Dois meses depois, ainda há corpos espalhados no local de queda de avião russo

Yuri Kochetkov / EPA

Avião russo caiu perto de Moscovo

Todas as 71 pessoas que seguiam a abordo do avião que se despenhou morreram. Os investigadores foram enviados de novo para o campo para recolher mais corpos e partes do avião.

Cerca de 100 investigadores voltaram ao local onde um avião se despenhou perto de Moscovo em fevereiro depois de um familiar de uma das vítimas ter apresentado uma queixa ao presidente russo Vladimir Putin de que tinha encontrado restos humanos no local.

Aquando do acidente, de acordo com o The Times, foram recolhidas 1400 partes de corpos no dia seguinte ao acidente pelos operacionais a trabalhar sob condições climatéricas desfavoráveis ao resgate e salvamento de corpos.

Os meios de comunicação russos reportaram esta segunda-feira que outras 13 partes do avião foram encontradas. O Ministério russo das Situações de Emergência disse que uma nova pesquisa no local já tinha sido planeada, mas foi adiada de forma a “acalmar as pessoas”.

De acordo com os primeiros resultados da investigação, o acidente poderá ter sido causado por um erro humano. O avião despenhou-se alguns minutos depois de ter descolado do aeroporto internacional moscovita de Domodedovo, tendo provocado a morte de 71 pessoas que seguiam a bordo

Com destino à cidade de Orsk, no sul dos montes Urais, o avião saiu de Moscovo às 14h21 locais (11h21 em Lisboa) e, depois de descolar, desapareceu dos radares e despenhou-se entre as localidades de Arguntsevo e Stepanovo, na província da capital russa.

Depois de uma análise preliminar da caixa negra do avião, os especialistas do comité de aviação russo afirmaram que o acidente ocorreu depois de os pilotos terem visto dados diferentes nos dois indicadores de velocidade do aparelho.

“A análise preliminar da informação gravada e o exame de casos semelhantes no passado nos permitem supor que o fator que causou a situação extraordinária durante o voo foi o erro de dados sobre a velocidade que apareceu nos painéis dos pilotos”, refere o comité em comunicado.

De acordo com os dados extraídos pelos investigadores da análise das caixas negras recuperadas no lugar do acidente, este erro de dados deve-se ao congelamento dos sensores de velocidade.

O estudo das gravações dos parâmetros de voo mostrou que os sistemas de aquecimento dos três medidores de pressão totais – que informam os pilotos da velocidade do avião – foram desligados.

Os dados do gravador indicam que as divergências entre os indicadores de velocidade do piloto e o copiloto começaram a ocorrer dois minutos e 30 segundos após a descolagem.

“Antes da colisão com o solo, o indicador no painel de comando começou a mostrar um aumento repentino da velocidade, que no momento da colisão era de cerca de 800 quilómetros por hora, enquanto a do copiloto era igual a zero”, adianta o comité.

Os especialistas terão de estudar as gravações do gravador de voz para verificar as ações dos pilotos e suas reações ao alarme de colisão.

Além disso, uma análise abrangente do sistema de aquecimento dos medidores de pressão deste modelo de aeronave será realizada para estabelecer que tipo de falhas pode apresentar.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Parque de esculturas subaquático vai ser inaugurado em Miami

Miami vai servir de casa para um novo parque de esculturas subaquático como nunca viu. O ReefLine é projetado para servir como um recife artificial e vai estar disponível a receber visitantes em dezembro de …

Da "política do filho único" a incentivos à natalidade: como a China tem mudado a sua estratégia populacional

A China está a planear incluir novas medidas para estimular a taxa de natalidade do país e lidar com o rápido envelhecimento da população. A estratégia passa pelo “plano de cinco anos” que deverá estar …

Vacinação será “grande prioridade” de presidência portuguesa da UE

O primeiro-ministro português, António Costa, referiu hoje que a vacinação contra a covid-19 deverá ser uma das “grandes prioridades” da presidência portuguesa do Conselho da União Europeia (UE), após um encontro com o presidente do …

No Cambodja, os aldeões usam "espantalhos mágicos" para afastar a covid-19

Os aldeões do Cambodja têm evitado a pandemia de covid-19 sem máscaras nem distanciamento social, mas sim com "espantalhos mágicos" que espantam o vírus mortal. Os dois espantalhos de Ek Chan, um aldeão de 64 anos, …

O Arecibo desabou. É o fim de uma era à procura de vida extraterrestre

O Observatório de Arecibo, em Porto Rico, morreu. Três semanas depois de um dos principais cabos de sustentação da sua cúpula ter desabado, danificado irremediavelmente o radiotelescópio, o icónico caçador de vida extraterrestre antecipou-se à …

O maior elevador panorâmico do mundo tem vista para os cenários de Avatar

Com o recente lançamento de fotografias subaquáticas dos bastidores do Avatar 2 e a notícia de que Avatar 3 está quase a terminar as filmagens, não há melhor momento para revisitar o parque nacional que …

Pandemia tirou comida da mesa, mas deu asas a startup que transforma plástico do mar em máscaras

A startup portuguesa Skizo transformou a pandemia numa oportunidade de crescimento. Quando faltava comida nalgumas mesas, a empresa de produção de sapatilhas e bolsas passou a fazer máscaras a partir de plástico retirado dos oceanos …

Na Irlanda, o Pai Natal é considerado um "trabalhador essencial"

A Irlanda fez esta semana um anúncio especialmente dedicado às crianças, afirmando que o Pai Natal é considerado um trabalhador essencial no país e, por isso, não terá as suas deslocações restringidas no período natalício. …

Mais 2400 novos casos. Portugal ultrapassa os 300 mil desde o início da pandemia

Portugal ultrapassou hoje a barreira dos 300 mil casos de covid-19 desde o início da pandemia no país, em março, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). Portugal registou mais 2.401 novos casos, tendo passado a contabilizar …

Medidas para o Natal conhecidas no sábado. Passagem de ano com todas as restrições

O primeiro-ministro, António Costa, adiantou hoje que no sábado anunciará as medidas para o Natal “com as melhores condições possíveis”, mas avisou desde já que “a passagem do ano vai ter todas as restrições”. “O Governo …