EUA vão pedir pena de morte para o atirador do Texas. Tragédia reacende críticas ao discurso de ódio de Trump

Larry W. Smith / EPA

As autoridades do Texas anunciaram este domingo que vão pedir pena de morte para o atirador que sábado abriu fogo num centro comercial em El Paso, causando 20 mortos e mais de duas dezenas de feridos. Em simultâneo, multiplicam-se as críticas sobre a normalização do discurso de ódio nos Estados Unidos

“A pena máxima no Estado é a pena de morte e [o atirador] incorre na pena de morte. Vamos requerer a pena de morte”, disse o procurador de El Paso, Jaime Esparza. O procurador, que falava em conferência de imprensa, adiantou que o caso está a ser tratado como “terrorismo doméstico” e “delito de ódio”.

Anteriormente, as autoridades dos Estados Unidos tinham anunciado estar a investigar uma possível ligação do suspeito com um manifesto publicado online criticando “a invasão hispânica do Texas”.

Um homem armado com uma espingarda disparou, no sábado, sobre uma multidão de cerca de 3.000 pessoas num centro comercial em El Paso, matando 20 pessoas e ferindo outras 26, segundo dados da polícia.

O suspeito foi identificado como um caucasiano de 21 anos. Horas depois do tiroteio em El Paso, pelo menos 10 pessoas morreram e 16 ficaram feridas num segundo tiroteio, desta vez na cidade norte-americana de Dayton, no Estado de Ohio, de que resultou a morte do próprio atirador, entretanto identificado como Connor Betts, na casa dos 20 anos.

Na sequência dos tiroteios, o governador do Estado de Nova Iorque, Andrew Cuomo, exigiu ao Governo Federal que reforme a legislação sobre o controlo das armas de fogo. “O nosso país está a ser atacado por dentro e continuar a ignorar o que está a acontecer à nossa volta só levará a mais matanças e tragédia”, afirmou Cuomo em comunicado.

“Lamento que vivam num país com um Governo que permite que isto aconteça sem fazer nada”, disse o governador, que no sábado tinha já criticado o Presidente norte-americano Donald Trump pelo seu apoio à associação norte-americana de defesa das armas, a National Rifle Association.

Cuomo reiterou o apoio de Nova Iorque às leis de controlo de armas e manifestou-se contra a “intolerância e a retórica de ódio que alimenta estes ataques”.

Entretanto, Donald Trump deu hoje ordens para que as bandeiras nos edifícios oficiais sejam hasteadas a meio mastro até ao próximo dia 8 para homenagear as 29 vítimas dos dois tiroteios, anunciou a Casa Branca.

Democratas culpam “racismo” de Trump

“O tiroteio de hoje [sábado] em El Paso, Texas, não só foi trágico como foi um ato de cobardia. Partilho com todos neste país a condenação deste odioso ato”, reagiu Donald Trump, após o primeiro balanço oficial, no Twitter.

“Não há razões ou desculpas que alguma vez justifiquem a morte de pessoas inocentes”, acrescentou o Presidente norte-americano.

O Presidente do México, López Obrador, também já manifestou pesar pelo ataque e confirmou a existência de três mexicanos entre os 20 mortos. “Soube que três mexicanos perderam a vida neste tiroteio. O Ministério dos Negócios Estrangeiros já está a tratar do assunto”, declarou López Obrador, num vídeo transmitido nas redes sociais.

Escreve o jornal Observador que o México pode fazer queixa por terrorismo nos Estados Unidos e pedir extradição de autor do atentado.

“Estamos em comunicação, respeitando o âmbito de ação da Procuradoria-Geral da República, para lhes proporcionar toda a informação necessária para que possam, se assim o entender o senhor procurador-geral da república, iniciar uma queixa por terrorismo contra nacionais do México no território dos EUA”, disse Marcelo Ebrard, ministro dos Negócios Estrangeiros,, numa conferência de imprensa neste domingo.

