Dois meses após incidente com voo de Bissau ainda ninguém foi responsabilizado

Dois meses depois do incidente com um voo da TAP entre Bissau e Lisboa, em que a tripulação foi forçada pelas autoridades guineenses a transportar 74 passageiros ilegais, ainda ninguém foi responsabilizado e a ligação aérea continua suspensa.

Incidente TAP em Bissau

Questionado pela agência Lusa sobre o ponto de situação do processo de averiguações, o Procurador-Geral da República da Guiné-Bissau remete para o que já está feito e queixa-se de perseguição. “Já disse o que tinha a dizer e fiz o que tinha a fazer”, refere Abdu Mané, sublinhando que passou a ser alvo de ameaças que o obrigaram a mudar de hábitos e a ter seguranças por perto 24 horas por dia.

Em Portugal, as investigações mostraram que os viajantes, supostamente sírios, pagaram milhares de euros para chegar à Europa sem os vistos necessários, enquanto um inquérito na Guiné-Bissau concluiu que o ministro do Interior, Suka Ntchama, deu a ordem de embarque forçado.

Assunto tabu em Bissau

O governante foi ouvido pelo Ministério Público guineense no dia 23 de dezembro e segundo Abdu Mané, foi emitido um mandado de condução do ministro às celas que o diretor-geral da Polícia Judicia se terá recusado a cumprir. O advogado do ministro negou a versão do procurador e processou-o por difamação.

Apesar de Suka Ntchama ter colocado o lugar à disposição, continua em funções, com o primeiro-ministro de transição, Rui de Barros, a referir que cabe ao Ministério Público apurar todas as responsabilidades criminais.

O incidente com a TAP parece ter passado a ser assunto tabu em Bissau: o advogado de Suka Ntchama recusa-se a também falar sobre o assunto, assim como o ministro dos Negócios Estrangeiros, Delfim da Silva – que apresentou a demissão depois de se afirmar revoltado com o caso.

No entanto, continua também em funções, porque ainda ninguém o demitiu: “não me posso demitir a mim próprio”, referiu à agência Lusa.

Esta semana, Delfim da Silva distribuiu um folheto de 56 páginas no congresso do PAICG, partido a que pertence, onde escreve sobre a situação política guineense e refere que o incidente com a TAP foi uma “bomba diplomática”, mas nada mas adianta.

“Do caso dos passageiros sírios falarei extensamente numa outra ocasião”, escreve no folheto.

Voos da TAP ainda suspensos

O fim dos três voos diretos semanais entre a Guiné-Bissau e a Europa, concertado pela TAP com o governo português, foi justificado pela grave falha de segurança que foi igualmente censurada pela alta representante da União Europeia, Catherine Ashton.

A 14 de janeiro, à margem de um encontro da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), o ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Rui Machete, afirmou que o Governo português iria fazer “alguns esforços” para que fossem retomadas as ligações aéreas, “em prol” dos guineenses e dos portugueses.

No entanto, também alertou para a necessidade de haver eleições e ultrapassar “algumas situações jurídicas”, como o facto de Portugal não reconhecer o atual governo de transição, resultante do golpe de Estado de abril de 2012.

As eleições gerais estão marcadas para 16 de março, mas dificuldades no recenseamento eleitoral deverão levar a um adiamento da votação para abril.

A situação está a prejudicar o dia-a-dia dos guineenses, que deixaram de ter correio e outros serviços logísticos para o resto do mundo, e que são obrigados a recorrer a várias ligações aéreas para ligar a Guiné-Bissau a Portugal.

De acordo com os dados do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), em 2012 existiam 17.800 guineenses com estatuto legal de residente em Portugal, sendo a sexta nacionalidade mais numerosa entre os imigrantes em terras lusas.

Por outro lado, segundo fonte das autoridades portuguesas, estima-se que existam entre 4.500 a 5 mil portugueses a residir na Guiné-Bissau.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Áustria reitera rejeição de acordo comercial UE-Mercosul

O Governo austríaco, numa carta enviada ao primeiro-ministro, António Costa, reiterou a sua rejeição do acordo comercial UE-Mercosul e apelou a que Portugal, enquanto presidência da União Europeia (UE), “assegure” que a sua votação seja …

Em Málaga, pode comer-se o pão mais caro do mundo. É feito com ouro e prata

É na padaria espanhola Pan Piña que se confeciona aquele que é, de momento, o pão mais caro de todo o mundo. Este é vendido por uma quantia que pode chegar até aos 3.700 euros …

Novas evidências apontam eventual localização dos destroços do MH370. Jornalista sugere que foi abatido

O chefe da busca fracassada pelo voo MH370 da Malaysia Airlines está a pedir um novo inquérito com base em novas evidências que podem finalmente resolver o mistério do desaparecimento da aeronave há sete anos. De …

Cidade nos EUA testou o rendimento básico universal. "Os números foram incríveis"

Além de a percentagem de pessoas que tinham um emprego a tempo inteiro ter subido, os participantes da iniciativa também relataram sentir-se menos ansiosos. De acordo com o estudo publicado esta quarta-feira, citado pela agência …

Belenenses 0-3 Benfica | Vendaval suíço após o descanso

O Benfica venceu o dérbi com a Belenenses SAD, em jogo a contar para 22ª jornada da Liga NOS, por 3-0. Uma partida que teve uma primeira parte mal jogada e com muitas dificuldades para as …

Investigador apresenta nova geração de drones minúsculos e ágeis. São inspirados em mosquitos

Os mosquitos são insetos incrivelmente acrobáticos e resistentes durante o voo, o que os ajuda a navegar entre rajadas de vento, obstáculos e incertezas. Agora, uma equipa de investigadores construiu um sistema que se aproxima …

OMS considera que a pandemia podia ter sido evitada se alguns países não tivessem sido lentos a reagir

O diretor-geral da OMS afirmou esta segunda-feira que alguns países reagiram lentamente à declaração de emergência sanitária global em janeiro de 2020, desperdiçando-se uma "janela de oportunidade" para evitar a pandemia de covid-19. "A 30 de …

Louvre recupera armadura do século XVI roubada há quase 40 anos

O peitoral e o capacete elaboradamente decorados, que estavam desaparecidos desde 1983, datam do século XVI e voltaram finalmente ao museu do Louvre, em França. Quase quatro décadas depois, um peitoral e um capacete do século …

Queixas por cibercrime disparam. Fraude com MB Way foi o crime mais denunciado

O Ministério Público (MP) da Comarca de Lisboa registou 6676 denúncias por crimes informáticos em 2020, um aumento de 15% (mais 998) face a 2019. MB Way é um dos sistemas onde estão associadas mais …

Centro Hospitalar Lisboa Norte vai alargar uso de medicamento para fibrose quística a mais cinco doentes

O diretor clínico do Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte (CHULN), Luís Pinheiro, disse hoje que a instituição já usa há cerca de um mês um novo medicamento para a fibrose quística, que poderá chegar em …