Empresa dispensa portuguesas porque “quer pessoas bem-humoradas”

Os anúncios foram publicados recentemente num conhecido site de emprego. O titular da empresa justifica o facto de dispensar portuguesas porque, no geral, são “pessoas depressivas e “infelizes com a vida”.

“Procuramos pessoas descontraídas e bem-humoradas. A preferência é por BRASILEIRAS ou por nacionalidades igualmente alegres, dispensamos portuguesas“. É esta a frase de um anúncio publicado recentemente num conhecido site de emprego, revela o Público.

Segundo o jornal, o anúncio está ligado à Cloud Choice que, de acordo com o Portal da Justiça, é uma empresa com sede em Cascais que presta “serviços de informática”, nos quais se inclui “os relacionados com o desenvolvimento e manutenção de sistemas próprios ou de terceiros”.

No entanto, de acordo com o anúncio, que servia para recrutar “uma jornalista, como uma redatora, uma modelo, uma especialista em moda, uma apresentadora, uma youtuber, uma humorista”, é uma empresa “voltada para [a] área de saúde, com enfoque na ISG (interrupção segura da gestação)”.

O anúncio de recrutamento revelava ainda que o objetivo é “desenvolver uma equipe para entre outras coisas criar conteúdo para web nas áreas da moda, jogos, comportamento, sexo, consumo, séries de TV, etc., sempre voltados para o universo feminino”, que depois “será apresentado em canais específicos entre eles um canal no YouTube”.

Tal como escreve o diário, o Código do Trabalho determina “igualdade de oportunidades e de tratamento”, o que significa que ninguém pode ser beneficiado ou prejudicado por causa de aspetos como a “ascendência, idade, sexo, orientação sexual, identidade de género, estado civil, situação familiar, situação económica, instrução, origem ou condição social, património genético, capacidade de trabalho reduzida, deficiência, doença crónica, nacionalidade, origem étnica ou raça, território de origem, língua, religião, convicções políticas ou ideológicas e filiação sindical”.

Contactado pelo Público, o titular da empresa, Heinrich Pereira, argumentou que pretende desenvolver um canal destinado ao público feminino e, daí, a sua preferência por contratar mulheres. Relativamente ao facto de dispensar portuguesas, o proprietário afirma que, no geral, “são pessoas depressivas, infelizes com a vida”.

Escreve o jornal que, entretanto, já desapareceu dos vários anúncios a frase “dispensamos portuguesas”. Porém, isso não livra a empresa de vir a receber “um ofício a informar sobre a legislação aplicável”, uma intenção já confirmada ao jornal por Joana Rabaça Gíria, que preside a Comissão para a Igualdade no Trabalho e no Emprego (CITE).

ZAP //

PARTILHAR

34 COMENTÁRIOS

  1. Se passarem a remunerar bem os portugueses podem ter a certeza que passam a ser pessoas bem humoradas e felizes com a vida!

    • resta saber é em que é que os portugas gastam o dinheiro. copos e mulheres já dizia o holandês.
      belo humor e felicidade..medido pela conta bancária xx

    • E estás à espera de quê, para mudares essa atitude?!
      .
      Em relaçao ao anuncio, a preferencia por brasileiras já diz tudo sobre a ‘qualidade’ da empresa!!

            • Outra vez?!
              Há um proverbio que se aplica perfeitamente a esta tua insistência: “A maldade está nos olhos de quem a vê”!
              E, não entendo qual é a tua duvida?
              Ainda não percebeste que se o ‘triste’ fosse fazer o recrutamento num bordel, teria logo parte dos critérios preenchidos?!
              Não é xenofobia; é apenas e só a constatação da realidade nua e crua!!
              E eu só teci considerações sobre a empresa e o tal empresário de meia-tigela…

  2. Ninguém pode ser discriminado por motivos de idade? É só ler os anúncios, a pedir jovens até aos 30, são aos montes..pois esta Comissão também podia enviar ofícios aos donos destas empresas! Ou só certas discriminações é que são graves??

  3. Com os salários miseráveis que estes crápulas pagam, como poderá haver trabalhadores bem-humorados? No limite da escandaleira de certeza que, Mexia e Catroga devem passar o tempo a contar anedotas uns aos outros. Também o bom-humor, foi capturado por eles.

  4. Eu tenho bom humor!

    Ainda não repararam?

    Se levar os crápulas, analfas, energúmenos, labregos, idiotas e rançosos todos a sério, ainda morro deprimido. Assim, danado mas sem raiva, prefiro ir mordendo, ladrando e mijanda nas pernas deste e daquele e pelo menos ainda oiço alguns a ganirem com as dores..

