“Está em causa a sobrevivência” do PSD, diz ex-assessor de Passos

PSD / Flickr

O presidente do PSD, Rui Rio

João Montenegro, ex-assessor de Passos Coelho e ex-diretor de campanha de Santana Lopes, fez um apelo à união do partido.

João Montenegro, ex-assessor de Pedro Passos Coelho, lançou um apelo à união da “família social-democrata”, uma vez que “está em causa a sobrevivência política” do partido.

O antigo diretor da campanha às eleições diretas de Santana Lopes autoexcluiu-se das listas depois de o segundo lugar que lhe seria atribuído na de Viseu ter sido contestado pelos dirigentes locais, entre os quais Fernando Ruas.

“Já levo mais de 22 anos de militância no PSD e ao longo de todos estes anos sempre estive no partido para unir e não para criar problemas, desuniões ou instabilidades. Esse sempre foi o meu lema e a minha conduta: unir e não dividir”, disse ao Diário de Notícias João Montenegro.

O ex-assessor de Passos garantiu ainda que, quando se apercebeu de que “estava a criar alguma confusão a inclusão do meu nome em Viseu e que estava a incomodar o statu quo de alguns dirigentes locais, rapidamente percebi que tinha de me afastar do processo. E assim o fiz. Solicitei à direção nacional do partido que ponderasse a minha não inclusão nas listas de deputados”.

Durante o processo de elaboração das listas, veio a público que Viseu viva um momento conturbado com a tentativa de a direção nacional dar a João Montenegro o segundo lugar na lista encabeçada por Fernando Ruas, antigo presidente da Câmara de Viseu e ex-eurodeputado.

Ruas terá ameaçado sair da lista caso a escolha de Rui Rio se mantivesse em vez de Pedro Alves, líder da distrital. Este dirigente tinha sido apoiante de Rio desde a primeira hora, mas assumiu-se contra as orientações do líder e foi um dos principais apoiantes de Luís Montenegro quando desafiou a presidência de Rio.

João Montenegro disse ao DN que pediu a exclusão da lista por não querer que “haja o mínimo de ruído, que sirva de pretexto para que o PSD não vença as eleições no distrito de Viseu”.

“Este será provavelmente o último combate político do Dr. Fernando Ruas, o nosso cabeça-de-lista por Viseu. Com os seus 70 anos não acredito que tenha vontade de continuar a fazer política de forma ativa. E gostava que o Dr. Fernando Ruas terminasse o seu percurso político com uma grande vitória no seu distrito. Tudo farei, aliás, para que isso aconteça”, afirmou.

Para Montenegro, o partido “vive um dos momentos mais delicados da sua história”. “O PSD já não vive um momento em que tenha de assumir a sua maturidade política. Já não é isso que está em causa. Em causa está já a sua sobrevivência política. Já tivemos exemplos na Europa de partidos, com uma dimensão semelhante à que o PSD já teve e que foram reduzidos a um espetro político de insignificância”, declarou o social-democrata.

“É pelo bom nome do partido que temos de lutar, é pela sobrevivência política do PSD que temos de nos mobilizar”, apelou o ex-assessor de Passos, num momento em que o descontentamento é geral em quase todas as distritais.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

OE2020. BE quer fim do regime "aberrante" dos vistos gold

O BE destacou, entre as cerca de 200 propostas de alteração que apresentou ao Orçamento do Estado, o fim do regime dos ‘vistos gold’ e a obrigação de qualquer injeção de capital no Novo Banco …

Após 20 anos de silêncio, sinos e carrilhões de Mafra voltam a tocar

Os sinos e os carrilhões do Palácio de Mafra vão tocar a partir de 1 de fevereiro, após obras de restauro, depois de os primeiros sinais de deterioração surgirem a 11 de setembro de 2001, …

Encontro secreto de bispos críticos do Papa Francisco em resort de luxo em Sintra

Uma centena de bispos de todo o mundo reuniu-se em Sintra, no resort de luxo Penha Longa, num encontro envolvido em secretismo que não contou com intervenientes portugueses. As razões ou o que se discutiu …

Quim Torra perde mandato de deputado. Catalunha arrisca ficar sem Governo

O presidente independentista da Catalunha perdeu o seu mandato como deputado regional, esta segunda-feira, o que levanta dúvidas sobre a sua continuação à frente do Governo regional. Quim Torra, do partido Juntos pela Catalunha de Carles …

Herdeiros e casais têm até hoje para pedir alteração no Adicional ao IMI

Os casais e os beneficiários de heranças indivisas têm até esta terça-feira para entregar no Portal das Finanças o pedido de alteração à forma como foram tributados no Adicional ao Imposto Municipal sobre os Imóveis …

Tribunal de Contas trava medicamento "essencial" no Hospital de Guimarães

O Tribunal de Contas (TdC) recusou o visto a um contrato, no valor de 2,9 milhões de euros, celebrado pelo Hospital de Guimarães para aquisição de um medicamento considerado “essencial” para a prestação de cuidados …

Francisco Rodrigues dos Santos não se quer eternizar "na cadeira de presidente do CDS"

"À medida que as pessoas se vão eternizando nos lugares, começam a confundir o interesse público com o interesse particular". Por isso, Francisco Rodrigues dos Santos não se quer eternizar no CDS-PP. Em entrevista à TVI, …

Menos 115 deputados. Itália realiza referendo para reduzir Parlamento

A Itália organiza em 29 de março um referendo sobre a alteração da Constituição e a redução do número de deputados, uma data esta proposta pelo Governo de coligação entre o Movimento Cinco Estrelas (M5S) …

Flamengo chega a acordo com o Inter por Gabigol

Flamengo e Inter de Milão já chegaram a acordo para a transferência definitiva de Gabigol, jogador que esteve durante a última temporada na equipa brasileira por empréstimo. Segundo o portal brasileiro Globo Esporte, os dirigentes do …

Espanha quer "assaltar" o lugar de Centeno no Eurogrupo

Nadia Calviño, a número dois do Governo Espanhol, assume-se como favorita para assumir a presidência do Eurogrupo, caso o ministro das Finanças português, Mário Centeno, decida não entrar na corrida. A notícia é avançada esta terça-feira …