“Que eu saiba, seria a primeira medida desta natureza na História”.

Os democratas, por sua vez, apontaram baterias a Donald Trump, afirmando que o “racismo” e a defesa da “supremacia branca” por parte do Presidente dos Estados Unidos  é uma das causas do tiroteio de El Passo.

É racista e encoraja o racismo neste país” disse Beto O’Rourke, ex-congressista do Texas depois de visitar feridos, acusando Trump de “ofender a sensibilidade” do povo americano e, sobretudo, de mudar “o caráter (do país) e levar à violência”.

“O nacionalismo branco é mau e está a inspirar as pessoas a cometerem assassínios”, disse em entrevista à cadeia televisiva CNN, acrescentando que aquela ideologia “é tolerada ao mais alto nível no governo dos Estados Unidos”.

“Trump precisa de parar”

Também o Southern Poverty Law Center (SPLC), organização que monitoriza grupos de ódio e outros tipos de extremismo nos Estados Unidos, condenou a linguagem do Presidente, que atribuiu os ataques a “ódio” e a problemas de “doença mental”.

“Depois do tiroteio de Christchurch Trump também disse que o nacionalismo branco não é realmente um grande problema, enquanto o seu diretor do FBI está a dizer que é o maior problema de terrorismo doméstico que temos”, disse Heidi Beirich, diretor do SPLC, em declarações ao Business Insider.

“Este tipo de mensagem conflituante tem que parar. Trump precisa parar“, insistiu.

“O que temos visto é um grande declínio no terrorismo extremista islâmico, pelo menos dentro dos limites de nosso país, e um aumento deste tipo de violência”, disse Beirich, observando que a retórica racista de Donald Trump tem encorajado o fenómeno.

O responsável falou do recente ataque a três democratas, recordando que o Presidente sugeriu que voltassem aos seus países de origem – apesar de serem norte-americanas.

“O que Trump fez desde o dia em que começou a sua campanha naquela escada rolante em Nova Iorque e falou sobre os mexicanos como ‘violadores’ encorajou os supremacistas brancos porque legitimou os seus pontos de vista anti-imigrantes, anti-muçulmanos e outros”, disse ainda Beirich ao mesmo jornal.

Também a cantora Rihanna, recorrendo às redes sociais, condenou as palavras de Trump. “Imaginem um mundo onde é mais fácil obter uma AK-47 do que um visto! Imaginem um mundo onde constroem um muro para manter terroristas NA AMÉRICA !!!”, pode ler-se.

“As preces e profundas condolências às famílias e entes queridos de todas as vítimas e das comunidades afetadas e traumatizadas, do Texas, Califórnia e Ohio! Sinto muito pela vossa perda! Ninguém merece morrer assim! NINGUÉM!”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

27 COMENTÁRIOS

  1. Esse palhaço com nome de pato da Disney, está á espera de quê? Os EUA sempre foram uma terra de índios, cowboys e pistoleiros. Não há nada a fazer para melhorar a situação, mas para piorar talvez, e os EUA têm o presidente certo para isso. Parabéns.

  2. o engraçado é que estes criminosos dos recentes atentados são de extrema esquerda e com eventuais ligações à ANTIFA, mas claro isso sai fora da narrativa maravilha e não dá jeito.

    até aos anos 70 os cidadãos dos EUA tinham tanto ou mais acesso a armas que agora, no entanto não havia esta calamidade…

    e que tal se em vez de atirar com as parvoíces politiqueiras habituais para a fogueira se pensasse realmente o pq desta situação actual?

