Duterte rejeita que a filha o vá suceder na liderança das Filipinas. “Isto não é para mulheres”

O líder das Filipinas, Rodrigo Duterte, descartou, na quarta-feira, a hipótese de a filha o vir a suceder no próximo ano, acrescentando que a presidência não é tarefa para uma mulher por causa das suas diferenças emocionais em relação aos homens.

“A minha filha não vai entrar na corrida [à presidência das Filipinas]. Eu disse a Inday [Sara, filha de Duterte] para não concorrer porque tenho pena [dela], sabendo que terá de passar pelo que eu estou a passar”, disse Duterte, durante o lançamento de um projeto de rodovia, citado pela CNN. “Isto não é para mulheres. A configuração emocional de uma mulher e de um homem é totalmente diferente. [Quem for presidente] vai tornar-se uma idiota aqui. Esta é a história triste.”

Duterte, de 75 anos, é famoso pelos seus comentários muitas vezes considerados ofensivos, sexistas e misóginos, mas o seu gabinetes costuma apelidá-los de piadas inofensivas.

A filha Sara Duterte-Carpio, de 42 anos, que o sucedeu como presidente da câmara de Davao City, ficou em primeiro lugar numa sondagem recente que pedia ao público para escolher um candidato preferido numa lista de possíveis candidatos para as eleições de 2022. Duas outras mulheres, o vice-presidente Leni Robredo e a senadora Grace Poe, eram candidatos hipotéticos.

Cristina Palabay, do grupo de direitos humanos Karapatan, disse que as mulheres são tão capazes quanto os homens em qualquer trabalho. “O que mais importa é se os interesses da maioria pobre forem defendidos”, disse.

Sara Duterte-Carpio cultivou uma imagem de relutante sucessora como presidente da câmara de Davao, onde é extremamente popular por mostrar o mesmo caráter duro e prático do seu pai, que governou a cidade durante duas décadas e disse abertamente à polícia para matar criminosos se resistirem à prisão.

A filha de Duterte, que serve como primeira-dama por causa do casamento anulado do seu pai, disse, em declarações à agência Reuters que informou o líder filipino que não pretendia concorrer.

“Se todo o país não quiser acreditar [nisso], não posso fazer nada a respeito. Nem toda a gente quer ser presidente. Eu sou uma delas”, disse Sara Duterte-Carpio. “Agradeço a todos pela sua confiança no que posso fazer, mas a minha recusa em concorrer à presidência não é o fim do mundo”.

Akbayan Partylist, um grupo de legisladores de esquerda, disse, em comunicado, que uma dinastia Duterte significaria uma lavagem do presidente “mau-governo incompetente, corrupto e assassino”. “Sara Duterte não deveria concorrer à presidência. Mas não é porque é uma mulher. Sara, como presidente, não cobrará a responsabilidade do seu pai pelos seus crimes contra o povo”.

Maria Campos Maria Campos, ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Hahahahaaa… o Trump/Putin/Bolsonaro/Ventura das Filipinas não perdoa… é tipo a Igreja: mulheres; longe!…
    Curiosamente, a carneirada “de” Facebook nunca se lembra deste ditador de extrema-direita; é só do Kim “gordo” da Coreia ou do Maduro “podre” da Venezuela!…

RESPONDER

Deco avança para tribunal contra Apple por manipulação de desempenho dos iPhones 6

A Deco Proteste anunciou esta segunda-feira que avançou com uma ação judicial contra a Apple, acusando-a de práticas enganosas por ter manipulado os iPhones 6, 6 Plus, 6S e 6S Plus para se tornarem obsoletos …

Crónica ZAP - Nota Artística por Nuno Miguel Teixeira

Nota artística: pouco Festival no FC Porto-Sporting

https://soundcloud.com/nuno-teixeira-264830877/fc-porto-0-0-sporting-o-musical Está bem: Futebol Clube do Porto contra Sporting Clube de Portugal. Segundo classificado recebe o líder. Jogo que pode praticamente definir o novo campeão nacional de futebol. O encontro é naquele estádio junto ao centro …

Índia e Paquistão comprometem-se a respeitar cessar-fogo em Caxemira

Na quinta-feira, o Paquistão e a Índia alcançaram um acordo para fazer cumprir o cessar-fogo na região de Caxemira, reivindicada pelos dois países. A fronteira entre ambos é palco frequente de ataques que deixam soldados …

Governo quer rever norma da dádiva de sangue que exclui homossexuais

O Governo determinou, esta segunda-feira, a constituição de um grupo de trabalho para rever a norma que exclui dadores "por comportamento sexual". De acordo com o SAPO24, o Ministério da Saúde determinou a constituição de um …

Governador de Nova Iorque volta a ser acusado de assédio sexual

O governador de Nova Iorque, Andrew Cuomo, foi acusado por outra ex-assessora de assédio sexual, que foi sua assistente executiva e conselheira de políticas de saúde até novembro do ano passado. Segundo noticiou no sábado o New …

Francisco Assis alerta Governo para riscos das raspadinhas

O presidente do Conselho Económico e Social (CES), Francisco Assis, vai promover um estudo sobre o impacto social do vício da raspadinha e informar o Governo, na esperança de que este repondere o lançamento da …

Mais de 75% dos refugiados sírios podem sofrer de stress pós-traumático

Mais de três quartos dos refugiados sírios podem estar a sofrer de distúrbios mentais, como transtorno de stress pós-traumático (TEPT), dez anos após o início da guerra civil no país. De acordo com um artigo do …

AVC foi a principal causa das 112.334 mortes em 2019

As doenças circulatórias foram as principais causas das 112.334 mortes verificadas em Portugal em 2019, divulgou esta segunda-feira o Instituto Nacional de Estatística, assinalando que a mais mortífera foi o acidente vascular cerebral (AVC). Em 2019, …

Iémen irá enfrentar a pior fome já vista nas últimas décadas. Guterres implora por generosidade

De acordo com a ONU, a situação humanitária no Iémen é muito grave e o país irá enfrentar a pior fome à qual o mundo já assistiu. Esta situação pode ser revertida se os seus …

"Um erro histórico". Tratado assinado em Portugal incentiva aquecimento global

Um tratado assinado em Lisboa concede um grande poder às empresas de energia para processar os Estados caso se sintam prejudicadas por políticas climáticas. O Tratado da Carta da Energia (TCE) é um acordo internacional assinado …