    Da forma como nos tratam acho que “cão” até é um epíteto apropriado para qq cidadão Português!

    Uns são mansos e outros nem por isso, a mim dizem-me que sou danado.

  5. Eles devem ter visto o cassete jerónimo na TV e pensam que todos são como ele. Até parece que todos lhe devem e ninguém lhe paga!!!

  6. Sim. As brasileiras são muito mais simpáticas e muito, mas mesmo muito,
    melhor na cama que as portuguesas!!!

  7. Eu acho uma piada à Comissão para a Igualdade no Trabalho e no Emprego (CITE), escandaliza-se pela discriminação nos anúncios de emprego pela nacionalidade, mas não vejo a mesma indignação dessa Comissão, na discriminação nos anúncios de emprego pela idade. Se a igualdade no trabalho é para todos, porque motivo aparecem anúncios a discriminar pessoas com mais de 35 ou 40 anos de idade?

  8. Esta empresa deve ter como sócio o Passos de Massamá. Não era ele que dizia (e promovia com as suas politicas de empobrecimento) que os portugueses eram “piegas”, ou seja, uns choramingas lamurientos e, consequentemente, macambuzios? Está explicado.

    • Eu tive alguma dificuldade em perceber o anuncio, e não percebi nada sobre o que é o trabalho nem o que faz a empresa!!

RESPONDER

Cientistas reverteram principal sintoma da esquizofrenia em camundongos

Um medicamento que está atualmente a ser desenvolvido para tratar a leucemia reverteu (em camundongos) um sintoma de esquizofrenia anteriormente intratável: o enfraquecimento da memória de trabalho. A memória de trabalho é um processo cerebral fundamental usado …

Para as criaturas marinhas, as doenças infecciosas são a sentinela da mudança

Uma recente investigação analisou as mudanças nas doenças relatadas em espécies submarinas num período de 44 anos. A conclusão não surpreende: a saúde dos oceanos está a piorar a passos largos. A compreensão das tendências oceânicas …

Solidariedade e ambiente. Nos EUA, já é possível doar as suas peças Lego

Nunca somos demasiado velhos para brincar com peças Lego. No entanto, se estiver a ficar sem espaço para as arrumar e estiver à procura de uma forma de garantir que os seus blocos acabam em …

Eis os primeiros smartphones pensados e fabricados em África

https://vimeo.com/365789486 No Ruanda nasceram os primeiros rebentos do grupo Mara, que anunciou o lançamento dos seus dois primeiros smartphones. São os primeiros a serem totalmente fabricados em África. Estes são os dois primeiros smartphones totalmente fabricados em …

Siza Vieira recebe Grande Prémio da Academia de Belas-Artes francesa

O arquitecto Álvaro Siza Vieira recebeu o Grande Prémio de Arquitetura da Académie des Beaux-Arts, pelo conjunto do seu percurso, no valor de 35 mil euros. “É uma grande honra, porque é um prémio importante. É …

Para os jovens refugiados, um telemóvel pode ser tão importante quanto comida ou água

Entre 2015 e 2018, mais de 200.000 jovens não acompanhados reivindicaram asilo na Europa. Muitos deles, agora na União Europeia, têm uma coisa em comum: os seus smartphones. Não são apenas ferramentas para entretenimento nem uma …

Cientistas observaram pela primeira vez porcos a usar ferramentas

Uma equipa de cientistas registou pela primeira vez uma família de javalis das Visayas, num jardim zoológico em Paris, a usar paus para cavar e construir ninhos. Os porcos não gostam só de chafurdar na lama …

Transição verde: o mundo tem muito a aprender com uma pequena cidade na Islândia

Uma pequena cidade no norte da Islândia tornou-se quase neutra em dióxido de carbono (CO2). Uma equipa de cientistas viajou até ao país insular nórdico para descobrir como podemos aprender com esta cidade. Atualmente, as cidades …

Adolfo Mesquita Nunes não será candidato à liderança do CDS

Adolfo Mesquita Nunes anunciou este domingo que não será candidato à liderança do CDS. A garantia foi deixada pelo próprio, na sua página pessoal de Facebook, depois de ter sido desafiado por António Pires de …

Afastado desde a noite eleitoral, Rui Rio volta para lançar suspeitas sobre a RTP

Afastado dos holofotes desde a noite eleitoral e sem dizer se se vai recandidatar à liderança do PSD, Rui Rio recorreu ao Twitter para comentar as suas suspeitas sobre a RTP. O líder social-democrata recorreu às …