O odiado Martin Shkreli foi preso após oferecer dinheiro por uma madeixa de Clinton

House Committee on Oversight and Government Reform / Wikimedia

Martin Shkreli, CEO da Turing Pharmaceuticals – para alguns, O Homem Mais Odiado do Mundo

Cinco mil dólares: era este o valor oferecido a quem conseguisse “arrancar uma madeixa de cabelo” de Hillary Clinton. Martin Shkreli ficou em prisão preventiva.

O antigo CEO da Turing Pharmaceuticals tornou-se conhecido em 2015 como o empresário mais odiado do Mundo, quando adquiriu a patente de um medicamento contra doenças como a Sida, o cancro ou malária, e aumentou o seu preço em mais de 5.500%.

Martin Shkreli estava em liberdade depois de ter pago uma fiança de 4,2 milhões de euros para aguardar a sentença do seu julgamento por fraude em liberdade.

Agora, uma nova polémica lançou o “empresário mais odiado do mundo” para a sua cela, desta vez em prisão preventiva, por ter ameaçado a ex-senadora e candidata à presidência dos Estados Unidos Hillary Clinton.

Segundo o Gizmodo, durante a tour para divulgar o seu novo livro “What Happened” (“O Que Aconteceu”), Martin Shkreli ofereceu no Facebook uma recompensa de cinco mil dólares a quem conseguisse “arrancar uma madeixa de cabelo” de Hillary Clinton.

O juiz responsável pelo caso indicou que na mensagem divulgada “existe perigo”. “O facto de ele continuar sem se aperceber que algumas ações e palavras são inapropriadas demonstra que ele pode estar a criar um risco continuado para a comunidade”.

E os procuradores alegaram haver “ameaça pública”, admitindo que existe risco significativo de que um dos seus seguidores ou outra pessoa que fique a saber da proposta pelos media possa levá-la a sério – como aconteceu no passado – e atue.

cobblucas / Flickr

Hillary Clinton. Ex-vice-presidente de Barack Obama, mulher do ex-presidente Bill Clinton, ex-senadora, ex-candidata a presidente dos Estados Unidos, ainda com muito cabelo

Shkreli acabou mais tarde por editar a mensagem com a proposta, antes de a apagar completamente, dizendo que era uma sátira. Mas, mesmo assim, o juiz entendeu que “o empresário mais odiado do mundo” devia voltar para a prisão.

Shkreli vem de uma família de imigrantes albaneses e croatas, que ganharam a vida a trabalhar nas limpezas, mas tiveram um filho que, pouco depois dos 20, enriqueceu em Wall Street. Donald Trump chamou-lhe “um miúdo mimado” depois de ter aumentado o preço do Daraprim mais de 55 vezes.

Na Retrophin, Shkreli aumentou também os preços de um outro medicamento, chamado Thiola, que permite tratar pedras nos rins resistentes a outras formas de tratamento, aumentando o preço de 1,50 para 30 dólares por comprimido.

ZAP // Gizmodo

PARTILHAR

RESPONDER

Em menos de um mês, moção de censura fez cair Governo sueco

O primeiro-ministro sueco foi destituído, esta terça-feira, pelo Riksdag (Parlamento) depois da aprovação de uma moção de censura ao seu Governo com 204 votos a favor e 142 contra. A moção de censura apresentada pela oposição …

Estrada onde morreram seis pessoas espera por obras há oito anos

A requalificação do Itinerário Complementar 8, onde esta segunda-feira morreram mais seis pessoas numa colisão frontal, já é reclamada há, pelo menos, oito anos. Na edição desta terça-feira, o Jornal de Notícias avança que, há cerca …

Vale e Azevedo fugiu para Londres em jacto privado para escapar à prisão

Vale e Azevedo, ex-presidente do Benfica, fugiu à justiça, para não cumprir mais uma pena de prisão, anuncia o Correio da Manhã. O advogado terá viajado num jacto privado apesar de declarar que vive com …

Preço do petróleo atinge máximos de quatro anos. PIB pode derrapar

O preço do petróleo superou ontem a fasquia dos 80 dólares, o valor mais alto dos últimos quatro anos. A subida pode não ficar por aqui. Só nos últimos 12 meses, o petróleo valorizou cerca de …

Director da PJ Militar e comandante da GNR detidos no caso do roubo de Tancos

A Polícia Judiciária deteve, nesta terça-feira, o director da Polícia Judiciária Militar, coronel Luís Augusto Vieira, e o comandante da GNR de Loulé, sargento Lima Santos, numa investigação relacionada com o furto de armas de …

Taxistas no sétimo dia de protesto. Reunião com assessor de Costa foi "manobra de diversão"

Taxistas de Lisboa, Porto e Faro cumprem o sétimo dia de protesto, mantendo-se os motoristas parados contra a entrada em vigor, a 1 de novembro, da lei que regula as quatro plataformas eletrónicas de transporte …

Professora condenada a 5 anos de prisão por maus tratos a alunos

O Tribunal Judicial de Barcelos condenou, nesta segunda-feira, uma professora de duas escolas do 1.º ciclo do concelho a cinco anos de prisão, com pena suspensa, por dez crimes de maus tratos a alunos menores. A …

Fundadores do Instagram deixam a empresa em rutura com Zuckerberg

Os fundadores do Instagram, Kevin Systrom e Mike Krieger, vão deixar a empresa adquirida pelo Facebook em 2012 para "construir coisas novas". Em causa estarão também algumas tensões com o CEO Mark Zuckerberg.   “Vamos …

Universitários dormem na rua em protesto. "É urgente criar mais residências"

Esta segunda-feira, vários estudantes universitários do Porto dormiram na rua, uma iniciativa que pretende alertar para a situação que se vive devido à falta de alojamento. Estudantes da Universidade do Porto montaram, esta segunda-feira, um acampamento …

Infarmed vai continuar "forever and ever" em Lisboa

O presidente da câmara do Porto, o independente Rui Moreira, disse esta segunda-feira que "o Infarmed vai continuar forever and ever [para todo o sempre] em Lisboa", acusando o Governo, liderado pelo PS, de "sucumbir …