    * se calhar a destruição da familia nuclear não ajuda muito, mas claro isso uma vez mais sai fora da narrativa

    * a destruição da economia com as familias que ainda restam a terem cada vez menos tempo para os filhos pq têm de ter 2 ou 3 trabalhos

    * venderem a ideia que os meninos e meninas podem serem o que “sentem”, desde mudanças de sexo até num dado minuto serem árvores ou animais ou qq coisa que lhes apeteça, tudo com muita droga e hormonas à mistura, tb não interessa à narrativa

    * a grande maioria dos cidadãos dos EUA andarem completamente drogados via opióides com os quais a bigpharma faz biliões, tb não se pode falar pq vai mal com a narrativa…

    mas claro, o problema são as liberdades e garantias, a Constituição e esses maus desses brancos….mas nem aqui a narrativa corre bem pq a maioria dos criminosos são negros e hispanicos.

    • Concordo plenamente como sua opinião; Os esquerdopatas estão a destruir as famílias e consequentemente a sociedade com seus discursos de “igualdade e fraternidade”.
      A violência está explodir e agora querem culpar o Trump por causa disso??
      Aqui no Brasil, a esquerda piorou o quadro de violência, graças a DEUS que eles não ganharam as ultimas eleições, pois já estávamos bem perto da situação calamitosa da Venezuela.

    • É… estes loucos, claramente, são de “extrema esquerda”, do Benfica e, vão à missa!…
      Ouvi dizer que agora, a bigpharma, o capitalismo selvagem, a industria das armas, o Trump, etc, etc, também são de “extrema esquerda”…

        • Sim, e?!
          Agora, só tens que mostrar onde é que isso influenciou o atentado que ele cometeu…
          Matou policias? Matou supremacistas? Matou radicais religiosos?!..
          Não; matou a irmã e mais 8, incluindo 6 pretos!…
          .
          Isto para não falar de El Paso…
          É que, depois de tudo que se sabe, ainda há gente com coragem para escrever pérolas destas:
          “estes criminosos dos recentes atentados são de extrema esquerda”….
          Lindo…
          .
          Acho que tenho pouco jeito para “aldrabar” uma pessoa, quanto mais “toda a gente”…

          • O de El Paso é o socialista. Eu nao estou a dizer que ele ser socialista e apoiante da Elisabeth Warren foi o que influenciou ir fazer o tiroteio. Eu estou a expôr a propaganda anti-Trump que o Trump é o responsavel pelo tiroteio.
            Voces da Esquerda só mentem

            • Ah, o terrorista de El Paso é socialista?
              Ok, se tu queres!…
              E?
              Isso é suposto ser bom ou mau?…
              .
              “Voces da Esquerda só mentem”
              Quem são esses?!
              Eu não sou alienado por religiões ou clubes, portanto não me incluo em esquerdas ou direitas!!

            • Se nao se inclui em esquerdas ou direitas, é porque nao sabe o que é a esquerda e direita, e se não sabe em vez de debitar ignorencia, 1º aprendia e depois falava

  3. Só debitas bacoradas, desde o começo, da tua opinião (cito) ” os autores destes atentados são de extrema esquerda”, até ao fim, e (volto a citar) ” maioria dos criminosos, são negros e hispânicos”. Melhor farias se revesses a tua informação, consultando as estatísticas sobre os atentados dos últimos anos, e já agora, se puderes, muda um pouco a tua ideologia doentia.

    • (repetição de comentário sem link, para ver se publicam…)
      Informa-te melhor, porque as tuas fontes não prestam, pelos vistos.
      As pessoas andam cegas porque querem. É incrível como caem na dita propaganda dos media e na tentativa de divisão.
      Os atiradores SÃO DE EXTREMA ESQUERDA, visita as páginas sociais deles e comprova. Até na CNN falaram disto, mas não repetem mil vezes porque não lhes convém estragar a propaganda contra o Trump “racista”, que tem imensos afroamericanos que gostam dele!… Pasmem.se!

      Se odeias quem te odeia, isso faz de ti um odioso também.
      Somos todos seres humanos. Não caiam na divisão nem se deixem levar por ideologias de m*rda. Ninguém é superior a ninguém.
      Só seremos bem unidos quando houver RESPEITO entre todos. Aí ,não há nada que nos divida.

