalho, que considera que a recomendação faz sentido, mas deve haver limites.

“Uma proibição absoluta de um trabalhador ser despedido seja qual for o conteúdo das afirmações que faça no Facebook parece-me insólita”, afirma o magistrado, lembrando que “uma coisa é garantir que o trabalhador, como cidadão, converse a sua liberdade de expressão”, mas um contrato implica que o empregador deve respeitar, mas também ser respeitado.

“Há uma obrigação de lealdade, portanto, o trabalhador deve abster-se de comentários que sabe que serão prejudicais à imagem da empresa e pior, condutas que sejam caluniosas e difamatórias em relação ao seu empregador”, considera.

Também a Comissão Nacional de Proteção de Dados (CNPD) reagiu a estas recomendações, esclarecendo que “o empregador não deve fazer um controlo permanente e sistemático do email dos trabalhadores”. Da mesma forma, “não se afigura lógico nem realista que se proíba a utilização de telemóveis, do correio eletrónico e o acesso à Internet para fins que não sejam profissionais”.

ZAP

PARTILHAR

RESPONDER

Poluição no rio Lis arrasta-se há mais de 20 anos

A poluição na bacia hidrográfica do rio Lis arrasta-se há mais de duas décadas, com o contributo das descargas ilegais das suiniculturas, mas a construção da estação de tratamento de efluentes suinícolas tem sido adiada …

No Quénia, há meninas a faltar às aulas por não terem acesso a tampões

No Quénia, há adolescentes que não têm dinheiro para comprar pensos higiénicos ou tampões. Por isso, faltam às aulas. O Expresso conta a história de uma menina queniana, de 14 anos, que não aguentou ser humilhada …

As sestas podem ser boas amigas do coração

Fazer uma sesta uma ou duas vezes por semana pode reduzir o risco de ataque cardíaco ou AVC. No entanto, se fizer mais sestas do que o recomendado, os benefícios desaparecem. Uma equipa de cientistas decidiu …

Qual o tamanho mínimo para que um planeta possa ser habitável? Cientistas responderam

Uma equipa de cientistas de Harvard revelou o tamanho crítico abaixo do qual um planeta nunca pode ser habitável, mesmo que esteja numa área com uma distância à sua estrela que permita a existência de …

Criatura com "cabeça de canivete suíço" deu origem aos escorpiões e às aranhas

Encontrada no Canadá, esta nova espécie de fóssil provou ser o quelicerado mais antigo, situando a origem dos escorpiões e das aranhas há 500 milhões de anos. Com o tamanho de um dedo polegar, olhos em …

Benfica 2-0 Gil Vicente | "Águia" q.b. bate minhotos aguerridos

O Benfica cumpriu frente ao Gil Vicente, no Estádio da Luz, e venceu por 2-0, com um golo a fechar a primeira parte e outro a abrir a segunda. A formação “encarnada” sentiu muitas dificuldades para …

Há cidades que, em 2050, vão ser quentes demais para se visitar

Em 2050, há cidades que vão ser vítimas do flagelo das alterações climáticas. As altas temperaturas vão impedir que os turistas explorem cada recanto destas metrópoles. Os efeitos das alterações climáticas são cada vez mais visíveis.. …

As legislativas não se ganham nas sondagens, alerta Costa

Após ter sido divulgada mais uma sondagem este sábado, António Costa afirmou que as eleições não se ganham nas sondagens e apelou para a mobilização de modo a garantir a vitória. O secretário-geral do PS, António …

Prémios IgNobel: uma máquina para mudar fraldas e uma pizza anticancro

Os vencedores da 29.ª edição dos prémios IgNobel foram anunciados na quinta-feira, na Universidade de Harvard, no Estado norte-americano do Massachusetts. Os prémios IgNobel - uma paródia dos prémios atribuídos pelas academias suecas e norueguesa - …

Atriz Felicity Huffman condenada a 14 dias de prisão

A atriz de "Donas de Casa Desesperadas" foi ainda multada em 30 mil dólares e terá de cumprir 250 horas de serviço comunitário. Depois de cumprido o tempo de prisão, Felicity Huffman ficará um ano …