Conselho de Disciplina instaura dois processos disciplinares a Varandas

O Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) instaurou, esta quinta-feira, dois processos disciplinares ao presidente do Sporting, na sequência das declarações proferidas sobre o seu homólogo do FC Porto e das criticas à arbitragem do clássico.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

O primeiro processo visa a conferência de imprensa dada por Frederico Varandas depois de terminado o encontro com o FC Porto (2-2), da quarta jornada da I Liga, em que o líder leonino deixou críticas à arbitragem, após reverter uma grande penalidade a favor do clube lisboeta, situação que levou Varandas a questionar se tal decisão aconteceria nos estádios da Luz ou do Dragão.

Também ao treinador do Sporting, Rúben Amorim, foi instaurado um processo “para apuramento de eventuais declarações alegadamente feitas pelo agente desportivo”, relativamente ao jogo com os azuis e brancos, no qual foi expulso.

Já o segundo processo contra Varandas prende-se com as palavras dirigidas ao presidente do FC Porto, Pinto da Costa, antes de o Sporting embarcar para os Açores, onde defrontou o Santa Clara na última ronda do campeonato.

“Pode ter um grande sentido de humor, ser uma pessoa culturalmente acima da média, ter um currículo cheio de vitórias, mas um bandido será sempre um bandido“, referiu, na altura.

Esta quarta-feira, o presidente dos dragões anunciou que vai avançar com uma queixa-crime contra o seu homólogo do Sporting devido às declarações proferidas a 23 de outubro.

  ZAP // Lusa

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.