      • É… fazer mais de 1000km para ir a El Paso matar o máximo mexicanos possível é claramente de extrema-esquerda…
        Como o Trump também é de extrema-esquerda, o terrorista estava sempre a elogiar-lo e a apoiar a construção do muro EUA-México!…
        Lindo…
        O outro louco matou a propria irmã e mais 8 (6 eram pretos), tinha uma lista de pessoas a abater, disse que ia para o Inferno e, como não gostava do Trump, passa automaticamente a ser de extrema-esquerda!..
        .
        “Propaganda dos media” e “dividir para reinar”, dizes tu…

            • LOL eu sei que sou 🙂 mas ainda tenho muito para aprender nesta vida.

              Ao menos não te disse para tomares a medicação e ires dormir como disseste a outro comentador noutra notícia, estou a zelar pelo teu bem, quero que evoluas e aprendas mais e não te deixes adormecer.

            • jo, o Eu! nem sabe o que é esquerda e direita e anda aqui a fazer análises politicas da calhaulândia. Não se manca o homem

  4. Quais os mais loucos, os que aprovam a venda e uso de armas, ou os que as utilizam para dar largas há sua loucura! Eu chamaria a isto que teimam em não dar solução,PAÍS DE LOUCOS!

      • Mais uma estatística largada para o ar à maneira do Trump. Tenho a certeza de que a minha fonte é exactamente a mesma que a sua, e diz lá que a Suiça é o 193ª país mais armado do mundo.

      • Pois, esse é um dos maiores problemas do mundo atual, na minha humilde opinião: a malta debita uns “factos” e mostra umas estatísticas, com um ar confiante (mas claro, sem nunca referir qualquer fonte credível, nem o contexto do estudo), e com isso “prova” o seu ponto de vista.
        Vamos aos factos: segundo o Small Arms Survey de 2017 do Instituto Universitário de Altos Estudos Internacionais da Suíça (considerada uma das instituições mais prestigiadas em seu ramo, e logo credível), a Suíça ocupa a posição 19 no índice de armas por habitante civil.
        Mas agora vem a outra parte da questão: é que o índice por habitante nos EUA é de 120,5 armas por 100 habitantes. Praticamente o dobro do segundo no índice (as Malvinas, que são um território britânico ultramarino), com 62,1 armas por 100 habitantes. Comparando com a Suíça (com 27,6 armas por habitante), os EUA têm mais de quatro vezes o número de armas por habitante.
        Já agora, porque factos são factos, e não importa só saber os números, mas também o que eles englobam, o estudo acima referido não faz a distinção entre as diferentes armas (pistolas, espingardas, automáticas, etc.).
        Por isso, caro Joaquim, comparar assim a situação dos EUA com a da Suíça, não me parece muito válido.

      • Por acaso, já!!
        A Suíça é dos países da Europa com mais mortos por arma de fogo (seja homicidio ou suicidio)!!
        Além disso, há um pequeno “pormenor” muito importante: boa parte dos suíços tem armas em casa devido ao seu serviço militar, mas não tem as munições – que ficam nas unidades militares!…

  5. Foram “cidadãos do mundo”, que morreram numa localidade do planeta, por via de criminosos..
    Não vejo por que seja necessário segmentar as possíveis localizações geográficas das pessoas..

    Outros locais do mundo, têm grupos de pessoas, que matam outras, selectivamente, sem que os ditos estados, entrem em alaridos, de punir os crimes..

