Dois terços dos portugueses consideram que a eutanásia deve ser legalizada

A maioria dos portugueses considera que a morte assistida a pedido do doente deve ser legalizada em Portugal.

O estudo da Eurosondagem feito no início de março para a SIC e para o Expresso mostra que 67,4% da população portuguesa defende a legalização da eutanásia em Portugal, com apenas 22,1% contra o direito de decidir como e quando chega ao fim a sua vida, enquanto 10,5% não sabe ou não responde.

Há dúvidas sobre se deve haver uma consulta ao país sobre a legalização da eutanásia: menos de metade (47,8%) das pessoas que participaram considera o referendo necessário – onde se contam mais homens -, enquanto 31,4% dos inquiridos (com mais mulheres neste grupo) consideram-no desnecessário e 20,8% dizem não saber.

Há oito anos, um estudo da Eurosondagem mostrava que 50,1% dos portugueses aceitavam a prática, contra 39,3% que eram contra. Na sondagem de 2008, 47% dos inquiridos consideravam que o tema deve ser referendado, contra 43,4% que achavam o plebiscito desnecessário.

Num momento em que o tema da eutanásia tem estado no centro das atenções, a possibilidade de os portugueses definirem o futuro da sua saúde poderá fazer com que o Testamento Vital ganhe maior relevância e seja preenchido por um maior número de cidadãos.

Rui Nunes, o “pai” do Testamento Vital em Portugal, deu uma entrevista à Visão onde salienta que os perigos da Eutanásia, “que devem ser apreciados com cuidado, devem-se especialmente à possibilidade de a eutanásia voluntária resvalar para práticas de eutanásia involuntária, nomeadamente de crianças e de pessoas com competência diminuída”, e sublinha que “se Portugal despenalizar a eutanásia, a lei terá de ser suficientemente robusta para impedir este tipo de desvio que, infelizmente, está a ocorrer nos países que já legalizaram a eutanásia”.

O especialista em sociologia e ética médicas, que defende há anos um referendo nacional sobre a morte assistida a pedido do doente, explica que a legalização da prática garante “o princípio da dignidade da pessoa, e do exercício da liberdade de autodeterminação. Ou seja, dar um controlo total à pessoa doente na fase terminal da vida e assim aliviar o sofrimento que na sua perspetiva é totalmente intolerável“, não apenas em doentes terminais mas também, “e entre outros, em pacientes com patologias neurológicas degenerativas de longa duração ou pessoas com paralisia total dos membros”.

ZAP

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. No Benelux é autorizada. Estudo revela que nem sempre as decisões são tomadas pelos próprios, razão pela qual se estão asilando na Alemanha onde é proibido. Uma oportuniade para o Turismo Residencial

    • E acha que alguém quer saber da sua opinião?!
      Agora mais a sério: sabe o que é uma sondagem?!
      Como aparentemente tem acesso à Internet, sugiro que se informe antes de comentar…

  2. Pois, isto é fruto da sociedade do descartável. ´_E mais fácil descartar quem dá problemas do que tratar dessas pessoas com dignidade.
    Veja-se o estado dos cuidados paliativos. Uma vergonha.
    A mim tb não me pegruntaram nada. Sou totalmente contra.
    A ignorância do mundo espiritual resulta nestas decisões ocas.

RESPONDER

Vacina de Oxford testada em humanos com "resultados promissores"

Os testes clínicos em humanos da potencial vacina contra a covid-19 que a Universidade de Oxford criou tiveram "resultados prometedores" e desencadearam a resposta imunitária que se pretendia. Os testes em humanos, que desde abril envolveram …

Goa decreta novo confinamento, com Índia a rondar um milhão de casos

Depois de ter aberto portas ao turismo, Goa decreta um novo confinamento de três dias. Registaram-se 198 novos casos nas últimas 24 horas, o número mais alto desde o início da pandemia. O estado de Goa, …

Tribunal da Concorrência confirma coima de 75 mil euros a Ricardo Salgado

O Tribunal da Concorrência confirmou, esta quinta-feira, a coima de 75 mil euros aplicada pelo Banco de Portugal a Ricardo Salgado, no caso do financiamento do Grupo Alves Ribeiro (GAR) para compra de ações da …

Mais três mortes e 339 novos casos de covid-19 em Portugal

Portugal regista, esta quinta-feira, mais três mortes e 339 novos casos de infeção por covid-19 em relação a quarta-feira, mostra o boletim mais recente da DGS. Segundo o boletim diário da Direção-Geral de Saúde (DGS), dos …

Crise entrou em nova fase mas mundo "não está fora de perigo", diz FMI

A diretora do Fundo Monetário Internacional (FMI), Kristalina Georgieva, disse esta quinta-feira que a crise provocada pela pandemia entrou numa nova fase, que exige flexibilidade para assegurar "uma recuperação sustentável e equitativa", alertando que o mundo …

China bane importação de ovelhas portuguesas

As alfândegas chinesas baniram as importações de ovelhas e produtos relacionados de Portugal, alegando um aviso da Organização Mundial de Saúde Animal sobre um surto de paraplexia enzoótica dos ovinos na Guarda. A notícia foi avançada …

Tânia já pode abraçar os filhos. Livrou-se do coronavírus ao 16º teste após 4 meses isolada

A algarvia Tânia Poço foi, finalmente, dada como "curada" de covid-19 após quatro meses de confinamento. Aquele que terá sido o caso mais prolongado da infecção em Portugal, chegou ao fim com o 16º teste …

Exame de Matemática A criticado. Prova "infeliz" não permite "distinguir" alunos

A Sociedade Portuguesa de Matemática (SPM) criticou esta quinta-feira a elaboração do exame nacional de Matemática A, prova realizada por mais de 38.699 alunos que pretendem concorrer ao Ensino Superior. No entender da SPM, "o …

Ninguém quer o novo aeroporto do Montijo. Medina apela a "avanço" na decisão

Autarcas e ambientalistas foram ouvidos, esta quarta-feira, no Parlamento, onde se discutiu o projeto do novo Aeroporto do Montijo. A posição de ambos parece clara: ninguém quer avançar com a ideia. A construção do aeroporto …

Pandemia acelera nos Estados Unidos. Uso de máscara pode salvar 40 mil vidas

Os Estados Unidos ultrapassaram pela primeira vez a barreira dos 70 mil casos de covid-19, nas últimas 24 horas, elevando para mais de 3,49 milhões o total de contágios no país, indicou a Universidade Johns …