  6. É… fazer mais de 1000km para ir a El Paso matar o máximo mexicanos possível é claramente de extrema-esquerda…
    Como o Trump também é de extrema-esquerda, o terrorista estava sempre a elogiar-lo e a apoiar a construção do muro EUA-México!…
    Lindo…
    O outro louco matou a propria irmã e mais 8 (6 eram pretos), tinha uma lista de pessoas a abater, disse que ia para o Inferno e, como não gostava do Trump, passa automaticamente a ser de extrema-esquerda!..
    .
    “Propaganda dos media” e “dividir para reinar”, dizes tu…

  7. Infelizmente, vai ser muito difícil mudar o estado das coisas nos EUA, no que concerne à violência armada.
    Primeiro, porque o país está muito dividido nesta matéria, e é muito difícil o diálogo. Segundo, porque a NRA tem um poder brutal na política. Terceiro, porque nenhuma lei vai acabar com as 393 milhões de armas já em circulação nos EUA, e não esquecer que todos os anos são vendidas 12 mil milhões de balas. É impossível recolher todas estas armas e balas, e haveria uma guerra civil se alguma Administração o tentasse fazer.

RESPONDER

Tim Cook acaba de se juntar ao clube dos milionário à boleia de recorde histórico da Apple

O diretor-executivo (CEO) da Apple, Tim Cook, acaba de se juntar à lista de multimilionários do mundo, depois de a gigante tecnológica norte-americana atingir um valor de mercado histórico. De acordo com os cálculos da …

Cientistas calculam probabilidade de contágio ao viajar de comboio

Investigadores da Universidade de Southampton, no Reino Unido, calcularam a probabilidade de contrair covid-19 ao viajar numa carruagem de comboio com uma pessoa infetada. Em colaboração com a Academia Chinesa de Ciências, a Academia Chinesa de …

Hong Kong. Magnata da imprensa Jimmy Lai libertado sob caução

O magnata da imprensa e uma das principais figuras do movimento pró-democracia de Hong Kong Jimmy Lai foi esta terça-feira libertado sob caução, constatou a agência France-Presse. Jimmy Lai tinha sido detido na segunda-feira, ao …

Lar de Reguengos de Monsaraz diz ter feito tudo para salvar vidas

A direção do lar de Reguengos de Monsaraz (Évora) onde surgiu o surto de covid-19 que causou 18 mortos garantiu ter feito “tudo” ao seu “alcance” para “salvar vidas”, nesta “crise” com “contornos dramáticos”. A Fundação …

Israel fecha os olhos e deixa palestinianos cruzarem a fronteira para ir a banhos

As autoridades israelitas têm deixado milhares de palestinianos cruzar a barreira de separação entre os dois territórios para poderem ir às praias. Este foi um fim-de-semana muito especial para Siham e os seus cinco filhos. …

Diabéticos e hipertensos voltam a ter faltas justificadas

Os diabéticos e hipertensos sem condições para desempenharem funções em teletrabalho voltam a ter direito a justificar as faltas ao trabalho devido à pandemia de covid-19, segundo um diploma publicado em Diário da República. “Os imunodeprimidos …

Deputada da Coreia do Sul debaixo de fogo. Usou um vestido no Parlamento

Na semana passada, a deputada sul-coreana Ryu Ho-jeong usou um vestido numa assembleia legislativa, sendo bombardeada com críticas que gerou um debate sobre sexismo e a cultura patriacal do país. De acordo com a CNN, na …

SC Braga oficializa "top gun" Gaitán por duas temporadas

O internacional argentino Nicolas Gaitán assinou um contrato com o Sporting de Braga válido por uma época, com outra de opção, informou esta terça-feira o clube minhoto da I Liga de futebol. Formado no Boca Juniors, …

Vacina russa chama-se "Sputnik V" e foi já pedida por 20 países

A vacina russa contra a covid-19, cujo registo foi esta terça-feira anunciado pelo Presidente, Vladimir Putin, chama-se "Sputnik V", vai começar a ser fabricada em setembro e já foi encomendada por 20 países. De acordo com …

Rui Pinto no Twitter: "Travessia do deserto” terminou mas a “luta continua”

Rui Pinto assumiu que a “árdua e longa ‘travessia do deserto’” chegou ao fim, aludindo à sua libertação, mas avisou que “a luta continua”, pois Portugal “continua um paraíso para a grande corrupção” e branqueamento …